Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

PSD: O Retrato De Um Suicídio...

Filipe Vaz Correia, 11.01.19

 

Parece que Luís Montenegro anunciará a sua candidatura à liderança do PPD/PSD...

Esta noticia tomou conta da actualidade, trazendo mais um pouco de ruído, à volta da liderança de Rui Rio.

Estou à vontade para falar de Rio, pois sempre acreditei nele, esperando dele uma reforma completa do Partido, para que pudéssemos sonhar com o País.

Infelizmente Rui Rio...

Não fez nem uma coisa, nem outra.

Esta desilusão, indubitável, com a fraqueza de Rio, não me faz esquecer a personagem que se apresenta como principal alternativa, num tempo ou momento, repleto de desafios.

Montenegro que um dia jurou não fazer a Rio, o que Costa havia feito a Seguro...

Até dá vontade de rir.

Montenegro representa uma ala do Partido, órfã de Passos, radical no ultra-liberalismo social, capaz de uma visão populista e demagógica, da coisa pública.

Uma espécie de Direita sensacionalista, estilo Fox News, que sempre me "encanitou".

Olhando para este cenário, a meses de várias eleições, não posso deixar de imaginar António Costa, sentado em São Bento, sorrindo para a televisão, olhando para os céus e começando a acreditar em Deus.

Somente Deus para lhe poder garantir uma oposição suicida, capaz de esventrar o Partido em praça pública, sedenta de poder.

É disto que se trata, de uma luta pelo poder, uma batalha fratricida que poderá destruir o PSD.

Se por acaso se avançar para eleições internas, esperarei por mais e melhores candidatos, por mais soluções que não passem pela imensa desilusão "Rio" ou pelo "Relvista" Montenegro...

Pois, caso contrário, seria mau demais.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post