Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Encostas...

Filipe Vaz Correia, 23.07.17

 

 

 

Nas encostas da escuridão;

Viajam os receios mundanos,

Os anseios da imaginação,

Contradizendo o puritano,

Medo ou negação,

Do futuro insano...

 

Nas encostas da solidão;

Espreita escondida,

Num esconderijo imaginado,

Fingindo desconhecida,

O rosto retratado,

No ardor de tamanha ferida,

Que fere o coração abandonado...

 

Naquelas encostas,

Neste poema,

Sobram dores e teoremas,

Dúvidas e dilemas,

Indecifráveis...

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.