Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

A IURD e o Seu "Messias"...

 

O líder da IURD deu o seu apoio a Jair Messias Bolsonaro...

Messias?

Só mesmo assim para Edir Macedo se sentir perto de algum Messias.

Perdoai-me Meu Deus por tamanha blasfémia mas não pude evitar tão previsível graçola.

No entanto, não podemos deixar de registar este apoio dado pelo líder desta poderosa Seita, perdão Igreja, com os seus Milhões de fiéis.

Mas o que poderíamos esperar de alguém que se entreteve durante décadas, a raptar criancinhas para as entregar à sua família e bispos, numa espécie de "brincadeira" de Papás e Mamãs.

Bolsonaro é detentor de ideias e frases pouco condizentes com a palavra do "Senhor", se quisermos entrar pelo lado litúrgico da coisa, como por exemplo:

" A esterilização dos pobres."

" Tive quatro filhos e ao quinto fraquejei, nasceu a minha filha."

" Só não estupro você, pois a Senhora Deputada é feia e não merece."

" O erro da Ditadura foi torturar em vez de matar."

"  É preferível um filho meu morrer num desastre do que entrar em casa com um bigodudo."

Pérolas recheadas de preconceito, boçalidade e discriminação que certamente se afiguram coadunantes com a mensagem de "Deus"...

Mais uma vez penitencio-me.

É neste lamaçal de corrupção, crápulas, pseudos Messias e vendedores da banha da cobra que está submerso esse imenso Brasil, o mesmo cantado por Cazuza ou Caetano, por Roberto Carlos ou Elis Regina, nos pés de Péle ou Garincha, nas letras de Drummond de Andrade ou Vinicius de Moraes, na pena desenhada de Óscar Niemeyer.

É esse mesmo Brasil que sorri a cada graça de Jô Soares ou da genialidade da Porta dos Fundos...

Esse mesmo Brasil que tantos, como eu, aprenderam a amar.

Nesta mistura repleta de degredo Humano ou político, resta-nos esperar que ganhe o mal menor...

E esse não será, certamente, Jair Bolsonaro.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

O Jejum Da IURD?

 

O líder da IURD, Edir Macedo, apelou aos seus fiéis para que durante mais de duas semanas, façam um jejum de noticias, com o intuito de se purificarem, deixando o acessório, concentrando-se no Divino.

Este divino tem muito que se lhe diga...

Diante deste apelo, desavergonhado apelo, numa altura em que as noticias de ilegais adopções por parte de Bispos desta Igreja, ou seita se preferirem, está na ordem do dia.

Ou seja, nada mais oportuno para Edir Macedo e seus "colegas", do que este Jejum imposto por "Deus"...

E que Deus me perdoe.

Foi ao ler estas palavras do CEO da IURD que me surgiu na mente este apelo:

E se por acaso os fiéis da IURD, fizessem antes durante esse período de tempo, um jejum da Instituição?

Um período sem dizimo, sem milagres, sem gritos e palestras, sem contribuições e TV Record...

Aqui fica este apelo, este desapegado apelo.

Talvez ao fim desse tempo, muitos possam reencontrar o lado Divino da alma, ouvindo repetidamente nas noticias que tanto querem silenciar, os crimes hediondos cometidos pelo Bispo Macedo, sua família e outros Bispos.

Façam esse jejum meus caros...

Mas da Igreja Universal Do Reino De Deus.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

O Segredo Dos Deuses!

 

Uma seita, será sempre uma seita.

Ao longo dos anos, muitos foram os esquemas descobertos, envolvendo a IURD e os seus máximos responsáveis, principalmente no Brasil, onde a sua influência vai muito para além dos locais de culto, onde evangelizam, hipnotizam.

Esquemas fraudulentos financeiramente, tráfico de influencia política, escravização de pessoas, desesperadamente entregues a um conjunto mafioso de interesses, que se alimenta dessa intrínseca vontade de conhecer o desconhecido divino...

Enfim um esquema de "pirâmide" sentimental, religiosa.

O novo caso que agora se começa a desvendar, com a reportagem que a TVI irá estrear, " O Segredo Dos Deuses" e que se vai sabendo através de noticias expressas em vários jornais, leva-nos para outro patamar, desta organização criminosa, envolvendo crianças e tráfico humano, enraizado neste nosso Portugal.

Segundo parece, a IURD teria um lar ilegal de Crianças, para onde eram enviadas com ou sem permissão dos seus Pais, através da Segurança Social entre outras organizações, o Lar Universal, e de onde, a partir de catálogos, sim escrevi catálogos, seguiam para o Brasil para serem adoptadas, sequestradas, por Bispos desta mesma organização, entre outras pessoas.

Este caso de uma gravidade desmedida, até porque envolve de forma inexplicável os Tribunais Portugueses, demonstra o quão negligente foi e talvez ainda seja, o sistema de protecção de menores neste nosso País.

Como foi possível à IURD montar este esquema e ninguém o denunciar durante mais de duas décadas?

A série da TVI, serviço público, permitirá chegar ao cerne da questão, colocar nomes nas vitimas, apontar culpados, e certamente desvendar muito do que se passou durante tal período...

De uma coisa estaremos certos:

Esta organização ou seita, não poderá continuar impune, escapando por entre os seus canais de televisão, por entre a vozearia dos seus Bispos, atiçando os fiéis como garante dessa mesma impunidade ou mesmo por entre a lavagem de dinheiro que compra e comprou ao longo do tempo, muitos dos políticos Brasileiros, que sustentaram os seus desejos...

Pelo menos em Portugal, não pode mais ser assim.

 

 

Filipe Vaz Correia