Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

26
Mar19

O Futebol Português Está Podre...

Filipe Vaz Correia

 

Quero, antes de mais, pedir desculpa a todos os Canequianos por escrever sobre o futebol Português...

Pois isto cheira mal demais, há muito tempo, mas nunca como neste dia.

O futebol Português está podre, sobre isso não tenho dúvidas, no entanto, acima de tudo não consigo compreender como certas pessoas e Instituições continuam impunes diante desta Justiça Portuguesa...

Esta "incerta" Justiça Portuguesa.

O vídeo de hoje, feito por Vitor Catão, grita ao desespero esta espécie de podridão que se eleva, por entre, os relvados Portugueses, numa mistura de corrupção, ameaças de morte e compadrios.

Ana Gomes, por estes dias, catalogou o Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, de alguém com um passado ligado à delinquência, o que motivou ameaças de processos em tribunal, por parte de Vieira e do clube.

Nunca imaginei estar sentado do mesmo lado de Ana Gomes...

Pois aqui estou.

Observando a discussão entre Boaventura e Catão, não deverão restar dúvidas, sobre o duvidoso carácter deste estranho circulo que rodeia Vieira.

Sempre ele...

Basta nos recordarmos de José Veiga, de Paulo Gonçalves, do motorista da porta 18 ou actualmente do "querido" Boaventura e o seu Catão.

Já não vou falar sobre os casos BPN ou BES, assim como, das centenas de Milhões de Euros em questão...

O que nos sobra é uma profunda estupefacção sobre este tipo de Justiça, por um lado tão cega, e ao mesmo tempo tão intensamente estranha.

O futebol Português está podre mas a Justiça Portuguesa não deverá estar em melhor estado, se não conseguir apurar todas estas gravíssimas suposições e responsabilidades.

São casos a mais, sempre com os mesmos, sobre os mesmos, indiciando os mesmos.

Enfim...

O que importa a bola ou o talento?

Se isto é uma profunda roubalheira.

 

 

Filipe Vaz Coreia

 

 

 

09
Out18

700 Mil Aldrabices No Reino Do Leão...

Filipe Vaz Correia

 

Parece que a auditoria realizada no Sporting encontrou, até agora, um buraco de 700 mil Euros relativos a despesas com Scouting e Empresários, desconfiando-se que esse dinheiro possa ter ido parar a contas do antigo Presidente do Clube de Alvalade.

Parece mentira...

A imprensa adianta mesmo que não foram encontrados relatórios desse Scouting, nem nenhum jogador potencializado na equipa principal.

Ora bem...

E depois?

Não considero sequer isto um caso, acreditando que a explicação para este equivoco é de uma simplicidade factual...

Não foram feitos relatórios desses movimentos de Scouting?

Pois não!

O que se poderia escrever sobre Naby Saar, Mauricio, Ryan Gauld, Shikabala, Montero, Dramé, Petrovic, Viviano, Barcos, Sahko, Leonardo Ruiz, Jonathan Silva, Jatobá, Marcos Túlio, Tanaka, Matheus Oliveira e etc...

Nada de relevante a não ser um silencioso arrepio.

Assim, não estranho a ausência de qualquer relatório sobre este tipo de Atletas pois só desta forma se poderia comprar jogadores deste calibre.

E ainda não devem ter chegado ao Alan Ruiz...

Nesse caso nem relatório, nem quadro psiquiátrico, nem cadastro criminal e muito menos aconselhamento nutricional.

Enfim...

Este passado Leonino estará repleto de incompetência e aldrabice mas só se enganou quem quis.

No presente, continuamos iludidos mas desta vez, graças a Deus, num cenário mais polido, contido, recatado...

Mas quanto à competência?

É melhor continuar sem escrever para não atrapalhar a unidade no Reino do Leão.

No "meu" Sporting.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

26
Set18

Lisboa: Milagres, Roubos, Turistas e Afins...

Filipe Vaz Correia

 

Sentado numa esplanada, no Areeiro, bebendo um café e uma água, como habitualmente, assisto a verdadeiros milagres que deixariam o mais descrente a questionar a sua perplexa perplexidade.

Parece ser ali que dezenas de Romenos e Romenas, estilo quadrilha, se reagrupam depois de um dia de "trabalho"...

Trabalho?

Coxos que subitamente trazem a muleta às costas, cegos que supostamente começam a ver, pernetas que num desconcertante momento recuperam as suas pernas, repetidos "milagres" que estranhamente não são estudados.

Nos dias seguintes se repetem as "enfermidades" e as respectivas "curas".

É caso para expressar a minha incredibilidade...

À mistura todos os dias parecem chegar novos telemóveis, carteiras e afins, provavelmente resultantes dos "peditórios" feitos por esta Fashion Lisboa que acolhe este tipo de gente.

Assim, recordei-me de um episódio do Toda a Verdade, reportagem da BBC em Paris, denunciando uma rede de ladrões que operava na Europa e que estava sediada na Capital Parisiense...

Parece que com a entrada da Capital Portuguesa no roteiro turístico mundial, se deslocaram para cá outro tipo de "investidores".

Enfim...

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

13
Dez17

Raríssimas Ou Muitíssimas?

