Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

29
Out20

Sporting: Deixem Os Meninos Sonhar... (Sem Adeptos)

Filipe Vaz Correia

 

 

 

O Sporting venceu, ontem, o Gil Vicente num jogo adiado da 1ª jornada do Campeonato Português...

Nada disto seria surpreendente se este Gil Vicente, como se viu no Dragão, não fosse uma equipa estruturada, de uma valia bastante interessante, usando um esquema defensivo muito eficaz, organizado e muito veloz.

Assim foi...

O Gil esteve a vencer até ao minuto 82, sim 82, momento em que demos inicio à "remontada", entusiasmando este Leão que aqui vos escreve.

3 a 1 resultado final...

Golos de Sporar, Tiago Tomás e Pedro Fernandes.

Tenho orgulho neste Sporting, nestes miúdos, nesta infindável crença que transportam para o campo, acreditando até ao fim que o sonho poderá ser de Verde e Branco.

Não via uma equipa assim desde o Sporting de Paulo Bento, desde esse tempo que jamais senti esta espécie de crer tão próprio de um grupo absolutamente unido e leal para com todos os seus...

Claro está que logo chegam aquelas pessoas de plantão, vulgo gentalha, que suspiram pelos tempos bafientos de "Lúcifer" para, como sempre fizeram, criar a divisão e destruir um caminho que a todos deve orgulhar.

Este é o caminho, disso não me sobra dúvida.

Uma equipa repleta de meninos da formação, de jogadores adquiridos no campeonato Português, adaptados e com reconhecida valia, pincelados por um ou outro internacional de comprovada experiência, como João Mário, Coates...

Porém é neste último quesito que julgo importar apostar, criando as bases para que esta miudagem cresça suportada por esses jogadores.

Foi aliás aqui que falhou o projecto de Paulo Bento, sem condições para investir viu sempre ser relegado o seu desejo de reforços de qualidade para mesclar com os meninos que surgiam...

Recordar que Paulo Bento em 4 épocas no Sporting, indo sempre à Champions, deve ter tido menor investimento do que o Ordenado de Jesus, só numa temporada.

Mas enfim, isto não calou os críticos, vulgo gentalha, que destruíram esse Sporting e sustentaram em grande medida a ascenção do "querido Líder" e da sua Gestapiana guarda Pretoriana.

Estes serão os primeiros a tentar destruir este Sporting de Amorim, com os mesmos argumentos, as mesmas falácias, os mesmos fantasmas.

Por essa razão, para além de continuar a defender o fim de todas as claques do Sporting Clube de Portugal, acredito que seria prudente o Presidente do nosso Clube ponderar a extensão desta medida de ausência de público nos Estádios, mesmo que o Governo decida o contrário...

Ao olhar para o jogo de ontem pensei profundamente num questão:

O Sporting teria vencido este jogo com o Estádio repleto de Sportinguistas?

Não!!!!!!!

Não teria certamente.

Um grupo de meninos a perder até aos 82 minutos com o Estádio repleto de Sportinguistas teria uma absoluta dificuldade de ultrapassar o seu maior obstáculo...

Os seus adeptos.

Durante décadas ali estive, no Estádio de Alvalade, experenciando esse viver Leonino que aos poucos se foi transformando nesse circo de boçais, esventrando o futuro, tomando para eles os destinos do Sporting.

Vários treinadores ameaçados, jogadores cuspidos, ofendidos, adeptos contra adeptos em nome de um populista sentir...

Esses que chegaram aos Açores, no Estádio ou nas ruas de Ponta Delgada, e demonstraram de que massa são feitos, partindo, desrespeitando, mostrando à saciedade se dúvidas houvéssem.

Ontem os epítetos teriam sido:

Expressarei aqueles que julgo serem menos ofensivos...

 

1- Chulos!!!! Este estaria reservado para o minuto 52 quando o golo de Gil Vicente, sendo recorrente a partir dali.

2- Lampião nojento! Este seria exclusivo para o Ruben Amorim e para algum jogador que estivesse equipado com botas encarnadas.

3- Vocês não valem nada ou joguem à bola. O tempo todo, pois para estes "senhores", este Sporting de Amorim, tal como o de Paulo Bento, não joga nada.

4- Ò Varandas vai para o ....! Este seria ainda antes do jogo começar, repetidamente entoado deste uma qualquer roulote.

E todos os outros que pudessem englobar asneirola de qualidade, sempre em busca de melhorar o clube.

No fim uma espera à porta das garagens e se possivel apanhar um ou outro elemento para lhe dar um correctivo.

 

Esta tristeza a que chamam claques são acompanhadas por uma profunda fractura no Clube que muitas vezes se vê à mercê de populistas.

Esse é o verdadeiro perigo.

Por isso acredito que o caminho será mesmo impedir adeptos do Sporting no Estádio, possibilitando que os miúdos e graúdos cresçam acreditando que será possível sonhar.

E quanto às claques?

Acabar com elas, sem receio, buscando um caminho de paz e respeito.

Uma claque que no auge de Alcochete tinha Mustafa como líder e a putativa alternativa seria Mário Machado, diz muito sobre o género de gente que dali poderá sair.

Viva o Sporting...

E já agora, correndo o risco de me tornar repetitivo:

Deixem os miúdos sonhar!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

  • BC

    amor entre pais e filhos

  • imsilva

    Sentimento, saudade, dor e realidade. Tudo muito b...

  • gaivotazul

    Simplesmente...lindo! Arrebatador!Ao ler cada uma ...

  • imsilva

    O mundo precisa de um pouco desse amor.Bom feriado...

  • BC

    ...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Outubro 2020

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D