Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Frederico Varandas: Sem “Papas” na Língua

31.05.22, Filipe Vaz Correia
  Francisco Varandas discursou num núcleo do SCP, fazendo um dos mais incisivos e determinantes discursos que alguma vez vi a um dirigente desportivo. Coragem, verdade e dignidade... Varandas vai mais além do que alguns alguma vez foram, tocando no Papado do futebol Português, há muito nas mãos de Jorge Nuno Pinto da Costa. Cresci vendo o futebol dos anos 80 e a uma construção narrativa das qualidades mágicas de Pinto da Costa e do seu Porto... Aprendi a invejar esse (...)

Sporting: Somos Da Raça Que Nunca Se Vergará…

16.02.22, Filipe Vaz Correia
      O meu Sporting perdeu com o Manchester City, em Alvalade, por 0-5. O início prometedor, o olhar expresso no rosto de quem via o jogo a meu lado, a esperança a se desvanecer segundos após o começo da partida. A inexperiência, a cultura de Champions, a sorte... Tanta coisa. O Sporting perdeu mas o Sporting ganhou... Ganhou pelos adeptos que como nunca amarraram a equipe à sua voz, ao seu amor, ao seu esperançado querer, num desígnio extraordinário que recupera este (...)

Sporting: Uma Assembleia Repleta De Ratos

01.10.21, Filipe Vaz Correia
        Na Assembleia Geral de ontem do Sporting Clube de Portugal um conjunto de sócios chumbou as contas dos últimos dois anos. Este clube amarrado a um conjunto de idiotas e arruaceiros tenta destruir o trabalho que tem sido feito pela a direcção de Frederico Varandas, assim como já fizeram em certa medida com Soares Franco. O trabalho desta direcção é de longe o melhor desde que me recordo do meu Sporting nos últimos 44 anos, a nível de projecto, de escolhas e de (...)

Sporting: As Dores De Crescimento

16.09.21, Filipe Vaz Correia
      O meu Sporting regressou aos jogos da Liga dos Campeões, num jogo absolutamente terrífico com o Ajax... Perdemos, em Alvalade, com o Ajax por 1-5. Uma vergonha imensa que se traduz nas entrelinhas de uma história que todos deveríamos  preservar... Esta equipa, sem Coates e Pote, é composta por gente sem experiência em competições europeias, muito menos na Liga dos Campeões, sujeita a um momento que deveria ser doseado em pedaços de crescimento. Este Ajax, alguns destes (...)

Sporting: “A Terra Prometida”

19.05.21, Filipe Vaz Correia
          O último jogo de uma temporada, o adeus a uma época  épica, um rugido no reino do leão. Que aprendamos com esta época, com este caminho palmilhado por um Sporting repleto de feridas, saído de um reinado de boçalidade, às mãos de um populista rumo traçado por um tal de Bruno. Este é o novo caminho, o certo, aquele que nos guiará sempre para mais perto da vitória, não quer dizer que vençamos sempre mas sim que estaremos lá, mais perto, mais próximo desse (...)

O “Meu” Sporting É Campeão!

14.05.21, Filipe Vaz Correia
          O meu Sporting é campeão nacional de futebol... Não tenho palavras, aliás elas demoraram dois dias a se fazer sentir neste papel, vulgo Caneca, que aqui se apresenta diante de vós. O que senti nesse desejar que amarrava a vontade não tem explicação, esse querer maior do que a esperança, esse sentir verde e branco que se transforma em certeza. O apito final, as lágrimas, o abraço, o simples grito leonino que se solta na ventania de memórias que me assolaram. Camp (...)

Sporting:. Mais Um “Paço” Rumo Ao.... Shiu!!!!!!

16.02.21, Filipe Vaz Correia
        Mais um jogo, mais uma vitória, mais um passo rumo ao que tantos desejam... Este Sporting não facilita, não se distrai, não se perde apesar da sua muita juventude, num caminho que se deve elogiar, e acima de tudo reter. Frederico Varandas, e como dele discordei, emendou a mão, corrigiu o passo, encetou um caminho que deve ser por todos acompanhado, suportado, protegido. Rúben Amorim foi a pedra que faltava, o toque num projecto sustentado na formação e pincelado com (...)