Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

24
Mar19

Desgarrado Poema...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Gritos e desvarios;

Numa caminhada constante,

Olhares imprecisos,

Saudades angustiantes,

Amargurando cada pegada,

Na ausente lembrança,

Da antiga estrada,

Guardada no velho caderno,

Do poeta...

 

E assim, timidamente;

Foram escorrendo as lágrimas,

As mesmas lágrimas que levemente,

Sussurravam discretamente,

O ardente ardor,

De uma canção...

 

Ao longe;

Tão longínquo como presente,

Foi se diluindo esse querer,

Sobrando somente,

O ténue rascunho,

Deste desgarrado poema.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

  • frar

    OS AFRICANOS ESTÃO-SE A CAGAR PARA O EUROPEU-DO-SI...

  • Filipe Vaz Correia

    Meu caro Anónimo...Não será ao contrário?Um abraço

  • Anónimo

    LIVROS & JORNAIS - Vários estudos, entre eles u...

  • Anónimo

    A seguir vem a fogueira e depois a guilhotina...

  • BC

    Sinceramente, não tenho assim tanta fé nesta minha...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

Pesquisar

Calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D