Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Desapegadamente Entregue...

Filipe Vaz Correia, 08.01.19

 

 

 

Podia chorar ou correr;

Desesperar até morrer,

Cantar sem sofrer,

Amargar sem saber,

Esgotar esse viver,

Num entrelaçado perder,

Sem tamanho...

 

Podia deixar ou esquecer;

E levemente fugir,

Mas como poderia reviver,

O que insisto em sentir,

Sentindo este querer...

 

Podia tanto e tão pouco;

Poderia até sorrir,

E num gesto louco,

Desistir...

 

Mas o sol renasce;

A lua espreita,

O vento corre,

E eu...

 

Acredito piamente;

Que ao acordar,

Novamente,

Te direi...

 

Que te amo demais.