Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

18
Jun19

João Félix: A Loucura De Simeone!

Filipe Vaz Correia

 

Segundo avança a imprensa espanhola, João Félix estará a um passo de assinar pela equipa de Diego Simeone, por 120 Milhões de Euros.

Parece inacreditável mas cada vez mais se afigura como verdade.

Não tenho receios nem subterfúgios em relação a este assunto, João Félix é um projecto de grande jogador, um jovem talento do futebol Europeu.

Mas como não tenho por hábito ser hipócrita e gosto de assumir o que penso, aqui deixo a minha singela opinião, a todos os adeptos deste planeta futebol...

O Atlético de Madrid está a um passo de cometer um erro histórico.

Um erro histórico!

Num tempo onde Éden Hazard custou ao Real Madrid perto desse valor, assim como se fala de Griezzman no Barcelona pela mesma ordem de valor, para não falar da transferência de Ronaldo para a Juventus, colocar João Félix neste patamar de grandeza será cerceador de um futuro que poderá ou não ser auspicioso.

Félix tem muita qualidade, qualidade essa para ser um dos melhores na sua posição, mas em momento algum, na minha opinião, estará no patamar de grandeza destes que referi anteriormente.

Ainda por cima João Félix, ao contrário do que os jornaleiros afirmavam, não será transferido para Man. United ou City, Barcelona ou Real Madrid, clubes do sistema, protegidos pelo Status Quo dos campeonatos que disputam, ou seja, realidade a que está acostumado neste "pequeno" Portugal, o que acrescentará dificuldade a essa realidade, cobrança, que virá a encontrar.

Veremos durante a época de que lado estará a razão, esse pequeno pormenor de a bola entrar ou não na baliza adversária, construindo momentos e instantes definidores de futuro...

Desse futuro que conta.

De uma coisa tenho a certeza para o Benfica e para Jorge Mendes este não é um erro histórico, mas sim um momento histórico.

Historicamente memorável.

Já para o Atlético?

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

17
Jun19

Recomeçar: O Deslumbrante Mundo De Tim Bernardes...

Filipe Vaz Correia

 

Tim Bernardes...

Este nome que me chegou do outro lado do Atlântico, num dia como outro qualquer, numa explosão de sentimentos e melodias, nesse Recomeçar imenso que se amarrou a minha alma, desmedidamente constante.

Já aqui escrevi sobre ele, sobre a forma como a sua escrita transposta em música se entrelaça com o âmago desse intenso sentir provocador, desconstruindo o formigueiro extasiante que se instala, que nos assalta num singelo segundo, eterno pequeno segundo.

Tudo é imenso, imensamente curto, intervalado com a imensidão longínqua desse espaço estelar que ecoa a cada pedaço de letra, cada verso, cada rima, cada sentido pormenor.

Por estes dias assistindo a uma sua entrevista me deparei com as palavras de Caetano Veloso...

" Uma maravilha de afinação, controle da dinâmica, refinamento, execução instrumental e liberdade na elegância do uso do palco e da luz - além das composições personalissimas de caminhos fascinantemente desviantes... Tive a certeza de que a música Brasileira é forte para sempre. Quem vê um show de Tim Bernardes não pode nem acompanhar o movimento mental de quem diz que nossa canção hoje não tem valor. "

Caetano expressou através das suas palavras o espantoso talento deste jovem músico, num gesto de grandeza e sapiência de um mestre, sabendo valorizar o que de melhor fazem aqueles que continuarão o seu legado.

Tim emocionado contou que havia sido Salvador Sobral a apresentar o seu álbum "Recomeçar" para Caetano Veloso, numa irónica encruzilhada do destino, nesse abraçar dos dois lados do Atlântico.

Caetano precisou de vir a Portugal para conhecer o trabalho absolutamente deslumbrante deste seu conterrâneo.

Da minha parte apenas referir o quanto admiro este álbum, o artista e a melodiosa poesia saltitando por entre os acordes da sua viola ou das teclas do seu piano.

