Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Tantas Vezes...

Filipe Vaz Correia, 21.04.19

 

 

 

Tantas vezes se perderam;

Nas estradas de uma vida,

Os olhares e as palavras,

Por entre mágoas e feridas,

Num soluçar envergonhado,

Numa tela incompreendida,

Desenhando o que a imaginação,

Imaginava entretida...

 

Tantas vezes se questionou;

O amargurado coração,

Sem saber se acabou,

O que ditava a ilusão...

 

Tantas vezes ficou por escrever;

Tantas as vezes por contar,

As mesmas vezes a tecer,

Essas linhas a fiar...

 

Tantas vezes...

 

Tantas as vezes num sonhador poema;

Escrevinhando as lágrimas de um destino.

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post