Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Sporting:. Mais Um “Paço” Rumo Ao.... Shiu!!!!!!

Filipe Vaz Correia, 16.02.21

 

 

 

3D2F713D-1F14-455B-B35A-1FBAD787B614.jpeg

 

Mais um jogo, mais uma vitória, mais um passo rumo ao que tantos desejam...

Este Sporting não facilita, não se distrai, não se perde apesar da sua muita juventude, num caminho que se deve elogiar, e acima de tudo reter.

Frederico Varandas, e como dele discordei, emendou a mão, corrigiu o passo, encetou um caminho que deve ser por todos acompanhado, suportado, protegido.

Rúben Amorim foi a pedra que faltava, o toque num projecto sustentado na formação e pincelado com jogadores de qualidade e experiência capazes de dar dimensão aos meninos.

Quanto a mim, só felicidade, alegria e vontade de aplaudir sem parar todos os que contribuem para este sucesso.

De uma coisa não nos poderemos esquecer, que estamos sem público, sem muitos daqueles que acreditavam que eram eles a força necessária para empurrar a equipa, dar-lhes força, rumo...

Se calhar é por não termos público que estes miúdos estão em primeiro, pois no Sporting os adeptos são na maioria das vezes foco de desestabilização, de desunião.

Aprendamos com isso e juntos possamos, também nós adeptos, seguir o exemplo destes miúdos e caminhar em prol do Sporting.

Quanto a Claques, todas elas, extinção!!!!!!

Para sempre!!!!!!

Esse é o primeiro passo para um Sporting Maior.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Não Faz Sentido

Filipe Vaz Correia, 13.02.21

 

 

 

Não faz sentido;

O sentido de fazer,

O fazer sentido,

Sem sentindo desfazer...

 

Não é sentido;

O sentido sentimento,

Sentido consentimento,

Para sentindo o vento,

Deixar o vento sentir...

 

Nada faz sentido;

Nem tem de fazer,

Porque apenas sentindo o tempo,

Poderá o tempo sentir,

O quão errado,

Estava o meu coração...

 

Pois continua a não fazer sentido...

 

 

Sporting: A Minha Declaração De Amor!

Filipe Vaz Correia, 11.02.21

 

 

 

41C95B2D-0682-48DB-A5C8-2B028159F008.jpeg

 

 

Ai Sporting da minha vida, esse pedaço de mim que se eleva, esse querer que se amarra, esse desejo que se torna em momento.

Sei que te amo, nesse amor que confunde as palavras, esse destino que entrelaça a vida, nesse infinito vivido dia a dia.

No bater da alma, verde e branca, sorrio, gargalho descompassadamente, por entre, saudosas lágrimas de criança.

Sei que este amor resistirá em cada segundo, a cada segundo, num vento profundo por todo o Universo.

Sei que te amo...

Amando desalmadamente, amarrado à esperança de uma eternidade eterna, num grito desmedido, num amor inconfundível.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia