Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

05
Set19

A Entrevista De Frederico Varandas...

Filipe Vaz Correia

 

Mas que grande entrevista...

Frederico Varandas concedeu uma entrevista à Sporting TV, uma generosa tentativa para explicar os actos de gestão da sua direcção, tendo em conta aqueles Sportinguistas que fruto da sua ignorância não conseguiram acompanhar o “magnífico” plano de quem os lidera.

Um entrevista aguardada, esperada, carregada de momentos marcantes e inesquecíveis.

Para começar, deixar aqui o meu “mea culpa” por não conseguir acompanhar as intervenções do Presidente sem que a sonolência me envolva, o tédio me acometa, o desassombrado aborrecimento me persiga.

Mas isso é, certamente, culpa minha...

Não terá, com certeza, nada a ver com a falta de empatia ou carisma do estimado Frederico, ou seja, a ausente capacidade de comunicação que perturba o raciocínio daqueles que se esforçam por compreender a lenta dicção Presidencial.

Nesta entrevista ficamos a saber que existem esqueletos a sair do armário Sportinguista, que grassam ignorantes e desonestos intelectuais no mundo verde e branco, sempre que estes, os desonestos ou ignorantes, ousam discordar do rumo escolhido pelos líderes “iluminados”.

Passámos de Sportinguados, a ignorantes e desonestos...

 Que falta de originalidade.

Depois não posso deixar de expressar uma palavra sobre Jesé Rodriguez, essa pérola por quem Varandas jura se ter atravessado, no entanto, repleto de motivos para tamanho gesto visto ter garantido saber tudo sobre a vida do jogador Espanhol...

Dentro e fora do campo.

Uma mistura de “Scout” de Futebol e Tertuliano cor de rosa, sempre em cima do acontecimento.

Temo é que ao informado Presidente do Sporting lhe tenha escapado a profissão em que Jesé Rodriguez tem conseguido maior sucesso nos últimos anos...

Cantor!

Jesé ou Jay M é, paralelamente ao futebol, um cantor “renomado” no YouTube, com vídeos que atingem mais de 31 Milhões de visualizações, garantindo à partida a animação dos intervalos em Alvalade.

Agora digam lá que o Presidente não pensa em tudo.

Varandas garantiu ainda que não é estúpido, quem sou eu para o contradizer, aproveitando a entrevista para nos esclarecer que Jesé Rodriguez, Jay para os amigos, é um avançado centro, centro, centro, que joga no centro...

Perdoe-me a ousadia:

Não, não é!

Aliás se o senhor Presidente me permite dizer...

Isso é uma grande estupidez.

Ainda se falou de Bolasie e da sua imensa experiência na Premier League, de Fernandinho e do seu imenso potencial ou até do já desaparecido Marcel...

Coitado do Marcel.

Falou de Leonel Pontes, do prazo e da tarefa, do treinador Português que quer contratar, mesmo apostando no Leonel ou naqueles treinadores que não querem treinar o Sporting...

Tanta coisa e coisa nenhuma.

Dos sub-23 que têm vários jogadores de 18 anos e um de 16...

A sério?

Que bom...

Enfim, Varandas falou, falou e falou, por entre, aquele assombro de sapiência que parece lhe pertencer mesmo que seja inócua, despida de ligação com a realidade.

Assim, continuo desmotivado, triste e preocupado, no entanto, menos infeliz pois tenho no meu feed do YouTube a nova canção de Jay M...

O avançado centro, centro, centro, que joga no centro mas é móvel, do SCP.

Ai que bom!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

08
Ago19

No Circo Leonino: Reinam Os "Palhaços"!

Filipe Vaz Correia

 

Matheus Pereira foi, uma vez mais, emprestado pelo Sporting Clube de Portugal, desta vez para o WBA do Championship Inglês.

Alguns “idiotas” usarão este argumento para carimbar o talentoso extremo Leonino, justificando esta atitude da Direcção Sportinguista...

Recordemos, somente, para onde foi Rúben Neves quando saiu do FC Porto.

Como expressou um queridíssimo amigo, de quem tenho saudades, exilado noutro continente:

Isto é uma palhaçada!

Continuamos a explicar que não sabemos lidar com jogadores carregados de talento que são apelidados pela estrutura de personalidades difíceis, com defeitos inenarráveis.

Se até Nani saiu pela porta pequena, caluniado pelo Status Quo existente em Alvalade e propagado pelos “papagaios” de plantão...

Se até ele criava mau ambiente, segundo fizeram circular, o que não irão vociferar sobre um menino da formação, de tenra idade.