Filipe Vaz Correia

 

Esta trafulhice chamada de Raríssimas, vem despertar a atenção de todos nós para esta realidade encoberta, de variadíssimas Instituições de solidariedade, entrelaçadas com a política, que infelizmente estão muitas vezes para lá do escrutínio público...

Da seriedade previsível.

Este escândalo envolvendo Ministro e Secretário de estado, Deputados e outro tipo de figuras, não deixa de ser mais um alerta, entre outros tantos, para o desconhecimento envolvente da chamada caridade social.

Depois da Cáritas, a Raríssimas, através da sua principal figura, Paula Brito e Costa, numa espécie de sobrevivência opulenta, com dinheiros públicos ou donativos de boa vontade...

Assim urge, sem dúvida, que de uma vez por todas, se faça uma auditoria pública a todas estas Instituições, de maneira a que se possa salvaguardar este tipo de solidariedade.

Torna-se difícil, a qualquer cidadão, acreditar num qualquer peditório, na pureza do discurso, na incerta certeza do destino do dinheiro recolhido...

Quanto dinheiro terá ido para os mais variados casos de doentes, que supostamente deveriam usufruir dos donativos destinados à Associação Raríssimas e quanto terá ido para os casacos, as viagens e a alimentação da Exmª Drª Paula Brito e Costa?

Das duas uma:

Ou se esclarece até ao último pormenor, quem esteve envolvido, quantas destas Organizações procedem da mesma forma, ou então...

O descrédito sentido pelo cidadão comum, acabará por descredibilizar este tipo de Instituições.

Fica reservado ao poder político, a resposta a esta questão...

Pois estamos, todos, fartos de trafulhices.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

25
Set17

Será Que Tancos Existe?

Filipe Vaz Correia

 

Será que Tancos existe?

Durante estes meses, infindáveis, o roubo em Tancos tem feito correr muita tinta, acusações e imaginação, livremente ao sabor do repasto Lusitano.

Numa penumbrosa noite, um grupo de Jihadistas terá invadido um paiol do Exército, em Tancos, roubando alegadamente um conjunto importante de armas...

Perdão não foi de noite, terá sido certamente de dia e não eram Jihadistas,  mas sim militares corruptos ao serviço de um mercado negro internacional...

Ou será que não?

Pedro Passos Coelho já veio falar num relatório, apoiado por Assunção Cristas líder do CDS, e por mais algumas vozes, relatório esse que prova a suposta incompetência do Estado Maior do Exército e do Ministro da Defesa, neste acontecimento.

No entanto, poderemos estar tranquilos, António Costa já disse que o relatório não existe...

Foi fabricado pelo PSD...

Ok!

Mas e o roubo, efectivamente existiu?

O ministro da Defesa ao fim de todos estes meses, pensa que talvez não tenha ocorrido roubo...

Pensar, talvez possa ser um exagero meu, tendo em conta o seu desempenho no cargo.

Tantas dúvidas e receios, medos e exigências, para tamanho pedaço de nada, de uma desilusão por nada ter ocorrido ou talvez por ninguém conseguir dizer o que verdadeiramente aconteceu...

Confuso?

Por fim uma questão me inquieta em tamanha confusão, será que alguém já se certificou se Tancos existe mesmo?

A terra,  os Paióis, o Exército, o Governo, a Oposição...

Será que Tancos existe mesmo?

 

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

02
Jul17

Outlet: Em Tancos É Mais Barato...

Filipe Vaz Correia

 

A sério?

Buracos na rede??????

Câmaras de vigilância avariadas há dois anos???????

Horas a fio, sem rondas efectuadas por militares aos paióis de armamento???????

Na realidade, este é talvez um dos acontecimentos mais graves que aconteceram nos últimos anos em Portugal, com repercussões absolutamente desconhecidas neste mundo atual em que hoje nos encontramos.

Como poderemos garantir que este material militar não possa cair em mãos terroristas e ser utilizado num atentado qualquer, por essa Europa a fora?

Ainda para mais quando jornais Espanhóis garantem que o número de armas roubadas em Tancos, ultrapassou em muito, aquele que foi inicialmente avançado pelas estruturas do exército...

O que fica desta história não é apenas a imensa vergonha inerente à incompetência espelhada pela dimensão deste roubo, é também a confirmação absoluta da incapacidade do Estado para gerir a segurança dos seus cidadãos.

Muitos dirão que este facto foi provocado pelos cortes efetuados nos últimos anos nas forças militares Portuguesas e eu até o posso aceitar, mas ao mesmo tempo, custa um pouco aceitar que com tamanhos cortes de sucessivos Governos, ninguém na hierarquia militar tenha sentido a necessidade de alertar para o estado em que se encontrava o nosso exército, ou seja, sem condições para garantir a segurança do seu próprio armamento.

Se não conseguimos guardar uns paióis de armas, o que dizer do resto.

Os políticos continuarão o seu trabalho, cavalgando noticias mediáticas, abrindo os telejornais e rasgando as suas vestes diante dos espetadores, numa tentativa de conquistar a opinião pública, no entanto, antevejo o mesmo resultado de sempre...

Nada!

Assim ficamos todos a saber que em Tancos, o quilo de armamento é o mais barato da Europa...

É de borla!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Dezembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D