Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Entrelaçar Da Alma

Filipe Vaz Correia, 22.07.19

 

São palavras...

 

As palavras que representam cada instante;

Num segundo ausente,

Num outro permanente,

Numa roda gigante,

Terna e asfixiante,

Caminhando sem parar,

Por um destino distante,

Que me custa recordar.

 

São palavras;

As mesmas que parecem escapar,

Levemente resgatar,

Essa essência que nos molda.

 

Nesse entrelaçar de dedos;

Se perpetuará sem pudor,

Uma parte medo,

Outra parte amor,

Do que num segundo, foi segredo,

E noutro momento ardor.

 

Assim...

Silenciosamente preso a um entrelaçar de dedos;

Que se perdeu, por entre, a infinitude de um tempo...

 

Só nosso.

 

 

 

4 comentários

Comentar post