Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Pedaços Da Alma!

 

 

 

Já calei tantas vezes;

A dor bem amarga,

Silenciei outras tantas,

O turpor enganador...

 

Já chorei sem chorar;

O que não sabia sentir,

Fingi esse enganar,

Que desconhecia fingir...

 

Já tentei esse amar;

Que escondia o coração,

Restou-me o soluçar,

De tão ilusória ilusão...

 

Já não escreve a velha alma;

Não descreve esse intemporal ardor,

Perdida por entre as lágrimas,

De tão desiludido amor.