Desnudado de folclore, de tamancos ou subterfúgios, assim é Tim Bernardes, despido em palco de distracções, apenas a sua voz e o imenso talento que lhe pertencem.

Como é bom conhecer e apreciar a genialidade dos melhores...

Um impressionante privilégio.

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

10
Jun19

O Dia De Portugal Chegou Mais Cedo...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

O dia de Portugal chegou mais cedo...

A 9 de Junho a Selecção Portuguesa deu início às comemorações do 10 De Junho.

Portugal venceu a Liga das Nações, a primeira da História, cravando indelevelmente o nome desta nossa Nobre Nação nos anais do mundo do Futebol.

Todos ficarão para a História mas Rúben Dias, Bernardo Silva, Rui Patrício, Gonçalo Guedes e Cristiano Ronaldo irão para sempre cintilar mais do que quaisquer outros...

Ronaldo sempre ele, de braçadeira no braço marcando o compasso de tão bela sinfonia.

E Fernando Santos...

Criou uma equipa que não joga espectacularmente bem, não encanta pela beleza do seu jogo, do seu futebol mas vence, conquista, enche de orgulho a velha Nação Lusitana.

Obrigado Selecção...

Parabéns Portugal!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

07
Jun19

Bloco E PS: O Divórcio Anunciado...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Mais um debate semanal na Assembleia da República e mais uma troca de acusações entre o Governo e o Bloco, entre Costa e Catarina.

Não é a primeira vez que tal sucede, antes pelo contrário, acentua-se o tom, exaltam-se os argumentos, afinam-se as acusações.

Este novo tempo augura um divórcio anunciado, uma separação pós eleitoral, num jogo de tabuleiro, na tentativa de ganhar votos e marcar posição.

Esta estratégia Bloquista é diferente do posicionamento do PCP, um partido mais fechado, tradicionalista, imobilizado pelos anos e experiência de um longo passado.

Costa poderá sentir que o tempo da Geringonça passou, que não poderá repetir a experiência com os mesmos, pelo menos com o BE, algo cada vez mais evidente nas cisões e intervenções no Parlamento.

O Bloco poderá estar tentado a cavalgar os resultados das Europeias, tentando se emancipar desta ligação Governamental.

O que fica evidente é que se caminha para um divórcio neste segmento da Esquerda Portuguesa, algo desaproveitado pela moribunda Direita Portuguesa, órfã de lideranças e incapaz de ser presente em todo o xadrez político ou se assumir como projecto alternativo.

Que comece a campanha pois estão todos à espera do momento de partida.

Pelo menos à Esquerda já ninguém disfarça.

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

05
Jun19

O Melhor Do Mundo Esteve No Dragão!

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Cristiano Ronaldo está velho!

Está, está...

Cristiano Ronaldo está no fim da carreira!

Está, está...

As palavras de alguns aziados, esbarram sempre nessa tremenda realidade, chamada genialidade ou simplesmente Ronaldo.

Quanto mais o provocam, antecipam o seu "enterro", elogiam outros para o rebaixar, mais ele aparece, reaparecendo em momentos de gala, em inesquecíveis poesias escritas com os pés.

Venceu em Inglaterra, venceu em Espanha, venceu em Itália, venceu por Portugal, cinco Bolas de Ouro e permanece na alta roda como nenhum outro.

Eu até compreendo que alguns Argentinos possam preferir Leonel Messi mas já me custa alguns Portugueses sustentarem essa teoria.

Ronaldo é o melhor de todos os tempos, de todos os momentos, contra todos os ventos.

E não sonhem com Bernardo ou Félix, pois Ronaldo é irrepetível.

Nesta noite, depois de mais um momento de ilusão, de magia, fica apenas a certeza de que a poética beleza, nesse instante de perfeição, esteve no Estádio do Dragão com a bola nos pés, carregando a nossa fé e a imensa esperança de vencer.

Obrigado, Cristiano Ronaldo!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

 

03
Jun19

José Castelo Branco: O Líder Político Que Nos Faltava!

