Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Volta...

 

Quase vinte anos se passaram, vinte momentos de tantos momentos tão nossos...

Uma semana separados, distantes fisicamente, sendo que a alma, morrendo de saudades, parece tão próxima...

Una.

Não sei sentir sem tua presença, sem na tua presença gritar...

Não respiro longe de ti, longe da alma que me completa, completando a parte de mim que te pertence.

Volta...

Volta meu amor...

Pois parece que que o bater do meu coração, está amputado desse querer que dá sentido à vida.

Amo-te.

PS: Este texto é autobiográfico.

 

 

Filipe Vaz Correia