Estou desiludido, cansado deste destino carregado de incompetências ou incongruências, sendo esta a sina, de uma rima, numa triste poesia Leonina.

Aconteceu com Mama Baldé, com Demiral, com Chico Geraldes, com Domingos Duarte e acontecerá com Miguel Luís, Daniel Bragança, Luís Maximiniano e Thierry Correia...

Irá acontecer.

Pior do que isto é este protocolo com o Manchester City, 

Vender Félix Correia ao City, por 3 Milhões de Euros, é um acto "criminoso", numa terrível amputação de qualidade, dando ainda sinal aos meninos que estão em Alcochete que será sempre melhor buscar, em tenra idade, outros caminhos para lá das paredes de Alcochete...

Foi esta a escolha de Félix, já tinha sido a escolha de Tiago Djaló e provavelmente outros os seguirão.

Esta tristeza que me persegue pode ser entendida, pelos tais “idiotas” de plantão, como um crime lesa Clube, numa estratégia de condicionar aqueles que raciocinando discordam do rumo.

No passado recente expressei, desde a primeira hora, o desespero pelo trilho populista que havia chegado ao Sporting e não calarei, este mesmo desespero, perante os Yuppies incompetentes que agora "lideram" os destinos do Leão.

Porque amar é isso mesmo...

Amarrar sempre que cair, abraçar sempre que for preciso e gritar, sem parar, sempre que se aproxima o abismo, por distracção, dolo ou ignorância.

Este último requisito está plasmado neste novo "reinado" no Planeta Sporting...

No Reino circense, onde os Leões foram substituídos por "palhaços".

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

29
Jul19

Sporting: Um Troféu Sem Violinos...

Filipe Vaz Correia

 

O "meu" Sporting apresentou hoje a sua equipa de futebol aos sócios, no torneio Cinco Violinos, contra o Valência.

Mais uma derrota, tendo em conta que em nenhum jogo desta pré-época conseguimos vencer...

Enfim, não é o mais importante, se bem que pode servir de indicador sobre o rumo das coisas, essa imprescindível vontade de conquistar, há muito, afastada de Alvalade.

Sinceramente tentei, como venho fazendo, não influenciar a minha avaliação deste jogo com as dúvidas, crescentes em mim, sobre o treinador, a direcção, as contratações.

Vi este jogo como sempre faço, num misto de nervosismo e crença, de revolta e contentamento.

Em primeiro lugar, deixar aqui uma opinião para futuras direcções Leoninas:

Convidar árbitros estrangeiros para estes jogos amigáveis, em nossa Casa.

Já nos basta aqueles jogos onde impreterivelmente somos obrigados a "levar" com os Godinhos da vida, para agora ainda os suportarmos neste tipo de desafios.

Recomendação feita!

Sobre o jogo, deixar um ou outro apontamento que sobressaiu ao olhar deste adepto Leonino...

Thierry Correia, para mim o melhor em campo.

Talento e vontade aliadas neste menino proveniente da formação Leonina, com pujança na recuperação defensiva e acerto no momento ofensivo.

Sei bem que desaparecerá quando o tal de Rosier recuperar, se recuperar, no entanto, não é demais referir o talento e a desenvoltura deste menino de verde e branco.

Gostei de Renan Ribeiro, que não sendo um Rui Patrício, demonstra sempre uma segurança que muito me apraz.

Bas Dost...

Um jogador desengonçado mas matador, lento mas eficaz, capaz de num instante dar asas ao que interessa, ou seja, o golo.

Porém expressar que este Sporting joga de forma anti-natura para as características do Holandês, mesmo sendo o seu treinador da mesma nacionalidade, obrigando o avançado Sportinguista a acções fora do seu meio habitat.

Dost vive neste Sporting sem cruzamentos, sem apoios, obrigado a correr como se fosse um avançado móvel.

Enfim... 

Para terminar referir um pormenor que para mim é um pormaior, a entrada, uma vez mais, de Miguel Luís e Daniel Bragança perto do minuto 90, aliada à ausência de Matheus Pereira da convocatória.

Pormenores que se tornam no novo ADN "Varandista" que se impõe para os lados de Alcochete.

Tristemente se impõe.

Depois não gritem com aqueles meninos que cedo preferem ir tentar a sua sorte para outros lados, em outros clubes.

Se o Miguel ou o Daniel tivessem um sobrenome, tipo Plata ou Doumbia, talvez esta direcção, este treinador, olhassem para eles de outra forma.

Viva o Sporting.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

25
Mai19

Sporting Clube de Portugal: O Regresso À Festa Do Jamor...

Filipe Vaz Correia

 

É dia de taça...