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Meus amigos é com gosto que venho aqui escrever sobre algo tão interessante...

Quando me preparava para mais uma temporada de desilusão política, olhando para o futuro da Direita sem esperança ou crença, eis que urge uma alternativa, há muito, desejada.

O Movimento de Justiça Portuguesa...

MJP!

Por momentos julguei poder se tratar da nossa "Sapiana" mais querida, a tão estimada MJP, o que logo me fez querer juntar ao movimento para essa disputa eleitoral.

No entanto, logo percebi que não se tratava desta nossa querida amiga.

Fui então tentar compreender quem estaria por trás de tão nobre movimento popular...

Nada mais, nada menos do que José Castelo Branco.

Estamos salvos Heróis do Mar, Nobre Povo Lusitano, pois este candidato promete trazer para o centro político, o debate sobre a justiça e as preocupações sociais.

Estou tão feliz...

A exultar de felicidade!

Por tudo isto tenho a expectativa de que o Povo Português saiba honrar o projecto apresentado pelo "Marchand" que poderá preencher de confettis o Plenário da Assembleia da República.

Se pensarmos bem, se calhar já elegemos pior...

E já agora palhaçada por palhaçada, ao menos este é profissional.

Viva a política Portuguesa.

 

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

01
Jun19

Caros Adeptos do Flamengo...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Meus caros Flamenguistas, Jorge Jesus poderá estar a caminho do vosso Flamengo...

Coitados de vós.

Em primeiro lugar referir que não gosto particularmente do Flamengo, no Brasil sou Fluminense, como aliás não poderia deixar de ser.

No entanto, não consigo detestar tanto assim os adeptos do Fla, ao ponto de não os avisar para a tormenta que poderão vir a passar.

Meus "queridos" preparem-se para obras milionárias no centro de estágio da Gávea, preparem-se para um chorrilho de contratações, também elas milionárias, neste caso devem chegar Portugueses, visto que quando aqui treinava, o Mister ou Mestre da Táctica, adorava trazer Brasileiros e Argentinos.

Preparem-se para madeixas e pastilhas elásticas, para frases imperceptíveis ou auto-elogios desmedidos.

Mas acima de tudo preparem-se para lhe pagar um salário Milionário que o "homem" nesse campo é intransigente.

Quanto a títulos?

Talvez algumas taças Rio ou um torneio de Copacabana mas não mais do que isso...

E no final a culpa será do relvado que não foi trocado, da directoria que não comprou os jogadores que faltavam ou até vossa que não conseguiram perceber o alcance genial do seu trabalho.

Se vencerem, coisa que duvido, terá sido "piners" devido à perfeição das suas decisões.

Meus caros Flamenguistas estão avisados...

PS: Este texto foi escrito segundo a experiência factual de um adepto do Sporting Clube de Portugal.

 

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

28
Mai19

Gostei Muito Desta "Ação Sobre Rodas"!

Filipe Vaz Correia

 

A Autoridade Tributária juntamente com a GNR lançaram hoje uma operação stop denominada de "Ação Sobre Rodas", relacionada com o Fisco e as dividas fiscais de cidadãos incumpridores.

Em causa estava a fiscalização de automóveis, de forma aleatória, sendo que a GNR comunicava com os agentes tributários,  guiando aqueles condutores que tivessem dividas fiscais para uma espécie de repartição montada naquele local, para serem automaticamente confrontados com as suas vergonhosas dívidas.

Pois eu acho muito bem.

Como alguém dizia por estes dias...

"Eu não tenho dividas!"

Com a repercussão desta notícia pelos Órgãos de Comunicação Social, esta Operação viu repentinamente a sua existência colocada em causa pelo Ministério das Finanças, alegando que a mesma não havia sido concertada com os serviços centrais do Fisco.

Que desilusão!

Alguns cidadãos foram interceptados e desses parece que 4 viram os seus carros penhorados, trazendo assim algum lucro aos cofres do Estado, ajudando a pagar a dívida pública.

Muito bem!

