Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

23
Jun20

Amorim, Os Meninos E O Futuro Do Sporting Clube De Portugal

Filipe Vaz Correia

 

 

 

F01239C9-C6AA-4190-BE62-8F447A42EB04.jpeg

 

Há muito que não escrevo sobre o Sporting e a sua Direcção, não só quem manda mas também o rumo que nos suspende a alegria, nos inquieta, nos faz sonhar...

Desde que Frederico Varandas chegou a Alvalade, como Presidente, sempre estive do outro lado da barricada, fazendo parte daqueles que desejando o melhor foram alertando para a falta de liderança, o esbanjar de incompetência, o entrelaçado desespero por um navegar errante.

Motivos não faltaram, pedaços de aberração construída ao longo de um desgarrado mandato...

Num único momento estive ao lado deste Presidente, exceptuando os noventa minutos de cada jogo em que sofro sem hesitação pela vitória do meu Sporting, aquando da sua decisão em afastar as claques do Clube, enfrentando essas organizações criminosas, sem medo de represálias.

Varandas esteve muito bem nesse quesito, ficando um pedaço aquém do que defendo, ou seja, o completo desmembramento de toda e qualquer espécie de claque organizada, retirando qualquer apoio que estes possam receber do clube.

Por entre, tantos erros desta Administração, o rumo do SCP foi desaguar na contratação de Rúben Amorim, numa contratação dispendiosa e vista como o All-In do actual Presidente do Sporting...

Desde esse momento que calei o meu protesto, não só por gostar de Amorim e ver nele uma excelente opção, como também pelo rumo que fui percebendo quererem seguir.

Desde o tempo de Paulo Bento que não via o Sporting apostar tanto na sua formação, naqueles meninos que sentem o Clube como casa...

Desta feita olho para o relvado e para os rapazes de Verde e Branco, onde encontro Max, Rafael Camacho, Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Jovane Cabral, e no banco Pedro Mendes, Francisco Geraldes, Joelson Fernandes.

Dá gosto...

Na Bancada à espera de autorização da Liga, Gonçalo Inácio ou Tiago Tomás, além de nomes como Daniel Bragança.

Tantos e tantos meninos esperando por esse futuro risonho de Leão ao peito, correndo o risco de falharem mas sem medo de vencerem o seu destino.

Isso só foi possível, com um treinador de futuro, com Rúben Amorim...

Só com este raro tipo de treinador.

Num tempo onde velhos perigos ameaçam o futuro Leonino, com a tralha Brunista à espreita, importa não deixar dúvidas que entre a fragilidade de Varandas e o regresso ao passado nunca hesitaria em apoiar o actual Presidente...

Com Rúben Amorim, ainda mais.

Assim, desejo boa sorte aos meninos da Academia que resgataram o meu encanto pelos jogos do Sporting e ao seu treinador pela ousadia de arriscar...

Só isso já me parece imenso, neste clube em constante revolução.

Para terminar, importa referir que se algum clube beneficia de ter o estádio sem público, esse clube é o SCP...

Pois, por mais que possa custar a um Sportinguista escrever tal coisa, a Massa Adepta que por regra se desloca a Alvalade, já nem falo dos holigans das claques, fomentou ao longo dos anos parte do sentimento que aborta o caminho para o sucesso.

Viva o Sporting

 

Filipe Vaz Correia

 

 

05
Mar20

Meu Caro Rúben Amorim... A Carta De Um Adepto!

Filipe Vaz Correia

 

Meu caro Rúben Amorim, escrevo este texto para lhe enviar as boas-vindas ao "meu" Sporting Clube de Portugal...

O Sporting Clube de Portugal é um dos amores da minha vida, uma parte de minha alma, absolutamente, importante e essencial para explicar e descodificar este "eu" que me constrói.

O SCP habituou-me a grandes emoções, lágrimas e sensações, tristezas e desilusões, entrelaçadas pela chama de uma ilusão maior...

Vencer!

No entanto, desde os meus cinco até aos meus vinte e três anos não tive o gosto de ser Campeão, sofrimentos imensos que se renovavam a cada inicio de época, em cada jogo a começar.

Grandes jogadores, tremendas ilusões, jovens formados em casa, esbarravam em roubos de igreja que nos afastavam, sistematicamente, dos nossos objectivos.

Amunike, Naybet, Marco Aurélio, Douglas, Silas, Rodolfo Rodriguez, Damas e Manuel Fernandes...

