Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

O Amor Não Tem Limites!

Filipe Vaz Correia, 24.04.20

 

Este vídeo deixou-me emocionado, amarrado à expressão daquele neto, filho, daquela mãe, a esse amor que ultrapassa a imagem, sobrevive para lá do tempo, dos tempos...

Como é fácil fazer a dita felicidade?

Como é fácil por um instante captar um sorriso, entrelaçar destinos, desatinados pedaços de vida...

Neste vídeo que encontrei pelo youtube, uma doença serve de mote para umas pinceladas de amor, esse incondicional que esborrata a tela, salta da moldura e preenche a vontade Humana.

Ali, na misturada emoção, reencontrei minha Mãe, que perdi há quase 10 anos, reencontrei o sentir por ente o carinho, pequenas partes desse carinho por vezes esquecido no quotidiano agitado de todos.

Que bela imagem...

Que extasiante exemplo.

A demência, doença que corrói a mente e alma daqueles que com ela convivem, é neste trecho esmagada pelo amor sublime, maior, e por um instante se torna irrelevante, superficialmente secundada pelo toque, pelo sorriso, pela Felicidade imensa que tantas vezes parece, absolutamente, inatingível. 

Simples...

Simplesmente sublime.

O amor não tem limites!

 

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.