Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

No Tempo Dos Populismos... Importa Dizer Não!

12.04.19, Filipe Vaz Correia
  O perigo do Populismo... Essa palavra muito em voga, vezes sem conta, negada por tantos que a prosseguem, a executam sem decoro. Exemplos não faltam, desde o nosso "Jovem" André Ventura, intra muros, até ao já "ilustre" Maduro, fora de portas. Não posso deixar de referir o "Pequeno" Bruno de Carvalho, alguém que chegou a Presidente com o mesmo ar truculento que mantém, entrelaçado num passado de falências e aldrabices, vociferando mentiras e calúnias transformadas em (...)

Venezuela: Os "Sapos" Da Geringonça...

10.01.19, Filipe Vaz Correia
  Portugal não estará representado na Tomada de Posse de Nicolas Maduro, como Presidente da Venezuela. Bastaria o argumento, do dito"senhor" ser um déspota de estirpe comprovada, líder de uma ditadura Bolivariana... Mas acrescenta-se, ainda, o facto de as eleições de Maio de 2018, não terem sido reconhecidas pela Comunidade Internacional, sobrando indícios fraudulentos que denunciam os desmandos ocorridos, naquele País da América do Sul. Não poderia estar mais de acordo, (...)

Maduro E Ceausescu: A Repetição Da História?

02.08.17, Filipe Vaz Correia
  Continuo a escrever sobre a Venezuela, sobre o drama indescritível vivido por aquelas gentes, que se encontram ali aprisionadas, num misto de desespero aglutinador e de estupidez humana. Olhando para esta realidade não é possível retirar deste contexto, o papel decisivo de um homem menor, o Presidente Nicolas Maduro. Sempre que vejo noticias desse longínquo País, por tradição repleto de descendentes Lusitanos, não consigo deixar de me lembrar de Nicolae Ceausescu... As (...)

As Ruas De Caracas!

01.08.17, Filipe Vaz Correia
      As ruas de Caracas; Estão repletas de sangue, Repletas de desilusão, Impregnadas de lágrimas, De um futuro sem razão...   As ruelas da Venezuela; Estão silenciadas, caladas, Cheias de almas renegadas, De vontades desabitadas, De promessas adiadas...   Os destinos deste povo; Foram perdidos, desperdiçados, Em cada esquina despedaçados, A cada voz amordaçados, Traídos...   A cada morte; De tantos jovens, Se encerra, A esperança de sonhar, Com o (...)

aMADUROismo

31.07.17, Filipe Vaz Correia
  As eleições para a Assembleia Constituinte, na Venezuela, estão a revelar-se um fracasso para Nicolas Maduro e para a demonstração de força, imaginada pelo pequeno ditador Venezuelano. A poucas horas do fecho das urnas, apenas 7% da população eleitoral havia votado e por isso mesmo se compreende que o regime bolorento de Caracas, tenha decidido prorrogar o prazo para que o povo pudesse votar... 7%? Na verdade, já se sabia que o regime de Maduro, meio perdido, fruto (...)

Venezuela, Mais Um Dia De Sangue...

06.07.17, Filipe Vaz Correia
  O dia da Venezuela ficou marcado por uma invasão ignóbil de um grupo de arruaceiros apoiantes de Nicolas Maduro e que se aproveitaram desta data, para agredir e condicionar vários deputados da oposição... Vários feridos por entre Deputados e Jornalistas, num País que há muito perdeu a credibilidade da justiça ou a esperança de um futuro para aqueles que ali são obrigados a crescer. O que se passa na Venezuela ultrapassa em muito aquilo que a imaginação Ocidental (...)

Venezuela: Que Futuro?

05.05.17, Filipe Vaz Correia
  A Venezuela vive dias de incerteza, de desnorte... Encurralados entre um regime caduco, asfixiante e a vontade de mudança, a maioria dos Venezuelanos sente nas suas vidas, essa amargura constante de estarem aprisionados a um presente que parece um terrível engano do destino. Nicolas Maduro, indiferente ao futuro desse país que é o seu, enfrenta a inevitável queda do seu regime, com a alucinação própria de um déspota alheado da realidade, parecendo acreditar, que será (...)