Fernando Gomes, Paulinho Cascavel, Luisinho, Luís Figo, Balakov, entre tantos outros.

No fim do século vencemos...

Schmeichel, Babb, Jardel, João Pinto, Paulo Bento, Rui Bento, Pedro Barbosa, Rui Jorge, André Cruz ou Acosta, tantos e tantos, que na época 99/00 e 01/02 me deram a inigualável alegria de ser Campeão.

Mas mesmo perdendo o Sporting tinha um ADN de amor, uma alegria incontável que preenchia as bancadas, a Toca do Lagarto, a sala dos sócios ou a Porta 10-A.

Os tempos mudaram, o Sporting mudou, mesmo com semelhantes tiques, mudando intemporalmente para um clube em disputas internas, desfeito, carregado de incompetências e incongruências.

Claro está que no meio deste tresloucado momento, de desvario e até desnorte, cabe-me como Sportinguista, ressalvar nesta carta que estarei a seu lado, mesmo contando cada tostão desses incompreensíveis 10 Milhões, contando com um rumo definido e coerente.

Aposte na formação, jogue para a vitória, sem medos, fale olhos nos olhos aos associados, deste que agora é o seu clube...

E não se cale!

Não se cale diante as arbitragens, da incompetência interna, dos medos e ameaças de arruaceiros que possam estar tentados em esventrar, ainda mais, este clube que amo.

Se assim fizer, reconhecendo o imenso potencial que em si vejo, acredito que poderá mudar o futebol deste "meu" Sporting que agora será seu também.

Boa sorte, meu caro Rúben Amorim...

Que a esperança possa voltar a ser verde, verde e branca, como nos tempos da minha Leonina infância.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

04
Mar20

Sporting: Silas "Morto", Amorim Posto!

Filipe Vaz Correia

 

Rúben Amorim será apresentado hoje, Silas despediu-se ontem...

Para onde caminhas Sporting?

Rúben Amorim parece-me um excelente projecto de treinador, a melhor aposta de Frederico  Varandas desde que tomou posse, no entanto, isso não diminui a  cartada "All-in" perpetrada pelo actual Presidente do SCP.

O que me impressiona nesta contratação são os valores envolvidos nesta transacção, 10 Milhões de Euros, valores quase obscenos e inimagináveis para a actual realidade Leonina.

Daqui partiremos para esse futuro, arriscado futuro para todos, num desenhado quadro carregado de obstáculos e intransigências.

Amorim tem pinta de treinador, tem toque de "Special One", perdoem-me o optimismo, mas isso não valida o despautério de dinheiro por ele pago, ainda por cima, numa estrutura esvaziada, incompetente e estéril.

Desejo o melhor a Rúben Amorim, esse desejo será o melhor para mim, adepto Sportinguista...

Desejo o melhor para Silas, que não conseguindo cumprir os requisitos, cumpriu os princípios de dignidade e honestidade no cargo.

Nos tempos que correm não será de somenos.

Enfim...

Rei morto, Rei posto!

Ou melhor:

Silas "morto", Amorim posto!

Que Rúben Amorim possa ter a sorte e felicidade que escapou ao seu antecessor.

Com esta estrutura, só mesmo a adivinhada sorte para salvar o próximo treinador Leonino.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

22
Jan20

Até Quando Drº Varandas?

Filipe Vaz Correia

 

A triste pena Leonina, essa que me entristece e esmaga, foi uma vez mais desnudada nas quatro linhas de um campo em Braga.

Há muito que não escrevo sobre o Sporting, sobre as agruras que atormentam um adepto Sportinguista, no entanto, chega sempre o momento de desabafar...

Nesta despedida da Taça da Liga, o Sporting deixou em campo fragilidades e incompetências, desnorte e confusões, arruaças e tempestades.

Não existe margem para dúvidas, este Sporting é uma caricatura da sua História, essencialmente por culpa daqueles que actualmente o dirigem.

Neste caso não aceito culpas imputadas a anteriores direcções, por muito que todos saibamos o que aconteceu na anterior vigência, reféns de um déspota tresloucado, visto por tantos como salvador.

Frederico Varandas e sua equipe são os responsáveis por este caminho, caminho seu, por estas contratações ou pela falta delas, construindo um Sporting medíocre, frágil e desmedidamente incompetente.

