Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Infinito Amor...

 

 

 

Dói;

A alma minha,

Que sendo tua,

Se silencia,

Que te pertencendo,

Se magoa,

Que te amando;

Se entristece...

 

Dói;

Sem explicação;

A amargurada desventura,

Destino deste coração,

Perdido nessa aventura,

Sem fim...

 

Dói;

Sem doer,

Porque amar-te,

É viver,

Querer-te,

Esse prazer,

Infinito...

 

E sem contradição;

Entre a dor,

E o tamanho amor,

Mora este destino,

Só meu.