Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

01
Set19

A Lenta Agonia Do Rei Leão...

Filipe Vaz Correia

 

Tanto para escrever, por dizer...

O Sporting perdeu em casa com o Rio Ave, num jogo que assusta a alma Leonina.

Hesitei em escrever, uma vez mais, sobre o que grita a minha alma, num misto de estupefacção e incredibilidade.

Este jogo desnudou, como se fosse preciso, a falta de qualidade do trabalho de Keizer e sua equipe técnica, sendo por demais evidente, para quem quer ver, as fragilidades deste modelo montado pelo Holandês.

Para piorar a situação, Marcel Keizer poderia ser um treinador que “apenas” preparasse mal a equipa, no entanto, Keizer alia essa pobreza técnico-táctica a uma absoluta incapacidade de leitura de jogo, numa mistura explosiva de impreparação para o cargo que ocupa.

Keizer é medroso e frágil, como ficou patente, uma vez mais, na tradicional substituição de Vietto por Borja, passando uma mensagem à sua equipe de temor, diante de um adversário que deveria dominar em sua casa.

Poderia estar aqui a discutir os três penáltis marcados em Alvalade, principalmente o segundo que é absolutamente escandaloso, sem que o VAR consiga esclarecer aquilo que salta ao olhar de qualquer um...

No entanto, quando uma equipa joga como jogou o Sporting, com a fragilidade constante no seu plano de jogo, torna-se difícil conseguir usar as arbitragens como justificação cimeira.

Escolher um meio campo de alpaca, com Wendel e Doumbia, que não pressiona o portador de bola adversário ou encurta espaços, nada mais é do que um convite para as bolas nas costas da sua defesa, como aconteceu neste jogo de forma insistente...

Mas como explicar isto ao “expert” Keizer ou ao seu “patrono” Varandas?

Caminhamos sem rumo, infelizmente sem bússola, num caminho para um abismo sem fim...

Temos dificuldades financeiras, agora parece que temos, nas anteriores eleições o actual Presidente vociferou que dormia bem, em relação à situação financeira do clube, o mesmo aconteceu quando perdemos por 5-0 com o Benfica...

Não estava preocupado!

Um padrão de irresponsabilidade e ignorância...

O que sobra neste Sporting é uma grotesca incompetência e ignorância, o que em contraponto escasseia é um desígnio de união ou um patamar de competência.

Mais um jogo...

Mais um pedaço desse desespero verde e branco, que se acumula num infinito grito de desesperança.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

20
Ago19

Bas Dost: A Nova Maçã Podre!

Filipe Vaz Correia

 

Bas Dost...

A nova Maçã Podre!

Estava esta manhã a preparar-me para mais um mergulho, quando sou surpreendido pelo comunicado do Sporting, ou seja, mais uma peça de autofagia, em que publicamente se demonstra, pela voz desta direcção, o rosto da nova Maçã Podre.

Depois de Moutinho...

Bas Dost!

É claro para todos que Bas Dost tem sido desvalorizado pela estrutura Leonina, os “mui” sábios Varandas, Beto, Viana e Keizer.

Disso não deve sobrar dúvidas a ninguém.

Agora o que faltava chegar para último acto, era esta tentativa de desqualificar Dost e o seu passado dentro do clube, tentando criar um cenário de antipatia para como o avançado Leonino.

Dost é um jogador especial, daqueles avançados que escasseiam no futebol moderno, vive da “bola” de antigamente, enquadrado num estilo que muitos chamarão de antiquado, preso a essa área, onde vive e respira.

No entanto, sabendo de tudo isto, deveríamos atender aos números para ser mais exactos e esse facto recorda a qualquer um, a excelência do seu jogo, a precisão dos seus apontamentos.

Dost é um matador, um executante dos melhores que passou por Alvalade, certamente dos que passarão por cá e que mesmo nos maus momentos, e de facto foram inenarráveis, soube sempre levar o leão que sustenta ao peito com a dignidade que se lhe exigia.

Assim, olhando para esta polémica, poderemos escolher dois caminhos:

Acreditar no comunicado do Sporting, nessa história que tenta desacreditar o jogador aos olhos dos adeptos, como anteriormente fizeram com Nani ou Matheus.

Ou por outro lado...

Atentar ao padrão, compreendendo a pouca sapiência de quem nos lidera, aqueles que caminhando rumo ao fim de ciclo, queiram ou não, arrastam o clube através das suas incompreensíveis decisões.

Esta Maçã Podre cheira mal...

Muito mal.

Infelizmente, ganhou as eleições.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

18
Ago19

Sporting: Vendemos O Holandês... Infelizmente Foi Bas Dost!

Filipe Vaz Correia

 

Vendemos Bas Dost...

O que seria uma frase polémica, é por estes dias uma constatação factual, tendo em conta o panorama deste famigerado Sporting, entrincheirado entre um soldado afegão, perito em futebol, e os seus sabichões de balneário, gente que traz consigo o ADN Leonino, como o "severo" Beto ou o invisível Viana.

Enfim...

O que importa é esta certeza que nos suporta...

Estamos no caminho certo!

Bas Dost custava imenso dinheiro, tanto que para ficarmos com ele, provavelmente, teríamos de abdicar do entusiástico Diaby, do irreverente Vietto, do genial Rafael Camacho ou até do ausente Rosier...

Deus nos livre!

Já conseguimos a venda de Dost, o desengonçado Holandês, falta agora aquele cabeludo lateral direito, formado em Alvalade, um tal de Thierry, para o plantel começar a estar como deve de ser.

E não duvidem, o Hugo, o Presidente e o Marcel, que de Kaiser não tem nada, estarão a preparar uma alternativa espectacular.

Falam em Slimani, atleta que depois de sair de Alvalade tem somado êxitos após êxitos, mas não creio que possa ser esta a solução preconizada pelos ditos "iluminados" Presidenciais...

Acho que a alternativa poderá vir do mercado do Médio Oriente, local onde Keizer e Hugo Viana têm imensos conhecimentos e onde certamente ecoarão as histórias heróicas do "jovem" Frederico.

Meus queridos Sportinguistas, não estou nada preocupado, antes pelo contrário, feliz e alegre com estas notícias, este planeamento que parece demonstrar a força Leonina.

Que bom...

Quanto a Bas Dost, desejo-lhe o melhor, desconfiando que demorará algum tempo, até encontrarmos um outro ponta de lança que consiga igualar a sua média de golos, com a camisola verde e branca.

Mas, certamente, estou enganado pois o Frederico deverá ter um plano fantástico na manga, ao jeito daquele que tinha quando despediu Peseiro.

Triste fado do Leão que corre desnudado, por entre, esta caminhada rumo ao infinito abismo.

Um abismo Presidencial.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Dezembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D