Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Linhas Imperfeitas...

 

 

 

Pedi sem dizer;

Que o tempo regressasse,

Para secretamente escrever,

Rescrevendo mudasse,

Esse destino...

 

Mas o tempo não mudou;

O céu continuou,

O cinzento ali ficou,

Doendo matou...

 

Sangrado intensamente;

Se foi esvaindo a alma,

Que discretamente,

Partiu...

 

E talvez noutro mundo;

Noutra vida por chegar,

Se abrace o que ficou,

Escondido nesse luar.