Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

29
Jul19

Sporting: Um Troféu Sem Violinos...

Filipe Vaz Correia

 

O "meu" Sporting apresentou hoje a sua equipa de futebol aos sócios, no torneio Cinco Violinos, contra o Valência.

Mais uma derrota, tendo em conta que em nenhum jogo desta pré-época conseguimos vencer...

Enfim, não é o mais importante, se bem que pode servir de indicador sobre o rumo das coisas, essa imprescindível vontade de conquistar, há muito, afastada de Alvalade.

Sinceramente tentei, como venho fazendo, não influenciar a minha avaliação deste jogo com as dúvidas, crescentes em mim, sobre o treinador, a direcção, as contratações.

Vi este jogo como sempre faço, num misto de nervosismo e crença, de revolta e contentamento.

Em primeiro lugar, deixar aqui uma opinião para futuras direcções Leoninas:

Convidar árbitros estrangeiros para estes jogos amigáveis, em nossa Casa.

Já nos basta aqueles jogos onde impreterivelmente somos obrigados a "levar" com os Godinhos da vida, para agora ainda os suportarmos neste tipo de desafios.

Recomendação feita!

Sobre o jogo, deixar um ou outro apontamento que sobressaiu ao olhar deste adepto Leonino...

Thierry Correia, para mim o melhor em campo.

Talento e vontade aliadas neste menino proveniente da formação Leonina, com pujança na recuperação defensiva e acerto no momento ofensivo.

Sei bem que desaparecerá quando o tal de Rosier recuperar, se recuperar, no entanto, não é demais referir o talento e a desenvoltura deste menino de verde e branco.

Gostei de Renan Ribeiro, que não sendo um Rui Patrício, demonstra sempre uma segurança que muito me apraz.

Bas Dost...

Um jogador desengonçado mas matador, lento mas eficaz, capaz de num instante dar asas ao que interessa, ou seja, o golo.

Porém expressar que este Sporting joga de forma anti-natura para as características do Holandês, mesmo sendo o seu treinador da mesma nacionalidade, obrigando o avançado Sportinguista a acções fora do seu meio habitat.

Dost vive neste Sporting sem cruzamentos, sem apoios, obrigado a correr como se fosse um avançado móvel.

Enfim... 

Para terminar referir um pormenor que para mim é um pormaior, a entrada, uma vez mais, de Miguel Luís e Daniel Bragança perto do minuto 90, aliada à ausência de Matheus Pereira da convocatória.

Pormenores que se tornam no novo ADN "Varandista" que se impõe para os lados de Alcochete.

Tristemente se impõe.

Depois não gritem com aqueles meninos que cedo preferem ir tentar a sua sorte para outros lados, em outros clubes.

Se o Miguel ou o Daniel tivessem um sobrenome, tipo Plata ou Doumbia, talvez esta direcção, este treinador, olhassem para eles de outra forma.

Viva o Sporting.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

18
Jun19

João Félix: A Loucura De Simeone!

Filipe Vaz Correia

 

Segundo avança a imprensa espanhola, João Félix estará a um passo de assinar pela equipa de Diego Simeone, por 120 Milhões de Euros.

Parece inacreditável mas cada vez mais se afigura como verdade.

Não tenho receios nem subterfúgios em relação a este assunto, João Félix é um projecto de grande jogador, um jovem talento do futebol Europeu.

Mas como não tenho por hábito ser hipócrita e gosto de assumir o que penso, aqui deixo a minha singela opinião, a todos os adeptos deste planeta futebol...

O Atlético de Madrid está a um passo de cometer um erro histórico.

Um erro histórico!

Num tempo onde Éden Hazard custou ao Real Madrid perto desse valor, assim como se fala de Griezzman no Barcelona pela mesma ordem de valor, para não falar da transferência de Ronaldo para a Juventus, colocar João Félix neste patamar de grandeza será cerceador de um futuro que poderá ou não ser auspicioso.

Félix tem muita qualidade, qualidade essa para ser um dos melhores na sua posição, mas em momento algum, na minha opinião, estará no patamar de grandeza destes que referi anteriormente.

Ainda por cima João Félix, ao contrário do que os jornaleiros afirmavam, não será transferido para Man. United ou City, Barcelona ou Real Madrid, clubes do sistema, protegidos pelo Status Quo dos campeonatos que disputam, ou seja, realidade a que está acostumado neste "pequeno" Portugal, o que acrescentará dificuldade a essa realidade, cobrança, que virá a encontrar.

