Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Saudade

Filipe Vaz Correia, 06.09.17

 

 

 

Se a saudade;

Tivesse olhar,

E não fosse o meu,

Na verdade,

De uma tristeza singular,

Um espelho dessa singularidade,

Intenso abraçar,

Da nossa intemporalidade,

Reflectida,

Neste imenso amor...

 

Se a saudade;

Soubesse o quanto dói,

O quanto a alma corrói,

Esta imposta distancia...

 

Se soubesse a saudade;

Quanto doí,

E calaria a vontade,

De tamanho destino.

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Filipe Vaz Correia 08.09.2017

    Minha querida Andreia, é na verdade um dor que por vezes esventra, por outras rima e outras ainda nos faz abraçar o que ficou para trás.
    Obrigado
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.