Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Elsa... Judas!

 

Pela primeira vez, acompanhei uma conferência de Imprensa da dita Senhora Judas.

Pensei que Bruno jamais iria conseguir escolher pior, do que Eduardo Barroso ou Jaime Marta Soares para este tipo de funções, no entanto, enganei-me...

Escolheu!

Só que desta vez de forma ilegal, valha-nos isso.

Elsa Judas, a suposta Presidente desta tal Comissão inventada por Bruno de Carvalho, é o retrato do tempo que se vive em Alvalade, um reflexo do fim de regime, apodrecido e poeirento, amarrado à triste realidade deste "meu" Sporting.

Parecendo saída de um filme de terror, bem apropriado ao momento, com um linguajar despojado de classe e transparência, repleta de uma ignorância tacanhamente interligada à principal figura da Nação Leonina, esta Senhora consegue envergonhar, a já de si esgotada, esperança Sportinguista.

No Auditório Artur Agostinho, como se estivesse à mesa do café, talvez taberna mas das mais "rascas", Elsa Judas acompanhada pelas penas pretas do seu casaco, lá foi disparatando alguns chavões, frases sem nexo, premonições bacocas, palavras desmentidas à posteriori, por quase todos os Causídicos que falaram nas televisões, após a sua intervenção.

Que se aldraba para os lados de Alvalade nos tempos que correm, não surpreende, no entanto, a falta de uma espécie de decência inerente ao cargo, mesmo que ilegal, é a todos os títulos reprovável.

De facto, como muitos disseram, seria quase impossível encontrar alguém disposto a um papel tão medíocre como este, ferido de ilegalidade, fazendo assim o clube afundar-se um pedaço mais...

Mas existe sempre alguém...

Alguém desprovido de valores e capaz de aproveitar estes momentos de publicidade, a qualquer custo.

E assim por entre Judas e Carvalhos, Quintelas e Giestas, Vieiras e Caeiros, Roques e Inácios, vai caminhando o Leão, sem saber como se livrar do alucinado tutor que lhe calhou na rifa.

Não escrevo aqui sobre Fernando Correia, por respeito à minha meninice e às óptimas memórias que da sua voz guardo...

Somente por isso.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

4 comentários

Comentar post