Veremos durante a época de que lado estará a razão, esse pequeno pormenor de a bola entrar ou não na baliza adversária, construindo momentos e instantes definidores de futuro...

Desse futuro que conta.

De uma coisa tenho a certeza para o Benfica e para Jorge Mendes este não é um erro histórico, mas sim um momento histórico.

Historicamente memorável.

Já para o Atlético?

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

11
Jun19

Rafael Nadal: O "Touro" Espanhol!

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Meus caros amigos, nunca fui uma pessoa capaz de imparcialidades desportivas, de me sentar a ver um jogo de Futebol Inglês sem torcer por uma equipe, de assistir a uma corrida de Fórmula Um sem ter um piloto preferido, de ver uma partida de ténis sem ter um jogador como meu...

A vida toda assim foi.

De pequenino torcia por Ivan Lendl contra Boris Becker ou Edberg, depois veio o tempo em que sofria por Agassi nessa disputa mítica com Peter Sampras, até à eternidade.

Depois o vazio...

Até que um miúdo chegava ao ATP, ali pelos idos de 2004, de vestes meio desgarradas, tentando competir com os melhores, com o novo Rei que se afigurava senhor do "futuro".

Todos eram adeptos de Roger Federer, o Suíço que deslumbrava o mundo do Ténis, pelo talento, elegância, capacidade de inovar...

Eu não.

Torcia por Rafa Nadal, por esse menino Espanhol que chegado à alta roda do Ténis prometia lutar por cada ponto como se fosse o último.

Por estes dias Nadal alcançou a vitória número 12 em Roland Garros.

Sim...

12!

Palavras escasseiam para caracterizar esta garra, este nível, esta demonstração de superação constante de alguém que sendo especial, único, lutou nos últimos anos com demasiadas lesões, contrariedades.

Nadal é isso mesmo...

Exemplo de atleta, de superação.

E eu aqui permaneço como adepto, orgulhoso daquele menino de outrora, curioso por esse próximo passo que nos surpreenda, nos arrebate até deixar sem palavras.

O Olimpo do Ténis Mundial encontrará um lugar especial para tamanho atleta, sem deixar esquecer a desmedida superação do Touro ♉ Espanhol.

Gracias Rafa.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

26
Abr19

Eleições Espanholas: O Futuro Entre Vox(es) Radicais...

Filipe Vaz Correia

 

Os Espanhóis vão a votos por estes dias, confrontados com decisões importantíssimas, como há muito não se via.

A Democracia Espanhola está refém dos extremos populistas e radicais, tanto à esquerda como à direita, do espectro político...

Este desenho que se afigura complexo, retrata anos de indecisão política, décadas de uma crescente insatisfação popular com o sistema que coordena a vida de todos os Espanhóis.

Seja pela insegurança, pela precariedade laboral ou pela crescente e descontrolada imigração, cresce nas franjas da Sociedade, terreno fértil para o populismo, a demagogia encapotada, travestida de Nacionalismo ou orgulho patrioteiro.

Se o PSOE estará refém do Podemos, o PP poderá estar refém desse "assustador" Vox...

Uma Vox com tiques Nazistas, de braço erguido, urdindo chavões de ódio e discriminação.

Neste cenário tenebroso, se arrepiam as consciências daqueles que buscam soluções moderadas, à direita ou à esquerda parlamentar, perante as ameaças fracturantes anunciadas por estes novos "players".

Assim se aguarda pelos resultados eleitorais na vizinha Espanha, para se poder retirar as ilações do que se desenha para este nosso futuro Europeu...

Nesta velha Europa, cada vez mais a reviver pesadelos antigos.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

14
Jul18

A Carta De Cristiano Ronaldo A "El Chiringuito"......

Filipe Vaz Correia

 

Cristiano está na Juventus, como se isso fosse de somenos, partindo assim desse mundo Madridista que viveu sob a sua genialidade, um dos mais importantes momentos da sua História, senão o mais importante.

Ronaldo será sempre uma lenda Madridista, pelo que jogou, pelo que ganhou.

Será sempre um dos maiores jogadores da História do jogo, senão o maior...

Mas é na dimensão humana, tantas vezes criticada, que se vê o quão especial ele é.

A carta escrita por Cristiano ao programa televisivo Chiringuito, despedindo-se de todos, os que o defenderam, amigos e Madridistas, assim como, os que sempre estiveram contra si, demonstra o lado cordial, afável e humano deste super jogador.

