Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Recordar...

Filipe Vaz Correia, 28.12.18

 

 

 

Sapiente e curvilínea razão;

Cansada de sobressair,

Numa amargurada exaustão,

Exausta de fugir,

Num momento ilusão,

Num outro sentir,

E em todos eles...

 

Recordar.

 

Sentado à lareira;

Acesa e despida de vontades,

Labaredas inteiras,

Repletas de saudades,

Despedaçadas...

 

E vai recordando a alma;

Secretamente desnudada,

Vai saboreando devagar,

O que se esconde, por entre, as chamas,

Que não chamam ou gritam,

Se perdem nos silêncios,

Soletrados...

 

Em cada dilema;

Um parte de mim,

Por cada teorema,

Uma parte de ti,

A cada poema,

Um arder desmedido,

De nós...

 

Ardendo desmesuradamente;

Num mar de recordações.