Tantas contratações falhadas, vislumbres de projectos incongruentes, tamanhas escolhas erradas, marcando um destino que se apresenta como pequeno para a dimensão deste tamanho clube.

O Sporting está escangalhado, dividido, enfrentando o pior período da sua História, numa busca errante por títulos e vitórias.

Esta derrota em Braga, este desconexo percurso de uma época para esquecer, demonstra à saciedade o epílogo de uma direcção, de um Presidente que não conseguiu ser o Presidente de todos os Sportinguistas.

Quer queiram ou não queiram, somente um caminho permitirá resgatar o futuro do nosso Sporting...

Eleições!

Todos os caminhos que não este nos guiarão ao amargurado abismo que se tem revelado o legado do Drº Varandas.

Até quando?

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

05
Nov19

Terás Futuro, Sporting “Meu”?

Filipe Vaz Correia

 

Tenho feito um esforço para não escrever sobre o “meu” Sporting, para acalmar a tristeza que em mim habita.

Fico perplexo com a aparente indiferença do actual Presidente Leonino diante deste desgraçado momento que vivemos, a calma com que se pavoneia pelos campos de futebol, sempre com aquele ar seráfico com que, vezes sem conta, nos brinda.

Sei bem que esta será a enésima vez que aqui pugno pela demissão do actual Presidente, numa vontade maior de terminar com este suplicio que se tornou o dia a dia do SCP.

Uns quererão ainda mais tempo para esta indigente Direcção, outros levantam fantasmas de um passado recente, outros ainda buscam remexer em enterrados machados na procura de uma bacoca “revanche”...

Eu apenas busco esse futuro risonho que, há muito, se perdeu no horizonte verde e branco.

O futuro...

Por entre guerrilhas, agarrado ao poder, sobrevive este inenarrável Presidente e a sua direcção, um conjunto de gente, paga a peso de ouro, impreparada e incompetente.

Profundamente incompetente, amarrados ao saber que julgam possuir, entrelaçados a esse convencimento que os esventra, nos trucida.

Já não temos equipe, há muito que não temos treinador e continuando neste rumo provavelmente nem Clube sobrará.

Urge gritar...

É imperioso olhar em frente e buscar soluções, soluções diferentes pois o tempo para experimentalismos acabou.

Ou o Sporting encontra, definitivamente, um rumo sólido, com gente capaz e experiente, contratando gestores externos e profissionais, entrelaçados com profissionais de campo de reputação inquestionável, partindo do 0 na reconstrução de todas vertentes em que deverá assentar um Grande clube de futebol...

Ou então iremos de época em época rumo ao abismo total.

Um nome me parece capaz, pela credibilidade, pelo conhecimento e capacidade de se mover nas mais altas esferas do futebol Mundial, para empreender esta tarefa...

Luís Figo!

E não me venham com as “tretas” do costume...

Festejou um golo contra o Sporting, usou chuteiras encarnadas ou outras coisas que tal...

Estou-me nas tintas!

Luís Filipe Vieira foi sócio dos três Grandes Portugueses e isso importou para os Benfiquistas?

Não!

Domingos Soares de Oliveira, número dois e Vice Presidente do SLB, é um reconhecido adepto do SCP, julgo mesmo ter sido sócio por vários anos...

E isso importou?

Não...

Pela simples razão de que era o melhor para o cargo.

E Pedro Mil Homens ou Jean Paul que se viram escorraçados de Alcochete, sendo os principais responsáveis pela Formação actual do Benfica...

Alguém, no Seixal, quer saber quais são os seus Clubes?

Não me parece.

Assim, volto a referir que estou pouco me importando para alusões a bacocos sentimentalismos clubísticos, importa o Sporting de uma vez por todas seguir o caminho da competência, do profissionalismo, resgatando esse futuro perdido.

Só assim existirá futuro...

Pelo menos o que sempre sonhei para o “meu” Sporting.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

28
Out19

As “Claques” Que O Deixaram De Ser...

Filipe Vaz Correia

 

Nasci em 1977, um ano depois da fundação da Juventude Leonina, o que faz com que não conheça outro rosto do “velho” Leão, a não ser aquele marcadamente representado por aqueles jovens que acompanhavam a equipa para todo o lado.

