Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Big Brother 2000: Reflexos De Tempos Distantes!

Filipe Vaz Correia, 09.03.20

 

Um destes dias, fazia zapping em casa, e deparei-me com o canal 12 da televisão, numa reposição do  Big Brother de 2000, o primeiro por terras Lusitanas.

Teresa Guilherme a apresentar, Pedro Miguel Ramos como repórter, Marco, Telmo, Marta, Célia ou Zé Maria como concorrentes.

Uma edição mítica, numa mudança indesmentível no quadro televisivo nacional.

Mas não venho aqui discutir o Big Brother ou essa faceta que popularizou os media Portugueses e abriu a porta para o "popularucho" como Prime Time.

Nessa passagem minha, pelo tal canal, deparei-me com duas meninas sentadas no confessionário, com a cara pintada de preto, sorrindo, rindo, aproveitando a graça...

A razão para tamanha galhofa era a simulação de terem apanhado muito sol e daí terem ficado pretas.

Logo me surgiu uma ideia:

Se isto se passasse por estes dias, estas duas meninas teriam sido expulsas, a apresentadora afastada e o programa, provavelmente, interrompido...

Não tenham dúvidas sobre isso.

Racismo, Xenofobia e gritaria, histerismo e vociferaria na caracterização de uma Sociedade discriminatória.

Nos anos 2000...

Período da minha juventude, isto não passou da dimensão que realmente tinha, ou seja, uma graça, engraçada, perpetrada por duas meninas que se entretiveram nessa busca maior pelo divertimento, sem maldade, sem malícia, apenas vivendo a sua vida.

Como tudo mudou?

Como tanto mudou?

Admito que tenho saudades desses tempos, aquele tempo meu, onde os complexos não faziam o País, esse Pais imperfeito, onde era permitido ousar, brincar, desconstruir, sem que isso fosse crime lesa pátria.

Enfim...

Reflexos de tempos distantes!

 

 

Filipe Vaz Correia