Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Caminhando

Filipe Vaz Correia, 03.09.21

 

 

 

3F8A07A8-AB76-444D-BE43-A70D36E130F4.jpeg

 

 

 

Ainda custa soletrar cada pedaço de nada

soluçar esse pedaço de arca moida

esperando a minha mãe do outro lado da porta do quarto

nesse entretanto que hoje me parece distante.

 

Queria mais...

tanto mais que o não consigo expressar nestes versos

nesse vazio imenso que me sobra

na inconstante versão de nós mesmos.

 

Queria voar e gritar,

ser maior do que as asas,

e em cada pedaço de mim libertar

os medos que me agrilhoavam.

 

Queria olhar para aquele menino e o abraçar

explicar que medos e segredos rimam

mesmo que pareçam maiores do que a vida

do que a realidade construída em seu presente.

 

Já sei soletrar e escrever,

mas anseio por esse chamamento do outro lado da porta,

do fim de brincadeira que se extinguia na presença de um adulto

desse crescimento que faria de mim  um homem.

 

O tempo passou;

o mundo mudou

parte do meu sorriso findou,

e os medos permaneceram...

 

Mas já não te tenho Mãe!

 

Frias se tornaram as ruas,

tristes se tornaram as poesias,

sombrios ficaram os versos,

no final de cada dia.

 

E eu...

continuo a caminhar.

 

 

Shame Of You… Mr. Biden!

Filipe Vaz Correia, 02.09.21

 

 

 

C270FCC0-C0D9-4500-AB8C-346FF612CB79.jpeg

 

A retirada Americana do Afeganistão é tão mais vergonhosa quanto mais se somam os discursos do seu presidente, o Srº Joe Biden.

Sinto uma profunda legitimidade para criticar o Sr. Biden, tendo em conta que fui e sou um acérrimo defensor da sua eleição, nessa disputa Trump vs Biden.

Aliás nem considero que existisse neste tema diferença entre ambos, visto que Trump iniciou este plano de retirada, libertou da prisão o actual líder Talibã, nunca escondendo a sua aversão a esta ocupação.

Mas o que aqui está em questão não é Trump mas sim Biden...

O que me entristece, enfurece, é a postura de Biden, quase alegando que nada mais havia a fazer naquele País a não ser retirar, fugir, deixar para trás os escombros que os Estados Unidos da América ajudaram a desmoronar.

E aqueles que durante estas duas décadas os apoiaram nesta luta contra os radicais islâmicos?

Aquela população que por momentos acreditou que os Estados Unidos e seus aliados iriam mesmo mudar a "sorte" daquele País.

Muitos por lá ficaram e outros que conseguiram escapar foram obrigados a ali deixar familiares que irão pagar com juros esses anos de colaboração.

Uma vergonha sem tamanho, uma profunda canalhice que ficará imortalizada na história Americana.

A opinião pública Americana muito concentrada na frente interna, certamente se esquecerá em breve deste triste espectáculo, no entanto, a dor e a barbárie que se perpetuarão por terras Afegãs, essas permanecerão por muito tempo para nos recordar a todos o papel de Biden e do seu governo.

Jamais o olharei da mesma forma, apesar de continuar a crer que foi a melhor escolha naquelas eleições...

Ou melhor, a única escolha possível.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

Nova Vida Da Velha Caneca

Filipe Vaz Correia, 01.09.21

 

 

 

30DD1111-AF24-4C00-8BB2-513575D2BBB1.jpeg

 

 

 

Regressar ao blog, à minha Caneca de Letras...

São quase cinco anos de escrita, de vida, de gentes e amigos, de uma imensidão de descobertas.

Aqui opino e poetizo, escarneço e elogio, desabafo e voo.

Há um Verão que aqui não voltava, em constância, porque era necessário renovar, recarregar baterias, evoluir e recuperar, amarrando a mim essa querença maior de escrevinhar.

A partir de 1 de Setembro o Caneca volta ao seu ritmo diário, todos os dias Canequiando por este mar em busca de ideias e debate, de opinião e poesia.

Este primeiro texto representa esse esperançado querer de reencontros, de novos encontros, de novos temas, de velhas poesias, de questões e permanentes interrogações...

Da minha parte será um gosto aqui voltar, a minha casa, nova casa, velha casa.

Um abraço a todos

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Pág. 5/5