Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

O Gesto Emocionante De Gigi Buffon...

 

Às vezes na vida a dor supera qualquer imaginação, esmaga a estúpida noção de imortalidade que a todos, em algum momento, assola...

Durante estes dias, a todos chocou a noticia da morte de David Astori, deixando adeptos e colegas entregues a essa inevitabilidade que queremos esquecer.

No meio desta tragédia, de tantas e tantas demonstrações de amizade e grandeza, uma delas me emocionou...

Gigi Buffon.

Sempre admirei o guarda-redes do Parma e depois da Juventus, pelas suas qualidades como jogador, como líder, como um gigante que perdurará eternamente na história do jogo, assim como, Zoff, Schmeichel, Pfaff, Dassaev, Yashin, entre outros.

No entanto, é enquanto homem que aqui presto a minha homenagem a Buffon,  nessa definição de carácter, que permite distinguir os grandes dos que não o são.

A história é simples:

Buffon jogando na véspera, um jogo da Liga dos Campeões em Londres, fretou um avião para poder estar no dia seguinte em Florença no enterro do malogrado, Capitão da Fiorentina...

Avisou os seus colegas de equipa, alertando-os para estarem preparados às 4h30 da manhã, de forma a poderem chegar a horas, àquela triste despedida...

Assim o fizeram.

Chegados a Florença, tudo estava preparado para que Gigi Buffon entrasse na Igreja por uma porta lateral, devido ao perigo que advinha dessa rivalidade existente entre Juventus e Fiorentina...

Mas Buffon recusou.

O Capitão da Juventus decidiu entrar pela porta principal, prestando homenagem e solidariedade aos adeptos da Fiorentina e a toda a cidade de Florença.

Meu Deus...

Gigi Buffon emocionou o mundo de futebol, num gesto de nobreza, que em primeiro lugar apenas dignifica a memória daquele amigo de quem se despediu...

David Astori.

Por vezes no futebol, não é a bola o mais importante...

E  Buffon provou-o.

Mais do que o grandíssimo guarda-redes que foi ou é, sempre recordarei Buffon, pelo imenso Ser Humano que demonstrou ser.

 

 

 Filipe Vaz Correia