Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Amputados...

Filipe Vaz Correia, 05.01.17

 

Amputaram-me as mãos;

Já não te consigo agarrar,

Nesta vida de senãos,

O que mais posso esperar...

 

Amputaram-me os braços;

Não te posso mais abraçar,

Mas mesmo sem abraços,

Acho que ainda te posso amar...

 

Amputaram-me as pernas;

Dói-me não poder caminhar,

Sem esperança e sem futuro,

Mas com tempo para pensar...

 

 Amputaram-me a alma;

Roubaram um pedaço de mim,

Deixaram-me à espera,

À espera de um fim...

 

Amputaram-me o corpo;

Mas continua o coração a bater,

Por isso não me sinto morto,

E ainda tenho uma razão para viver.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.