O lado emocional de tal gesto ficou marcado no rosto de todos, daqueles jornalistas que representam o mais importante programa desportivo da televisão Espanhola.

São pormenores, singelos pormenores que constroem a verdadeira essência deste monstro do futebol Mundial.

Cristiano partiu para Turim, mas soube partir...

Soube despedir-se, mesmo vendo negado um adeus oficial no Santiago Bernabéu, soube deixar mais do que saudades do seu futebol, as mais sinceras manifestações de respeito e carinho pelo homem.

E é também por isto que serás eterno...

Cristiano Ronaldo.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

16
Jun18

É Preciso Ter Lata!

Filipe Vaz Correia

 

Um curto desabafo Canequiano:

Diego Costa, assim como Gerard Piqué, consideraram o primeiro golo de Portugal ilegal...

Ilegal?

Segundo Piqué, Ronaldo deixa-se cair e os árbitros marcam-lhe sempre as faltas que este quer.

Palavras bonitas, carregadas de inveja e ressabianço, que denotam a frustração Espanhola ou Catalã dependendo do estado de nacionalismo do marido de Shakira.

Mas ok...

Ronaldo continuará a fazer o que sabe melhor:

Ser o Melhor do Mundo, levando consigo um pedaço de todos nós.

Um ditado Português para memória Luso-Catalã...

Os cães ladram e a caravana passa.

É preciso ter lata, será que alguém lhes mostrou imagens do primeiro golo Espanhol?

Se calhar não.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

15
Jun18

Ronaldo... Siiimm!!!!!!

Filipe Vaz Correia

 

Ronaldo deslumbrou neste primeiro jogo de Portugal, desmontando com classe a defesa Espanhola, enfrentando como só ele pode fazer, os incontáveis desafios que se dispuseram diante desta nossa Nação de Futebol.

A sua presença, mera presença, inquieta e atormenta, faz hesitar e tremer, mexe com o jogo...

Três golos, simplesmente três.

Ronaldo é isto mesmo, uma combinação de sorte com destino, de trabalho e talento, de generosidade e perfeccionismo, num desesperante encontro com o Olimpo dos Deuses do Futebol.

Sem Ronaldo seria impossível a esta Selecção enfrentar uma equipa como a Espanha, com a sua posse de bola, com o poder ofensivo que durante largos minutos nos amarrou, sem fim...

Só que nós temos o Melhor Jogador do Mundo.

Simplesmente isso.

O primeiro de penalty, o segundo num frango monumental e o terceiro...

Meu Deus!

O terceiro de uma genialidade só ao alcance de poucos, numa recordação da minha imberbe infância, fechar os olhos e trazer à memória Diego Maradona, no México 86, Argentina Vs Coreia do Sul...

Este tipo de imaginação suspensa por entre o arco de uma bola, no olhar desmesurado de todos nós, desesperado de um guarda redes, admirado por todos os que no campo assistem, in loco, a um recital de poesia, escrita com os pés.

Terei sido capaz de descrever, honestamente, aquele momento...

O de Maradona e o teu.

Meu querido Ronaldo, naquele momento, por entre o teu olhar carregando a nossa querença, pejado de uma Lusitana esperança, também eu gritei contigo...

Siiimm!!!!!!!!

E assim sem mais palavras para não atrapalhar essa genialidade reservada em pedaços de pueril magia, liberto intensamente a minha alegria... 

Viva Portugal...

Viva o Ronaldo de todos nós!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

30
Jan18

Onde Estará Carles Puigdemont?

Filipe Vaz Correia

 

Esta Terça-Feira todos os olhos estarão postos no Parlamento Catalão, para a tomada de posse do novo Governo da Catalunha...

E uma pergunta se impõe:

Onde estará Carles Puigdemont?

As fronteiras estarão controladas, todos os carros vistoriados, todas as chegadas a aeroportos vigiadas...

Tudo está a fazer o Estado Espanhol e o seu Governo central para impedir qualquer possibilidade de uma surpresa Independentista, no entanto, independentemente de todos estas condicionantes, importa saber que decisão tomará o anterior Presidente da Generalitat.

Puigdemont, exilado em Bruxelas, está confrontado com a decisão judicial que o impede de tomar posse à distancia.

