Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Abandono...

Filipe Vaz Correia, 26.04.17

 

Cantarolei devagarinho;

Esta canção ao ouvido,

Sem saber que pelo caminho,

Encontraria meio perdido,

O meu coração...

 

Trauteei em segredo;

Os destinos desencontrados,

Receosos e com medo,

Desses verbos amarrados,

À esperança...

 

Caminhei sem parar;

Fugindo, viajante,

Das lágrimas a lembrar,

Cada passo hesitante,

Que deixei de dar...

 

E aprisionado ao vento;

Deixei escapar o sofrimento,

Desistindo desse tormento,

Em que se tornou,

O teu amor.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.