Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Poetizando…

Filipe Vaz Correia, 17.12.21

 

 

 

C7D01B69-FAA3-44BC-8DC7-AF679BAD8B6F.jpeg

 


E se Pessoa pudesse voltar;

e cantasse Vinicius para começar

e trocasse Vinicius o escrevinhar

pela cozinha molecular

tendo Drummond a o ajudar

simplesmente a confeccionar

uma feijoada como manjar

e ao fundo Camões a trautear

uma canção de encantar

em cada letra um salivar

incitando o paladar

numa estranha forma de amar

essa cultura a deliciar

cada ouvido que ali pudesse estar...

 

Como seria bom;

tê-los todos juntos

a poetizar.

 

 

Caneca de Sabores: Feijoada à moda do Pipo...

Filipe Vaz Correia, 12.02.19

 

Esta Caneca de Sabores é especial...

É dia de Feijoada.

Nada é mais poético, no mundo do repasto, do que uma bela Feijoada, esse entrelaçado de ingredientes, misturados com amor, libertando em cada pedaço de odor, o leve sabor, de tamanha aventura.

Vinicius de Moraes escreveu...

Feijoada à minha moda, uma das minhas preferidas poesias.

Nada mais apropriado e que recomendo vivamente.

 

IMG_20190203_202824.jpg

 

Ingredientes:

 

. Folha de Louro

. Malagueta

. Polpa de Tomate

. Orégãos

. Lombinhos de Porco em Tiras finas

. 1 Chouriço

. 4 Linguiças pequenas

. Pimentos

. Coentros

. 1 Farinheira

. 100 Gr. de Bacon às tiras

. 1 Cálice de Vinho do Porto

. Azeite

. 4 Latas de Feijão Encarnado

. Sal

 

Colocar o Azeite com uma folha de Louro e Sal ao lume, esperar um pouco e misturar as carnes, as tiras de Lombinho de Porco, o Bacon, o Chouriço, a Farinheira, a Linguiça, tudo fatiado.

Após colocar estes ingredientes, mexer tudo e aguardar um pouco para fritar.

Misturar as ervas, Orégãos e Coentros, acrescentar a Pimenta e os Pimentos.

Aguardar mais um pouco.

Misturar o Vinho do Porto e a Polpa de Tomate com os restantes alimentos.

Deixar envolver até ganhar uma calda com o suco das carnes e do Vinho do Porto.

Preparar e acrescentar o Feijão.

Misturar água a gosto, assim como, mais Coentros.

Mexer e aguardar, tapando o tacho.

Deixar ao lume até ferver.

Por fim, acrescentar a Malagueta, corrigir os sabores, até estar ao gosto do "cozinheiro".

Acompanhar com Arroz Basmati.

Servir e apreciar...

De preferência na companhia de quem mais gostamos, pois é assim que melhor se apreciam os bons momentos da vida.

 

 

Filipe Vaz Correia