Não me recordo do “meu” Sporting sem a Juve Leo, nem um jogo sem o calor dos seus gritos, o ecoar das suas canções, melodias essas que saltavam do campo, pulavam o estádio, ultrapassavam qualquer limite, para tomarem conta do pensamento no dia a dia, no mais profundo sonho de um eterno Leão.

Desde a minha tenra idade habituei-me a olhar para a Juventude Leonina com tremendo carinho e admiração...

Mas tudo mudou!

E não sejamos hipócritas, não mudou há um ano, nem dois, nem com um ou dois Presidentes...

A Juve Leo mudou há muito tempo atrás.

A claque, outrora a alma que puxava pela equipa, transformou-se num grupo de arruaceiros, jovens de péssimo aspecto envolvidos em tráfico de droga, roubos ou outra espécie de crime e que muitas vezes serviam de brigada armada do clube, ao serviço de interesses, capazes de atormentar, ameaçar e chantagear todos aqueles que não cumprissem com as suas vontades e desejos.

Fizeram reféns Presidentes e direcções, treinadores e jogadores, até adeptos receosos de confrontar este tipo de “Gang”.

Esta é a mais pura das verdades.

Ainda me recordo quando no final de uma partida, João Moutinho e Miguel Veloso se aproximaram da bancada sul para entregar as suas camisolas, provocando uma reacção indescritível por parte daqueles bouçais que se intitulavam de “claque”...

Cuspiram-lhes em cima, atiraram as camisolas para o fosso, enquanto, gritavam os mais aberrantes impropérios.

Naquele momento, dois pensamentos invadiram a minha alma:

O primeiro foi que no lugar daqueles rapazes, sendo Sportinguista desde o dia em que nasci, teria me ido embora do clube na hora...

Sem olhar para trás.

E o segundo pensamento foi o de perceber o quanto o Miguel Veloso “amava” o seu Sporting.

Veloso desceu as escadas do relvado e ao invés de ir para o balneário, dirigiu-se ao fosso, mesmo por de baixo daqueles animais que se entretinham a cuspir para cima de si, num gesto que me emocionou e constrangeu...

Tudo isso “somente” para resgatar a sua camisola.

Não deixou ali caída, abandonada, a camisola do SCP que tinha entregue àqueles animais.

Meus caros amigos, guardo da Juve Leo e do seu papel no apoio ao Sporting Clube de Portugal, a melhor das memórias, alguns dos melhores momentos de minha vida, em que sorri, chorei ou sonhei com as suas musicas, através dos seus gritos, amarrado às suas vozes que se tornavam nas vozes de todos nós, no entanto, a Juve que aqui descrevi já não existe, há muito, sucumbida às mãos de meliantes e criminosos, parasitas e drogados.

Não me representam...

Não representam o meu Sporting Clube de Portugal, nem os valores que o fundaram.

Assim acompanho, com o maior dos gostos, o Presidente Frederico Varandas neste gesto de coragem e bravura, de decência e sabedoria, mesmo que os ventos o derrubem ou que esta medida possa não ser a que lhe fosse mais aconselhada.

Por uma vez teríamos de concordar...

Caro Frederico, fico feliz que tenha sido desta.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

20
Out19

Sporting: O Momento De Escolher Um Caminho Diferente...

Filipe Vaz Correia

 

O tempo passa, passando de maneira exasperante, de verde e branco, de angustia e espanto, temor e pranto, nessa senda Leonina.

Tenho como certo que esta “liderança” Sportinguista tem os seus dias contados, extinguidos perante o desesperante grito dos adeptos fartos da incompetência reinante, do amadorismo que se instalou no “nosso” clube.

No entanto, cada vez que vejo nos jornais que esta direcção, falta dela, se prepara para executar um plano desportivo no mercado de inverno, pensando já na compra de um defesa central, mais me sobra a certeza de que importa gritar bem alto...

Não!

Não é possível...

Estamos em Outubro, início de época e já com esta temporada hipotecada tal o futebol praticado, ou seja, a ausência desse futebol entrelaçado numa equipa em frangalhos, desmotivada e carregada de péssimos jogadores.

E serão estes incompetentes a continuar a esbanjar o nosso dinheiro em jogadores de qualidade duvidosa ou medíocre?

Permitiremos?

Não pode ser...

Façam uma petição, uma manifestação ou uma rebelião, qualquer coisa, porém torna-se imprescindível retirar de Alvalade esta trupe que ameaça destruir, ainda mais, o que sobrou de um passado recente, já de si desesperador.