O Sporting regressa hoje a uma final da Taça de Portugal, num jogo carregado de simbolismo e memória.

Há um ano atrás, neste mesmo palco, jogava-se uma outra final, num outro cenário, com pinceladas de tragédia e dramatismo...

O Sporting perdeu esse jogo, muito antes do mesmo ter iniciado, repleto de feridas e marcas, muito para além daquelas visíveis nos rostos do seu treinador e jogadores.

Depois dessa partida nada ficou igual, tudo se transformou...

Partiram jogadores umbilicalmente ligados ao clube, Patrício, William, Podence ou Gelson, partia para as Arábias o treinador, Jorge Jesus, implodia enraivecido o Presidente, "Louco" de Carvalho.

Tudo se transformou para aqui chegados, olharmos para trás com a sensação de estarmos em melhor situação, carregados de uma esperançada esperança que há muito escapara de Alvalade.

Não se cerceiam as vozes, não se catalogam as opiniões, não se perseguem Sportinguistas...

Só por isto já vale a pena continuar a sofrer por tamanho amor.

No relvado do Jamor, nessa batalha anunciada, se renova a fé Leonina, se veste de verde a esperançosa Nação de Leões, crendo mais do que nunca no futuro.

Vai ser um dia de festa...

E que os Deuses do futebol estejam do nosso lado.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

01
Mar19

Bruno De Carvalho: A Expulsão De Um Ditador...

Filipe Vaz Correia

 

Expulsaram Bruno de Carvalho de sócio do Sporting...

Ora que boa notícia.

Recebi esta boa nova, como aquele menino da escola que vê ser expulso do colégio, o rufião lá do sítio, aquele que aterroriza diariamente todos os que com ele se cruzam...

Assalta, intimida, chateia desmedidamente, como bom mal-criado que é.

Claro está que surgirão inúmeras "viúvas" desse "pequeno" ditador, ao estilo Neo Nazis, suspirando pelo seu Fuhrer.

Mas não me iludo, pois sei que o ruído à volta do tema e da personagem não diminuirá, talvez aconteça o contrário, devido ao exército de bouçais que continua a existir em Alvalade.

Não só os denominados Brunistas, infelizmente, muitos desses bouçais, são somente intitulados de Sportinguistas.

O caminho carece de ser palmilhado, percorrido com coragem e liderança, sendo neste último item, que se encontra o calcanhar de Aquiles do actual Presidente Leonino.

A tão ansiada capacidade de Liderança.

Mas hoje é dia de festa...

Dia de festa, para todos aqueles que amando o Sporting, querem resgatar o Clube das trevas vividas durante meia década, às mãos de um déspota "Venezuelano", capaz de conspurcar a História desta Grande Instituição, com a sua reles pequenez.

Expulsaram o menino Bruninho e seu Priminho, faltando agora expulsar umas centenas de meninos das "Claques".

Perdão...

Dos Gangs como me parece mais apropriado designar.

Viva o Sporting.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

05
Jun18

Fui A Uma Manifestação... Pelo Meu Sporting!

Filipe Vaz Correia

 

Pela primeira vez na minha vida, participei numa espécie de manifestação, aglomerado de pessoas reivindicando na rua a sua vontade, o seu desejo por um amor maior...

O futuro do Sporting.

Quem me conhece, sabe bem que nunca fui muito apologista deste tipo de manifestações públicas, no entanto, o momento turbulento e desastroso em que se encontra o meu clube, não me deixou alternativa...

Naquele espaço, em frente ao Edifício Visconde de Alvalade, juntaram-se mais de um milhar de pessoas, pacificamente exclamando o que dita a ferida Alma Leonina, desesperadamente crendo que poderíamos fazer a diferença para o bem do destino do Sporting.

Basta!

Basta mesmo deste tipo de ditadura populista, desta autocracia bacoca que tomou conta do que um dia foi o SCP.

Porém, não posso deixar de dizer que fiquei decepcionado com a quantidade de pessoas ali presentes, num momento como este, defraudando o sonho de mudança que em mim subsistia...

Bruno dificilmente se demitirá, sendo que na minha alma crescia a ténue esperança que diante de uma esmagadora presença de adeptos e associados, o Presidente aprisionado no seu gabinete, pudesse vislumbrar a realidade e por um momento sentir o pulsar deste descontentamento Leonino.

Entristece-me a pequeneza de um Clube imenso, a pacatez aparente num mar revolto de vergonha e boçalidade, a normalidade tranquila no meio de tanto despautério.

Se este momento não motiva os Sportinguistas a gritarem com todo o folgo dos seus pulmões, a expressarem a necessidade de mudança em prol do Clube, talvez não sejamos assim tão grandes...

