Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

23
Dez20

Torre Bela: A Casa Dos Horrores...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

59F87558-0AE9-4364-98F0-AB92243A7776.jpeg

 

A crueldade estupidifante ultrapassa a dimensão Humana, por vezes, se traduzindo na mais imbecil incapacidade de sentir.

As imagens da Herdade de Torre Bela, na Azambuja, revelam um massacre indescritível levado a cabo por 16 psicopatas, matando 540 Animais pelo singelo e arrepiante prazer de matar.

Só uma curiosa questão...

Sabem que parece ser o Dono da Herdade Torre Bela?

José Eduardo Dos Santos.

Essas imagens que brutalizam, ou deveriam brutalizar, o cidadão comum deixam a nu que por entre nós caminham "Seres Humanos" indignos desse nome.

Na minha família e amigos, conheço pessoas que toda a vida foram caçadores, aliás sendo eu Alentejano é fácil  perceber que desde cedo me vi rodeado dessa realidade...

Nunca me apaixonei por ela, a caça, nunca fez parte de mim esse gosto pela caçada, pela perseguição de um animal, no entanto, respeito e vejo essa parte da nossa tradição como um bailado intemporal entre o Homem e a sua presa.

Existe nessa dança uma beleza pura que inspirou Poetas, Pintores, Compositores ou antigos trovadores em tempos que não regressam...

O que importa, neste caso, é punir aqueles que participaram, organizaram ou foram coniventes com este massacre, matança, de uma forma irrepreensível, deixando claro para todos que este tipo de crime será moral e judicialmente recriminado.

Depois importa reforçar que este caso não define a caça, nem os caçadores, na sua generalidade pessoas que sendo apaixonadas por este tipo de tradição, são em muitos casos verdadeiros apaixonados por animais e pela natureza.

Tenho a certeza de que a maioria dos caçadores, pelo menos aqueles que conheço, se por alguma razão ali estivessem, encarando aquela espécie de matança, seriam os primeiros a disparar...

Contra os "animais" que de arma na mão, cobardemente satisfaziam a sua sede de sangue diante daquelas presas encurraladas numa herdade murada, sem qualquer espécie de fuga possível.

Para os criminosos, cobardes, que perpetraram este crime...

Apenas me sobra desprezo e revolta.

De uma coisa estou certo, este tipo de "psicopatas" são capazes de qualquer coisa, naquele lugar foram Veados, Javalis, noutro lugar, num outro momento, sabe Deus...

Estas pessoas não são caçadores, são matadores.

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

15
Mar19

Matanças Em Directo Ou Os Cinco Minutos De Uma Infame Fama?

Filipe Vaz Correia

 

Dois dias...

Duas matanças.

Filmadas, divulgadas, publicitadas em meios de comunicação, esventrando um pedaço da condição Humana, que sendo nossa, parece se ausentar por momentos, deixando somente a tristeza soluçar dentro de nós, esse medo maior, de um dia nos depararmos com tamanha monstruosidade.

Imagens reais, como se estivéssemos num jogo de computador, intenso horror, por entre, gemidos e disparos, gritos e sangue, ódio...

Esse arrepiante ódio, sem qualquer explicação.

Tentei evitar ver aquelas imagens, mas não consegui...

Também eu cedi, abri os olhos e deixei-me levar por aqueles instantes de desespero, tragédia, carnificina.

Nada trará aquelas vidas perdidas, aqueles sonhos que ficaram por realizar, aquelas vidas por cumprir, os sorrisos perdidos dos que morreram ou dos que ficando, com eles emocionalmente partiram.

Pais, amigos, familiares...

Nada mais tenho a escrever, somente explanar nesta Caneca de Letras, o silêncio...

O silencioso silêncio da ausente esperança que me invade, me invadiu, me amarra sem fim.

Numa escola, numa mesquita ou em qualquer outro lugar...

Mais do que o som dos disparos, tentemos ouvir o silêncio que se segue, a esperança que dali se escapa, o amargo fim da essência Humana.

Pois é somente isso que dali resulta...

O desesperante falhanço da condição Humana.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts destacados

Pesquisar

Calendário

Maio 2021

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub