Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Orçamento De “Cesariana”

Filipe Vaz Correia, 15.10.21

 

12D94D37-BE35-4341-A94C-B3FA0362937E.jpeg

 

 

 

Estas cenas de um orçamento pseudo tremido resvalam para uma espécie de teatro chinfrim de tempos já ultrapassados.

Toda a gente sabe que se fossemos para eleições antecipadas o PS seria o grande beneficiário.

Os partidos de esquerda, BE e PCP, seriam reduzidos a um número muito menor de deputados, os Comunistas correndo o risco de bater recorde negativo, enquanto no espectro oposto, entretidos com guerrilhas internas, PSD e CDS teriam imensa dificuldade em resistir ao voto do centrão no Governo de Costa.

Mais...

Se derrubarem o PS neste momento, para além de ser o Governo que levou o barco na pandemia será também aquele que não cedeu aos desmandos e pedidos tresloucados da esquerda mais radical, o que certamente permitirá a dramatização de António Costa no apelo ao desejado centrão.

Mas enfim...

É apenas uma reflexão.

Prognóstico:

O Orçamento passará com abstenção da esquerda, voto favorável do PAN e deputados independentes e votos contra de toda a direita.

O Governo irá ceder em uma ou outra coisinha para alegrar PCP/BE e permitir que este espectáculo de pouquíssima qualidade possa continuar numa qualquer  sala de Teatro em São Bento.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Entradas De João, Saídas De Rendeiro…

Filipe Vaz Correia, 30.09.21

 

 

 

DB34A95F-C08A-4603-AFF2-EA139FA135FA.jpeg

 

 

Isto não há direito...

Estão a perseguir as pessoas de bem deste nosso Portugal.

João Rendeiro ausentou-se para parte incerta, uns dizem que fugiu, outros que está a viajar, porém o que me parece é que também não queriam que o ex-banqueiro ficasse à espera que o prendessem.

Depois de três condenações, anos a fio de recursos e apelos, de injustiças e mais injustiças cometidas contra si, João Rendeiro zarpou carregado de tristeza para parte desconhecida, onde gozará de forma amargurada os restantes anos que certamente lhe sobrarão...

Agora gritam pela Europol e mandatos internacionais de Justiça tentando a todo o custo capturar o "Tio" João, não respeitando nem a sua idade e muito menos os pouco cabelos que lhe restam.

O Drº José Miguel Júdice, ex-Presidente da Assembleia Geral do BPP e antigo advogado do Drº João Rendeiro certamente explanará na próxima terça feira, na sua rubrica semanal na SIC Notícias, sobre corrupção, banqueiros e políticos, devendo na minha opinião acrescentar comentadores e advogados que estão envolvidos com grandes interesses...

As ironias do destino.

No entanto, tenho de ser sincero, estou em pulgas para saber onde se esconde o "Tio" Rendeiro?

Papua Nova Guiné?

Ilhas Caimão?

Emirados?

Ai que vida dura aquela que o espera...

É caso para dizer que este processo foi:

Entradas de "João", saídas de "Rendeiro".

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

Sondagens Do Caneco

Filipe Vaz Correia, 28.09.21

 

 

 

EA7BCD91-DFD1-4F98-9C99-8E768BCDF475.jpeg

 

 

Vou montar uma empresa de sondagens...

Nunca tinha pensado nisto, nem tenho grandes habilitações para o suposto metiér no entanto tendo em conta a noite de ontem creio poder fazer pelo menos igual figura.

Para isso preciso de sócios que queiram se envolver neste projecto, gente capaz de se sentar à volta de uma mesa, com uma bela garrafa de tinto ou branco, um charuto para quem quiser, enchidos e queijos tradicionais, café e licores...

Com a mente bem alimentada, se calhar com uma erva para complementar a imaginação começaremos a preencher as ditas sondagens, região atrás de região, cidade após cidade, até completarmos este mapa do nosso tão querido País.

Falharemos alguns resultados?

Falharemos...

Acertaremos alguns resultados?

Talvez sim...

Mas poderemos fazer a diferença no preço, pois com um pequeno leque de "compinchas", poucos para não criar muita controvérsia, chegaremos a tão aguardados resultados com a mesma probabilidade de errar, nas maiorias pouco absolutas e nas minorias absolutamente inexistentes.

Ainda bem que me recordei de tão brilhante ideia.