Talvez não estejamos à altura da História que nos suporta.

A todos os que ontem ali estiveram, de consciência tranquila vos digo...

Foi com gosto que participei nesta "manifestação" Leonina, ao vosso lado, sonhando somente com a possibilidade de resgatarmos novamente para todos nós, o futuro deste nosso Sporting.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

02
Jun18

Segunda-Feira: Dia Do Adepto Leonino...

Filipe Vaz Correia

 

Segunda-Feira deverá ser um dia muito importante na História do Sporting...

Um encontro de adeptos à volta do Estádio de Alvalade, exigindo a demissão de Bruno de Carvalho, numa tentativa de salvar este Clube que tanto amamos.

Depois dos últimos desenvolvimentos, rescisão de jogadores à mistura, não resta tempo a perder diante da prepotência e alheamento demonstrados pelo jovem ditador.

Bruno e seus colegas de direcção preparam-se para tentar controlar a vida do Sporting, num tresloucado acto de sobrevivência, competindo assim a todos nós, adeptos e sócios, fazer ouvir a nossa voz...

Não poderemos ficar em casa, nem delegar a pacificação da vida do nosso Sporting, na consciência de alguém desprovido de tal caracteristica.

Teremos de gritar...

De unir as nossas vozes e em uníssono gritar bem alto a nossa revolta, este nosso amor que é verde e branco...

Demissão já!

Não podem restar duvidas, não pode ficar uma réstia de interrogação nas almas bacocas daqueles que dirigem os destinos do Sporting.

Quem não puder se deslocar a Alvalade, que marque um ponto de referência na sua terra, que incite os seus amigos a sair à rua, que se agrupem como se todos fossemos um só...

Um só Leão.

Pelas 20h00 desta Segunda-Feira todos aqueles que quiserem lutar pelo futuro do Sporting, deverão comparecer junto ao Edifício Visconde de Alvalade, sem medo ou receio de dizer basta...

Basta!

Se todos o fizermos, estaremos mais perto de resgatar o nosso clube das mãos deste déspota, demonstrando ao mundo que ninguém poderá travar a vontade de mais de 3.5 Milhões de pessoas.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

31
Mai18

Até Sempre Rui...

Filipe Vaz Correia

 

Hesitei muito em escrever este texto, por não saber se seria verdade, apesar de tudo o indicar, por não querer acreditar que poderia ser verdade, por não querer expressar por palavras a tamanha tristeza que em mim subsiste...

No entanto, aqui vai:

Tudo indica que Rui Patrício terá sido vendido ao Nápoles, por uma quantia irrisória tendo em conta o seu valor, valor esse futebolístico, sentimental, histórico.

Nada representa mais, para mim, deste reinado boçalista ou Brunista se preferirem, como esta venda estranhamente inexplicável.

O Rui simboliza um pedaço da nossa alma, desse caracterizar do sentido verde e branco, da formação continua, continuada por mais de dez anos na equipa principal, por mais de vinte e três desde que por ali entrou.

Este partir, saindo pela porta pequena, pois em Alvalade nesta Era já não existem portas grandes, é definitivamente o quebrar com todo o sonho de uma criança, aquela de Marrazes que com sete anos por ali entrou e com ela todas aquelas crianças que um dia acreditaram na magia de ser Leão.

A partida de Rui Patrício, a se confirmar, mata profundamente o verdadeiro sentido deste Clube que me habituei a ter como "meu"...

Torna-nos a todos mais "Bruno", coniventes com esta vontade de nos conformar-mos com esta espécie de nada, somente permitida nesses refúgios meio Cubano-Venezuelanos.

Os Sportinguistas estarão confrontados com o maior desafio da sua história, permitir ou não que um pequeno homem destrua a obra centenária de muitos...

Até lá, resta-nos despedir de alguém que respira da mesma forma que nós, que ama este Clube da mesma maneira que nós amamos, que é tão Leão como todos nós.

Para sempre ficarão as lágrimas tuas no relvado do Jamor, pela derrota naquela Taça, pela vergonha do que sobrou deste nosso Sporting...

Para sempre ficará na memória, na minha, a primeira defesa, o primeiro momento, a eterna sensação de que serias eterno.

Até sempre Rui Patrício.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

10
Abr18

Bruno: O Insano Mundo De Um Déspota...

Filipe Vaz Correia

 

Bruno de Carvalho despediu-se do Facebook, um gesto tardio que não consegue apagar as barbaridades cometidas nos últimos tempos e que culminaram com este suicido público Presidencial...

