Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

12 Anos Depois... Temos SIC!

Filipe Vaz Correia, 02.03.19

 

A TVI perdeu a liderança das audiências, nesta batalha iniciada em 2019, mais de 12 anos depois, 150 meses.

E perdeu para a SIC.

Por isso, dar os parabéns a quem merece...

A quem arriscou em Daniel Oliveira para a Direcção de Entretenimento, ao Daniel Oliveira que resolveu apostar em Cristina Ferreira, revolucionando o panorama concorrencial das televisões generalistas...

E à "saloia" da Malveira, Cristina Ferreira, também conhecida como a Princesa Diana Portuguesa.

Muitos poderão dizer que foi uma mera coincidência, que menos de dois meses depois da chegada de Cristina a Paço de Arcos, a SIC tenha conseguido resgatar uma liderança que lhe fugia há mais de uma década, no entanto, para aqueles que quiserem, honestamente, observar esta transição de poder no espectro televisivo Nacional, não poderão  escamotear a sua influência nesta transformação.

Neste caso com as devidas diferenças e dimensões, quase que me faz recordar o caso de Ronaldo no Real Madrid...

Claro que nem a "nossa" Princesa Diana é o Ronaldo, nem a TVI é o Real Madrid, no entanto, assim como Florentino achou que Ronaldo seria facilmente substituído, também em Queluz de Baixo, este pensamento deve ter norteado a decisão de deixar partir, a querida Cristina.

Pois bem...

Erraram!

Que venha o futuro pois a batalha ainda agora começou.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

O Dia De Cristina...

Filipe Vaz Correia, 07.01.19

 

Cristina Ferreira vai estrear o seu programa na SIC...

Chegou o grande dia.

O País parece parar, para tão importante ocasião, numa batalha fratricida que se anuncia entre TVI e SIC, entre Goucha e Cristina.

As audiências marcarão as notícias, os convidados serão disputadíssimos, os frames analisados ao pormenor...

Quem vencerá?

Quem sairá derrotado?

A curiosidade parece invadir as redes sociais, antecipando cada instante de uma batalha anunciada.

Neste dia de Cristina, pois será  dela a estreia, quase que podia apostar numa vitoria da "saloia" da Malveira, não somente pela capacidade que a nossa "Princesa Diana" tem em amarrar o telespectador ao ecrã, mas também pelo desesperado erro cometido pela TVI, com a trapalhada de um tal de Mário Machado...

Entre o convite e a justificação, sobrevive a imperiosa sensação de uma desesperada busca por audiências.

E isso poderá revelar a ansiedade vivida nos estúdios de Queluz de Baixo.

Mas pouco importa.

Chegou o grande dia...

O dia de Cristina.

 

 

Filipe Vaz Correia