Sou completamente a favor deste tipo de intervenções para apanhar os infractores do sistema, ou seja, aqueles "totós" que ainda possuem bens em seu nome.

Então podemos admitir que em pleno 2019, alguém com dividas fiscais ainda não tenha criado uma Fundação para lá despejar os bens, que não possuindo lhe possam pertencer?

Existem pessoas que nunca aprendem.

Por essa razão não têm desculpa...

Ter dividas é como o outro, agora os bens em vosso nome é que não se admite.

Enfim...

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

27
Mai19

Eleições Europeias: A Hora Do PAN!

Filipe Vaz Correia

 

A noite eleitoral chegou e com ela trouxe algumas vitórias reais, outras imaginárias, meio disfarçadas por entre derrotas descaradas.

O PS clamou vitória, onde há cinco anos Costa exclamava "poucochinho", com uma diferença de apenas 2%.

O PSD gritou para Rio seguir em frente pois aquela era a sua gente, só que nunca foram tão poucas as gentes, tão solitariamente poucas.

O PCP taciturno, de rosto fechado, quase que vislumbrando nesse futuro "legislativo" uma tragédia anunciada, uma caminhada consistente rumo a um emagrecimento institucional.

Parece evidente que esta "Geringonça" tem prejudicado, essencialmente, os Comunistas numa correlação de forças que importa salientar.

O CDS assegura a vergonha alucinada...

A derrota do CDS é a derrota do lado mais populista da política, numa rendição aos costumes do seu cabeça de lista, aliado ao histerismo militante da "líder" do Partido.

Cristas é vítima desse mesmo populismo com que decidiu abordar a política, coadjuvada desta vez por um cata vento agressivo como Nuno Melo.

O Bloco venceu claramente...

Não foi para mim o vencedor da noite mas pode, evidentemente, receber os louros por tamanho feito eleitoral.

O Bloco atinge quase os 10% demonstrando que esta Geringonça tem trazido benefícios para o Partido.

Ao contrário do PCP, o Bloco tem conseguido fazer passar a sua mensagem, amarrando a si grande parte dos que gostando desta coligação, não desejam votar PS.

Para mim o grande vencedor da noite foi o PAN...

O Partido das Pessoas, Animais e Natureza cresce desmesuradamente, conseguindo ficar a somente um ponto percentual do CDS...

André Silva e o seu PAN ganharam não só a noite como ameaçam se tornar num peão central deste panorama político.

O PAN faz política de forma diferente, ficando por saber se não estará aqui a resposta para o dilema maior de António Costa...

Com quem me irei coligar se não tiver Maioria Absoluta?

Talvez com o PAN...

Talvez.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

26
Mai19

Foi Muito Mais Do Que Uma Taça De Portugal...

Filipe Vaz Correia

 

Vencemos...

Um jogo emocionante, impregnado de esforço e dedicação Leonina, numa mistura de suor e lágrimas recompensadas com o sorriso maior da conquista.

O Sporting não venceu apenas a Taça de Portugal, na final de ontem, naquele relvado o SCP resgatou um pedaço da sua identidade, uma parte da sua alma, o direito a encerrar um momento que ainda pairava sobre o Leão.

Ali...

Por entre as luvas de Renan e os pés de Luiz Phylippe regressei à minha meninice, também eu reencontrei a alegria de poder gritar...

Sporting!

Obrigado a todos os jogadores pois sem a garra demonstrada, nada disto teria sido possível.

Por fim, salientar a presença de Adrien e Rui Patrício, principalmente a do Rui que será sempre um exemplo de atleta para mim.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

  • Filipe Vaz Correia

    Minha querida MJP...Fico grato por ter lhe apresen...

  • MJP

    Olá, Filipe!Que texto bonito!Não conhecia Tim Bern...

  • Filipe Vaz Correia

    Queridissima MJP...Um beijinho Canequiano

  • MJP

    Lindo!Um beijinho

  • Alala

    Beijinho querido Filipe. Tem um bom dia.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D