Não temos tempo...

O Sporting não tem tempo.

E já se percebeu que estes “soldados” não sairão por sua espontânea decisão...

Chegou o tempo de os Sportinguistas tomarem o destino em mão e escreverem um novo capitulo, uma nova história sem medo de errar.

Depois de um tiranete paranóico, um banana emproado.

Que ousemos escolher...

Um caminho diferente.

 

 

Filipe Vaz Correia

17
Out19

Caro Frederico Varandas: Por favor, DEMITA-SE!

Filipe Vaz Correia

 

Meu caro Frederico Varandas, Presidente do Sporting Clube de Portugal, por favor...

Demita-se!

As eleições de há um ano, infelizmente, ditaram a sua vitória trazendo o clube até este momento, desesperante e titubeante destino de uma equipa em desnorte.

O meu caro Frederico, venceu as eleições garantindo tudo perceber, sendo, entre outras coisas, especialista em futebol.

Futebol esse que catalogou, imagine-se, de fácil...

Um projecto assente no seu conhecimento e nessa magnifica estrutura que iria construir, com gabinetes de performance, scouting de excelência, conhecimento e experiência entrelaçado no seu sapiente percurso.

Nada disso.

Contratações falhadas, Milhões deitados à rua...

Borja, Bolasie, Jesé, Illory, Neto, Vietto, Doumbia, Fernando, Rosier, Eduardo, nomes de “reforços” e dos quais não se aproveita um.

Daniel Bragança, Francisco Geraldes, Matheus Pereira, Bas Dost, Raphinha, Domingos Duarte, Mama Baldé, Nani, entre emprestados e vendidos que nos deixam a interrogar a inteligência de quem estruturou o plantel.

Cinco treinadores num ano, reflexo de uma gestão caótica e impreparada.

Comunicação deficiente, ou melhor dizendo desastrosa, própria de um grupo de “meninos” deslumbrados com o seu “novo” papel, incapazes de sustentar a dimensão de um Clube como este.

Tanta e tanta coisa para escrever, tanto e tanto por dizer, no entanto, esta tristeza que me amarra quase que silencia a pena, me seca a tinta neste ardor que me esmaga.

Estou tristíssimo.

Meu caro Frederico, você é absolutamente incompetente para Presidente do SCP, um erro absoluto que será eternamente recordado na História deste grande Clube.

Por favor, demita-se!

Desde o primeiro momento, desconfiei desse “seu” projecto, dessa ausente liderança que tanto insistia em se gabar, dessa teia de incompetência que o envolve e assim envolveu todo o Sporting.

Não existe mais espaço para si, para o seu projecto, para aqueles que o acompanham ou preconizaram esta “solução”...

Disse solução?

Não existe mais espaço...

A não ser para novas eleições, com novas ideias, em busca de uma verdadeira solução para o futuro do Sporting.

Meu caro Frederico, se de facto ama este Clube e de alguma maneira o quer unir, só existe uma solução para conseguir essa união...

Vá-se embora!

Demita-se!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

30
Set19

O “Leão” Silas: Num Clube De Malucos!

Filipe Vaz Correia

 

Meu querido Silas...

Sei que hoje farás o teu debute enquanto treinador do Sporting Clube de Portugal, a tua equipe de coração, somente conseguindo imaginar esse misto de emoção que deverá invadir aquele querer de menino, que um dia vestiu a camisola Leonina sob a batuta de Osvaldo Silva e César Nascimento.

Sei bem o que deves sentir, pois também eu, menino, vesti essa camisola, sonhei acordado em cada treino no velho pelado em frente à antiga porta 10 A, sob a batuta dos mesmos César Nascimento e Osvaldo Silva...

Pelas minhas contas uma época antes de ti, com a mesma determinação, esperança, querença e sentir Sportinguista.

Ambos fomos dispensados, tu continuando a explanar pelos relvados o talento que possuías e eu escrevendo nesta Caneca entrelaçada de Letras.

No entanto, meu querido Silas, serve este texto para te desejar o melhor enquanto treinador do “nosso” Sporting, nesse encruzilhado caminho cravado de incongruências...

”Um clube de malucos”! Disse Varandas.

Gostei imenso da tua primeira conferência como treinador do Sporting, logo ali, desnudando o discurso, ou a falta dele, desse rapazola que se intitula “Presidente” de todos nós.

