Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Esperançados Poetas

Filipe Vaz Correia, 03.09.20

 

 

 

Está tudo bem,

ou não está?

 

Renova-se o luar 

ou se esconde o brilhar?

esse encantamento que secretamente acendemos...

 

Na vitrola toca a melodia

meio cartola em sinfonia

pedaços de bem querer

no raiar desse pertencer

que desejosamente se soletra...

 

Contradição desenhada em papel

com traços finos e solitários

recortes de mel

em quadros de antiquários...

 

Peça a peça;

nesse vidro virado para rua,

se reencontra a lua

e nela nossos rostos reflectidos,

nossa pele nua

em sonhos humedecidos...

 

lírio, violeta,

café e licor

esperançado poeta

na maresia de um amor.