Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

30
Abr20

Uma História De Amor

Filipe Vaz Correia

27D3DE11-F14E-42F0-8969-A0AE879D7A38.jpeg

 

Não tenho asas; 

para voar até ti,

Não tenho forças,

para resgatar a essência deste amor...

 

Essa tamanha vontade

para encurtar distâncias,

Para unir segredos

e enfrentar medos,

Desvendar caminhos

ou redesenhar destinos,

Enfrentando ondas e marés,

Pequenos pedaços de fé...

 

O que tenho e de sobra;

é o pulsar deste coração,

Que sorri ao ver-te,

Que se inebria ao ler-te,

Que se perde, por entre, as linhas de tua alma...

 

Um dia;

numa outra história,

num outro reescrito guião,

voltaremos a amar cada singela letra perdida,

nessa estrada desencontrada,

nesse querer em ferida,

imenso amor liberto em nós,

Por nós...

 

Pois vale a pena recordar,

mesmo o que se temeu viver,

sempre que no olhar,

sobreviva intensamente,

o que jamais poderá ser contado.

 

 

12
Mar19

O Epitáfio De Um Grande Amor...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Se um dia;

Se escrever o epitáfio,

De um grande amor...

 

Então que se escreva;

Que foi regado em tamanhas lágrimas,

Por vezes salpicado,

Em doces abraços,

Afagos meio esquecidos,

Por entre olhares e sorrisos,

Sem fim...

 

E não se esqueçam de escrever;

Em cada pequeno espaço;

Uma frase para a dor,

Chorada nesse regaço,

Do solitário ardor,

Ardente pedaço,

Sentido...

 

E no fim dessa linha;

Pode constar uma adivinha,

Para encontrar sem medos,

Os incontáveis segredos,

Que se findam na memória,

Dessa finita história...

 

Que um dia foi de amor!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10
Dez18

A Imensidão...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Espinhos na imensidão do mar;

De um cristalino azul,

Um poema a poetizar,

As desventuras destinadas,

De cada desassombrado sonhar,

Que desenhado se encontra,

Na imaginação...

 

Traço delicado;

Nesse mundo por descobrir,

Um horizonte imaculado,

Sem medo de ferir,

O que estará desencontrado,

Dentro de ti...

 

Amarrotado pedaço de mim;

Sem receio de sorrir,

Pois nessa esperança sem fim,

Reside esse eterno sentir,

Que não finda...

 

Que amor tão grande;

Aquele que saltita, por entre, as linhas,

Que respira em cada rima,

Sobrevive a qualquer parágrafo,

Se amarra a cada verso,

Se entrelaça na infindável alma,

Do poeta...

 

Espinhos na imensidão do mar;

Na imaginação de um intenso amar,

Gritando sem parar...

 

Amor!

 

 

 

21
Set17

Os Meus Olhos!

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Se os meus olhos;

Te dissessem,

O que não podem dizer,

Se descrevessem,

O que não querem descrever,

Se gritassem,

O silêncio a doer,

Se revelassem,

As feridas a arder...

 

Se os meus olhos;

Reflectissem em ti,

Essa parte de mim,

Que ainda te ama...

 

Então;

Desesperançadamente,

Por entre a solidão,

Talvez voltasse a bater,

Descompassadamente,

Este apaixonado coração.

 

 

 

 

 

17
Dez16

Segredo...

Filipe Vaz Correia

 

Tenho um segredo;

Algo guardado na minha alma,

Uma estrela com medo,

Com receio de brilhar...

 

Tenho um segredo;

Escondido dentro de mim,

Nunca antes revelado,

Nunca antes adivinhado...

 

Segredo este que tenho;

Que faz parte do meu ser,

Fugindo ao meu destino,

Sonhando com o meu querer...

 

Desejo, sentido, distante;

Escondendo o que o meu coração me diz,

Fazendo de mim emigrante,

Numa terra que nunca quis...

 

Renego-te, ó segredo;

Deixa-me ser livre e sonhar,

Pois com o teu peso nos meus ombros,

Não consigo mais caminhar...

 

E então segredo meu;

Quem sabe um dia me libertes,

Ou talvez se eu te libertar,

Me deixes um dia voar!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu caro, Notei com agrado a tua retratação relati...

  • Maria

    Há sempre um "tinhoso/a".É ignora-los. Porque há...

  • Filipe Vaz Correia

    Meu caro José...A mais pura verdade.Um abraço

  • Filipe Vaz Correia

    Minha querida Pingos de Chuva...Absolutamente verd...

  • cheia

    Uma erva daninha estraga uma seara.Um abraço

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D