Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

28
Mai19

Versos Desconexos...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Os olhos tristonhos;

Tão meus...

 

Outrora risonhos;

Só meus...

 

Pesadelos medonhos;

Num adeus...

 

A voz calada

Que me pertence,

A dor silenciada

Que se sente,

Vento, ventania,

Insistentemente presente...

 

E por entre a desconexa vontade de escrever;

Por entre versos e poesia,

Caminhando de mãos dadas sem ceder,

Celebrando a derradeira ousadia,

Desse amar ao amanhecer...

 

Ao entardecer;

Ao anoitecer,

Eternamente até morrer.

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Comentários recentes

  • Sofiazita

    Eu sou benfiquista mas não ligo nada de nada ao fu...

  • Sofiazita

    Ui ui ui ui,fiquei super espantada com esta notíci...

  • Teresa

    Guiarão? Como se não se tivesse já passado o abism...

  • Filipe Vaz Correia

    Meu caro Anónimo...Portanto diZ que se descermos p...

  • Anónimo

    Eleições?!? Mas o Varandas não foi eleito democrat...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

Pesquisar

Calendário

Janeiro 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D