No meio de um turbilhão, que há muito consome a Catalunha, nesse impasse constrangedor, aumenta a esperança de uns, nervosismo de outros, para finalmente entender, até onde estará disposto a ir aquele que supostamente lidera a causa Independentista.

Se Puigdemont estiver presente ou for preso tentando comparecer a esta cerimónia, acredito que este facto acabará por legitimar a alma daqueles que sonham com uma Catalunha independente, martirizando nesse acto, o grito libertador de Milhões.

Caso Puigdemont permaneça em Bruxelas, aprisionado por entre recursos e explicações, julgo que esmorecerá a velha causa, num misto de cobardia que contrastará com aqueles que ficando em terras Catalãs, não temeram o cárcere, em nome de uma luta maior.

Por todas estas razões, razões estas alicerçadas na importância de tal momento, mais do que nunca, importará saber...

Onde estará Carlos Puigdemont?

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

25
Jan18

Cristiano Ronaldo: O Regresso De Um Leão...

Filipe Vaz Correia

 

Foi com um imenso entusiasmo que li as palavras de Miguel Paixão, melhor amigo de Cristiano Ronaldo, sobre o regresso deste a Alvalade.

Ao seu Sporting!

Evidentemente que Ronaldo não o pensa fazer no imediato, nos próximos dois anos, mas saber que pensa isso, que o deseja, é a expressão de um imenso sonho que existe no Reino do Leão...

O regresso do Melhor do Mundo, do melhor Português de sempre, futebolisticamente falando, de um filho da alma Sportinguista.

Ronaldo já ganhou tudo, até dinheiro, e talvez procure encontrar num regresso aos seus, seu clube, seus adeptos, seu País, um reencontro com a sua dimensão humana...

Não creio que Ronaldo fique em Madrid, mas sei que será impossível regressar neste momento a Alvalade, pois tenho como certo, que um qualquer PSG da vida se irá intrometer para o resgatar.

No entanto, as suas palavras já de si acalentam a esperança, que é verde, aproximam o sonho da realidade...

E como Sportinguista peço:

Deixem-nos sonhar!

Até Já, Cristiano Ronaldo.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

21
Dez17

Catalunha: Depois das Eleições, O Caos!

Filipe Vaz Correia

 

81% dos Catalães saíram à rua e foram votar, número recorde na História Democrática da Catalunha, num grito ensurdecedor, de orgulho Independentista, que traz novamente para o jogo político a vontade desmedida de um povo...

Líderes presos, outros fugidos, palavras proibidas, frases censuradas, trouxeram drama a estas eleições, aportaram tragédia a este dia, esperado, ansiosamente aguardando, como se de uma definição se tratasse.

Estes resultados, parecem dar a vitória ao Ciudadanos de Inês Arrimadas, 37 dos 135 lugares, no entanto, se somarmos todas as forças parlamentares, percebemos que 75 lugares desse mesmo parlamento, pertencerão aos partidos, que concorrendo sozinhos defendem o mesmo ideal:

A Independência!

Este resultado de maioria absoluta para os Independentistas, leva para um outro patamar, este problema Catalão...

Sempre considerei que a forma como Madrid e o seu aparelho político e judicial, tratava esta questão Catalã, não só legitimava a causa dos Independentistas, como também, diminuía a legitimidade daqueles que defendendo a unidade Espanhola, estariam sempre aprisionados, ao fantasma Franquista.

Estes resultados não só confirmam estes meus receios, como reforçam o impasse que marcará o futuro, não só da Catalunha, como de uma Espanha cada vez mais fragilizada, a partir deste assomo de orgulho Catalão.

Mais de 50% dos Catalães, disseram presente, gritaram não queremos mais Espanha, apesar das empresas que saíram da região, das que ameaçam sair, dos avisos lançados pela União Europeia ou outras organizações, num desafio corajoso, desbravado, sem temor.

Resta agora saber o que irá fazer o Governo central?

Quem irão prender?

Que palavras estarão agora banidas?

Como demonstrarão o seu poder?

Felipe, Rajoy, Sanchez ou Rivera, poderão continuar a esbracejar, a ameaçar, no entanto, o que daqui poderemos retirar...

É que aqueles que desejam a Independência Catalã, não se vergarão, perante ameaças centralistas, ou prisões aleatórias.

Talvez o que daqui resulte, seja o Caos...

Um Caos numa Catalunha, que parece mais próxima do abismo, do que de se vergar, aos intentos de uma união Espanhola.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D