Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

O Mar Da Minha Infância!

Filipe Vaz Correia, 05.07.19

 

Tenho saudades do mar, da água cristalina que nos cobre e revigora, nos inebria e faz renascer, nos seduz e desnuda.

Existe em mim um fascínio pelo mar, uma espécie de reencontro insistente nesse abraçar silencioso por entre o rebuliço da maresia.

Ao olhar para o horizonte, nessa mistura salgada de intensidade, se descobre desmedidamente esse viajar de memórias, sinceras lembranças...

Ali me perco, me encontro, insisto ficar, como se naquele lugar o mundo pudesse recuperar a sua ilusão.

Tenho saudades do mar, desse mar da minha infância.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Filipe Vaz Correia 16.07.2019

    Minha cara Maria...
    Vou já ver.
    Um beijinho
  • Imagem de perfil

    Maria 16.07.2019

    Espero que goste do poema. A descrição perfeita do mar para um ilhéu.
  • Imagem de perfil

    Filipe Vaz Correia 16.07.2019

    Minha querida Maria...
    Adorei.
    Beijinhos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.