A noite de Domingo, em Alvalade, trouxe ao de cima o surreal de toda esta situação, tendo de um lado os Jogadores unidos, apoiados pela esmagadora maioria dos adeptos presentes e de outro lado um Presidente vaiado, vergado, acometido por uma estranha dor lombar que surgiu no momento exacto, propiciando a fuga perfeita da sublime humilhação.

Imagine-se Bruno no centro do relvado, ignorado por todos os jogadores, pelo "seu" treinador, e abraçado por um imenso coro de assobios...

Sinceramente, nada disto me surpreende em Bruno de Carvalho, este perfil lunaticamente enraivecido, entrelaçado com uma gigantesca falta de escrúpulos e valores que facilmente podemos detectar.

A expressão que mais vi por aquelas bancadas, por aqueles recantos, foi a estupefacção...

Mais até do que a revolta, do que o desagrado, a saída de cena de Bruno de Carvalho traz consigo uma espécie de lento acordar, por entre uma tenebrosa temporada num qualquer país do antigo Bloco Soviético.

Os olhares pareceram ganhar esperança, as vozes levantaram-se e os Leões presentes em Alvalade resolveram dizer basta.

E nesse tempo que se quer esperançoso, deixo aqui uma palavra sincera de admiração, pela atitude do treinador do Sporting, Jorge Jesus, que no final da partida com as suas palavras me emocionou, tocou imensamente todos aqueles adeptos Leoninos, que desencantadamente já pouco esperavam.

Jesus mostrou ser inteligente, líder, um verdadeiro condutor de homens, garantindo a coesão do grupo e conquistando definitivamente muitos dos que dele poderiam desconfiar.

Da minha parte, deixo de lado as reservas que há muito me incomodavam, a desconfiança que em mim crescia, para estar novamente do seu lado.

Um palavra para Jaime Marta Soares, personalidade por quem nutro um profundo desprezo intelectual, tendo aliás, mais do que uma vez, aqui escrito o que penso do seu percurso político e de grande parte das opiniões que profere...

No entanto, o Presidente da MAG, não fugiu às suas responsabilidades, não se acobardou diante dos desmandos descontrolados de Bruno de Carvalho e num momento que poderá ser historicamente importante para o Clube, enfrentou o Presidente pirómano, tentando devolver alguma dignidade ao Sporting e consequentemente a todos nós.

Nunca pensei escrever tal coisa...

Muito obrigado Jaime Marta Soares.

Muitos pedem que o Presidente se demita, coisa que certamente não o fará, por isso mais do que nunca será importante que Sócios e Adeptos, não se deixem ludibriar por dores lombares ou nascimentos, por despedidas de Facebooks ou licenças de paternidade, por inimigos internos ou externos...

A única coisa que importa é resgatar o Sporting de tão sinistra personagem.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

03
Abr18

O Penta Do Benfica?

Filipe Vaz Correia

 

O pentacampeonato do Benfica parece cada vez mais possível, por entre deslizes do FC Porto e uma incapacidade gritante nas hostes Leoninas.

Numa época onde o Inferno desceu à Luz, não o Inferno para os seus adversários mas sim as polémicas que há muito envolvem toda a estrutura encarnada, é mesmo indescritível como o balneário Benfiquista parece conseguir ultrapassar cada obstáculo que se aparente intransponível.

Nesta luta que se reduz, na minha opinião, a duas equipas, Porto e Benfica, sobra a frustração Leonina, a minha inquietante frustração, por compreender que no Reino do Leão só existe espaço para a ilusória vontade de ser trauliteiro.

Ilusória porque é fundamentada em palavras ocas, em gritos estridentes que não correspondem aos factos e essencialmente assente em batalhas vazias que apenas alimentam aqueles que nos combatem.

Mas é este o mundo novo, o paradigma actual do adepto Leonino, contentado com um Pitbull sem dentes, carregado de baba e que enquanto gesticula, consegue entreter os idiotas de plantão, impregnados de empáfia, acreditando que assim poderão impor a sua verdade.

E enquanto se vocifera em Alvalade, vão lutando Porto e Benfica, vão decidindo, entre eles, quem vencerá este campeonato, deixando para a família leonina, o prémio para os que vão cantando e rindo, orgulhosamente felizes, por tempos tão ilusoriamente promissores.

Para qualquer adepto Benfiquista, o Penta deve parecer mais próximo, mais perto de alcançar...

E certamente ter Bruno de Carvalho do outro lado da Segunda Circular, servirá com certeza de estimulo e fé.

Pois sempre que este iniciou uma época, não existiu outro campeão.

Pode ser apenas coincidência...

Pois o Sporting está melhor do que nunca.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Dezembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D