Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Quem Se importa?

Filipe Vaz Correia, 23.05.20

 

 

 

E5D90D11-C435-492A-A612-E24892F8DA43.jpeg

 

 

Aos teus olhos somente fragilidade;

aos olhos de outros fortaleza,

aos meus olhos reciprocidade,

aos olhos de outrem aspereza.

 

Nesta batalha de tantas vidas;

se escondem amargas melodias,

marcas e feridas,

disfarçadas à luz do dia.

 

Mas no toque de uma mão;

baixinho continua o rádio a tocar,

vai soletrando a canção,

essa desesperada esperança de amar.

 

E mesmo que tudo corra mal;

no entrelaçado caminho,

no teu respirar, olhar, cheiro,

busco a certeza de não estar sozinho...

 

Mesmo que por vezes, efectivamente, possa estar.