O nome da empresa será:

"Sondagens do Caneco"

Poderia ser Caneca mas não teria o mesmo encanto, nem seria tão verdadeiro pois só com muitos canecos se compreendem tamanhos erros nas tão estimadas sondagens.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Eurico, O “Brilhante”… Tem Dias

Filipe Vaz Correia, 24.09.21

 

 

 

654F4945-EA0D-44F2-9B0C-95EDEB55C217.png

 

Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado para a Internacionalização brindou o País com uma pérola de visão, uma visão capaz de nos levar mundo a fora no crepúsculo de tamanha sapiência.

"Eu vou dizer uma coisa que talvez não seja politicamente correcta, nós ganhámos com a COVID-19. E ganhámos porquê? Ganhámos porque Portugal foi um país que, tendo as suas dificuldades, enfrentou a Covid 19 com bastante êxito, dentro do que foi possível."

"Evidentemente, faleceram muitas pessoas, e muitas pessoas passaram muito mal, mas Portugal mostrou ser um País muito organizado, que enfrentou uma realidade muito disruptiva com muito sucesso."

Diante destas palavras logo se levantou um bruá nas redes sociais, uma indignação popular e política contra o discurso do mui nobre Brilhante Dias.

Em primeiro lugar, como o nome indica, o senhor logo avisa que o seu brilhantismo tem dias, pelo que conheço dias não e dias não, mas mesmo tendo em consideração este alerta de sobrenome...

Não posso deixar de considerar muito ríspido  o vento que se levantou contra estas palavras do Secretário de Estado para a Internacionalização ou seja o homem que está encarregue dos nos vender lá fora.

Salve Seja!

Nós Ganhámos com a COVID-19, talvez seja a parte mais chocante de todo o discurso depois de 18000 mil mortos e mais de 400 mil pobres provocados em parte por esta Pandemia, o que demonstra que uma pessoa com responsabilidades governativas não percebeu nada sobre o Pais real onde vive nem os dramas em que os seus cidadãos vivem.

Este Segurista repescado por Costa, ou seja um opositor que passou a homem de mão, é tão pequeno e medíocre como o percurso de aparelho partidário  impõe, clamando ao vento pela organização cá do burgo mediante a tragédia que tantos passaram.

Explicar a este militante socialista que Nós Perdemos Com O COVID-19, nunca imaginei ser necessário, é explicar que muitas famílias perderam entes queridos, muitos portugueses sobreviveram com maleitas ainda desconhecidas, que muitos perderam empregos, outros empresas, outros casas e outros ainda a esperança...

Mas como explicar tamanha realidade a alguém Brilhante?

Brilhante Dias...

Dias não e outros menos  brilhantes ainda.

Num País civilizado demitia-se no imediato...

Mas parece que continua no mesmo quadro que o Ministro Cabrita.

Triste País.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Alerta CM: O Regresso do Quintino

Filipe Vaz Correia, 22.09.21

 

 

 

6DDB8FE1-6D0B-4F23-88C4-12FE2A91CF8D.jpeg

 

 

Estava tão preocupado com o despedimento de Quintino Aires que nem conseguia escrever sem verter uma ou outra lágrima...

Mas tudo na vida se resolve quando a qualidade se casa com a oportunidade, o talento com o vento e a estupidez com a incerteza temporal.

O "nosso" Quintino vai reforçar a CMTV, essa grande casa que já albergou o Nuno Graciano, candidato do Chega à Câmara  Municipal de Lisboa, a extraordinária Maya que por entre cartas lá vai "abelhando" pelo day-time do dito canal, o jovem Ventura em gritarias futebolísticas ou o noveleiro Moita Flores...

Quintino está entre iguais, entre os seus semelhantes, sem bichas empertigados que ameaçam mudar leis, Vegans inseguros que não comem como Seres Humanos, crianças psicopatas como o filho da Leonor Poeiras, Mães irresponsáveis a quem é necessário retirar a criança, como a Bernardina ou mulheres como a Cristiana da Casa dos Segredos que era como uma pastilha elástica que os homens mascavam e depois deitavam fora.

Ali o Quintino vai estar entre gente de bem, gente decente, comentando na Rua Segura, lá pela 1 da manhã, expressando a sua opinião sobre velhos que se matam, gente que viola e tudo o mais que for desgraça.

Espero que seja feliz meu caro Quintino num canal de televisão, na minha modesta opinião, à sua altura.

O texto a BOLD reflete apenas a opinião do Mestre Quintino Aires que em diversos apontamentos ao longo dos anos foi nos presenteando com estas absurdas pérolas em determinadas ocasiões.

 

 

Filipe Vaz Correia