Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Bala Perdida... Na Favela!!!!!!

Filipe Vaz Correia, 15.01.21

 

 

 

188D2FB2-60B3-477A-A233-4E076052B8BC.jpeg

 

 

 

Não sei se é bala perdida;

Ou se já foi encontrada,

Não sei se foi uma ferida,

Ou uma dor descompassada,

Uma mágoa desconhecida,

Nessa razão desencontrada,

Para doer a alma esquecida,

Desta favela desamparada,

Onde se tornam vida,

As vidas desalmadas,

De um povo.

 

 

 

 

Bala Perdida...

Filipe Vaz Correia, 08.05.18

 

 

 

Uma bala perdida;

Perdidamente confusa,

Vida esquecida,

Gritaria obtusa,

Da alma ferida,

Que fere profusa,

Profusamente...

 

Profundamente;

Não querendo calar,

Envergonhadamente,

Querendo gritar,

Timidamente,

A soletrar,

O que se perdeu no tempo...

 

Pois o tempo não parou;

As mágoas não calaram,

O vazio não silenciou,

Cada pedaço desse destino,

Desatinado...

 

Bala perdida;

Sem sentido...

 

Deixando sentir;

Aos que ficaram,

Essa tua partida,

Sem sentido...

 

Sempre sem sentido.

 

 

 

 

 

 

Bala Perdida Na Favela

Filipe Vaz Correia, 17.07.17

 

 

 

Não sei se é bala perdida;

Ou se já foi encontrada,

Não sei se foi uma ferida,

Ou uma dor descompassada,

Uma mágoa desconhecida,

Nessa razão desencontrada,

Para doer a alma esquecida,

Desta favela desamparada,

Onde se tornam vida,

As vidas desalmadas,

De um povo.