Num instante, poucos segundos, desarmas-te um pensamento que bastaria, segundo o Status Quo, para confirmar a valia do trabalho dos que se encontram no poder, confirmando essa visão aterradora da esfera Leonina, assim como, do empenho de alguns em ratificarem a realidade que asseguram existir.

Incompetentes...

Certificando os seus erros, justificando os seus desmandos.

Meu querido Silas, desejo-te o melhor, esse pormaior que será sempre o melhor para todos os Sportinguistas, num rumo desafiador e pejado de contradições...

Saberás que não contas com nenhuma protecção desses que se arrogam como líderes, sobrando apenas os adeptos anónimos, aqueles que no meio do desespero saberão reconhecer a árdua missão que te foi confiada.

Boa sorte...

Que os Deuses Leoninos te protejam e saibam reconhecer a coragem de um seu adepto.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

05
Set19

A Entrevista De Frederico Varandas...

Filipe Vaz Correia

 

Mas que grande entrevista...

Frederico Varandas concedeu uma entrevista à Sporting TV, uma generosa tentativa para explicar os actos de gestão da sua direcção, tendo em conta aqueles Sportinguistas que fruto da sua ignorância não conseguiram acompanhar o “magnífico” plano de quem os lidera.

Um entrevista aguardada, esperada, carregada de momentos marcantes e inesquecíveis.

Para começar, deixar aqui o meu “mea culpa” por não conseguir acompanhar as intervenções do Presidente sem que a sonolência me envolva, o tédio me acometa, o desassombrado aborrecimento me persiga.

Mas isso é, certamente, culpa minha...

Não terá, com certeza, nada a ver com a falta de empatia ou carisma do estimado Frederico, ou seja, a ausente capacidade de comunicação que perturba o raciocínio daqueles que se esforçam por compreender a lenta dicção Presidencial.

Nesta entrevista ficamos a saber que existem esqueletos a sair do armário Sportinguista, que grassam ignorantes e desonestos intelectuais no mundo verde e branco, sempre que estes, os desonestos ou ignorantes, ousam discordar do rumo escolhido pelos líderes “iluminados”.

Passámos de Sportinguados, a ignorantes e desonestos...

 Que falta de originalidade.

Depois não posso deixar de expressar uma palavra sobre Jesé Rodriguez, essa pérola por quem Varandas jura se ter atravessado, no entanto, repleto de motivos para tamanho gesto visto ter garantido saber tudo sobre a vida do jogador Espanhol...

Dentro e fora do campo.

Uma mistura de “Scout” de Futebol e Tertuliano cor de rosa, sempre em cima do acontecimento.

Temo é que ao informado Presidente do Sporting lhe tenha escapado a profissão em que Jesé Rodriguez tem conseguido maior sucesso nos últimos anos...

Cantor!

Jesé ou Jay M é, paralelamente ao futebol, um cantor “renomado” no YouTube, com vídeos que atingem mais de 31 Milhões de visualizações, garantindo à partida a animação dos intervalos em Alvalade.

Agora digam lá que o Presidente não pensa em tudo.

Varandas garantiu ainda que não é estúpido, quem sou eu para o contradizer, aproveitando a entrevista para nos esclarecer que Jesé Rodriguez, Jay para os amigos, é um avançado centro, centro, centro, que joga no centro...

Perdoe-me a ousadia:

Não, não é!

Aliás se o senhor Presidente me permite dizer...

Isso é uma grande estupidez.

Ainda se falou de Bolasie e da sua imensa experiência na Premier League, de Fernandinho e do seu imenso potencial ou até do já desaparecido Marcel...

Coitado do Marcel.

Falou de Leonel Pontes, do prazo e da tarefa, do treinador Português que quer contratar, mesmo apostando no Leonel ou naqueles treinadores que não querem treinar o Sporting...

Tanta coisa e coisa nenhuma.

Dos sub-23 que têm vários jogadores de 18 anos e um de 16...

A sério?

Que bom...

Enfim, Varandas falou, falou e falou, por entre, aquele assombro de sapiência que parece lhe pertencer mesmo que seja inócua, despida de ligação com a realidade.

Assim, continuo desmotivado, triste e preocupado, no entanto, menos infeliz pois tenho no meu feed do YouTube a nova canção de Jay M...

O avançado centro, centro, centro, que joga no centro mas é móvel, do SCP.

Ai que bom!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D