Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Sem Olhar Para Trás

Filipe Vaz Correia, 03.06.19

 

 

 

Não escolhi ruas, apenas por elas ando;

Como um fantasma desencantado,

Perseguido pelos pesadelos,

Outrora animados,

Pelas gentes que partiram,

Pelos que ficando se silenciaram,

Por tantos momentos que desapareceram nas asas do vento.

 

Suspiro intensamente;

Levemente de uma vez,

Sustendo a querença que grita ao virar da esquina,

Nesses escritos marcados nos murais dos prédios,

Desassombrada expressão,

De desmedido tédio.

 

E assim procuro neste lento divagar;

Vozes e rostos,

Marcadamente meus,

Ilusórios desgostos,

Cravados em cada adeus,

Que me acompanha.

 

Caminho por entre ruas,

Sem olhar para trás.

 

 

 

 

José Castelo Branco: O Líder Político Que Nos Faltava!

Filipe Vaz Correia, 03.06.19

 

 

 

Meus amigos é com gosto que venho aqui escrever sobre algo tão interessante...

Quando me preparava para mais uma temporada de desilusão política, olhando para o futuro da Direita sem esperança ou crença, eis que urge uma alternativa, há muito, desejada.

O Movimento de Justiça Portuguesa...

MJP!

Por momentos julguei poder se tratar da nossa "Sapiana" mais querida, a tão estimada MJP, o que logo me fez querer juntar ao movimento para essa disputa eleitoral.

No entanto, logo percebi que não se tratava desta nossa querida amiga.

Fui então tentar compreender quem estaria por trás de tão nobre movimento popular...

Nada mais, nada menos do que José Castelo Branco.

Estamos salvos Heróis do Mar, Nobre Povo Lusitano, pois este candidato promete trazer para o centro político, o debate sobre a justiça e as preocupações sociais.

Estou tão feliz...

A exultar de felicidade!

Por tudo isto tenho a expectativa de que o Povo Português saiba honrar o projecto apresentado pelo "Marchand" que poderá preencher de confettis o Plenário da Assembleia da República.

Se pensarmos bem, se calhar já elegemos pior...

E já agora palhaçada por palhaçada, ao menos este é profissional.

Viva a política Portuguesa.

 

 

 

Filipe Vaz Correia