Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

10
Jan19

Venezuela: Os "Sapos" Da Geringonça...

Filipe Vaz Correia

 

Portugal não estará representado na Tomada de Posse de Nicolas Maduro, como Presidente da Venezuela.

Bastaria o argumento, do dito"senhor" ser um déspota de estirpe comprovada, líder de uma ditadura Bolivariana...

Mas acrescenta-se, ainda, o facto de as eleições de Maio de 2018, não terem sido reconhecidas pela Comunidade Internacional, sobrando indícios fraudulentos que denunciam os desmandos ocorridos, naquele País da América do Sul.

Não poderia estar mais de acordo, com esta medida do Governo Português, alinhado com a União Europeia e divulgado pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros.

No entanto, uma questão me faz salivar de curiosidade...

Como explicou o Governo, esta decisão, aos seus parceiros de Geringonça?

É que BE e PCP são leais "amigos" do tal Maduro, aquele que executa opositores, persegue empresários Portugueses, e acima de tudo, tortura a sua população com intermináveis discursos, ao estilo Fidelista, na televisão Estatal.

Digamos que é mais um "Sapo" a engolir pela queridíssima Catarina e pelo, não menos, estimável Jerónimo.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

07
Out17

PCP E O Dilema Da Geringonça...

Filipe Vaz Correia

 

O PCP assustou-se...

Os resultados das Autárquicas vieram deixar o Partido Comunista numa espécie de esquizofrenia histérica, procurando reagir desesperadamente, à derrota eleitoral.

A perda de dez Câmaras Municipais, quase todas elas para o PS, sendo uma delas a Histórica Almada, criou uma sensação de derrocada, que aparentemente se apoderou das hostes Comunistas...

Passados poucos dias, assistimos ao regresso da conflitualidade Sindical, reaparecimento em cena de Ana Avoila, rosto contestatário e que há muito havia desaparecido dos holofotes reivindicativos.

Uma greve geral da Função Pública anunciada, contestação prometida e vezes sem conta, o descontentamento plasmado no rosto dos dirigentes Comunistas, que um a um, vão dando expressão à amargura inerente ao desaire inesperado.

António Costa terá pela frente uma difícil tarefa, conseguir convencer o PCP de que este resultado eleitoral não significará no futuro, um definhamento do Partido, no entanto a História política está repleta de exemplos, de pequenos Partidos sofrendo as consequências negativas de Coligações Governativas.

O PCP não desconhecerá que está entre a espada e a parede, pois se esta Geringonça caísse por sua iniciativa, certamente que os efeitos dessa atitude reduziriam, ainda mais, as hipóteses de sucesso nas próximas Legislativas.

Sobra então a azia...

Assim iniciarão a conflitualidade, agitarão as bandeiras da inconformidade, soarão as cornetas sindicais, no entanto, o PCP sabe que estará condenado à sua criação...

À companhia da sua estimada Geringonça.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Janeiro 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D