Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

As Dívidas Da Juve Leo...

Filipe Vaz Correia, 25.07.18

 

A Juventude Leonina deve um milhão de euros ao Sporting Clube Portugal...

Isto existem injustiças intoleráveis.

Então este grupo de meninos travessos, sempre dispostos a acompanhar o seu líder, gritando e vociferando as palavras de ordem escritas no gabinete Presidencial, qual guarda pretoriana de um ditador Romano...

"Perdão a todos os ditadores desse império que tanto marcou a História Mundial."

Então mesmo depois de perseguições em nome da Nação Bruniana, dos uivos permanentes louvando o "pequeno líder", mesmo depois das esperas a Rui Patrício na garagem do Estádio de Alvalade, das tochas contra o guarda-redes Leonino, no jogo com o Benfica no "nosso" Estádio, da invasão a Alcochete para um "Tau tau" aos jogadores...

Mesmo assim ninguém lhes perdoou essa singela quantia?

Um milhão de euros não davam para pagar uma perna do Alan Ruiz e as suas inquestionáveis comissões...

Que tamanha ingratidão.

Eu caso fosse um devoto membro da claque, sempre disposto a zurrar a plenos pulmões esse encantador mundo Brunista, olharia para esta atitude com imensa tristeza...

Mas fica a certeza:

As claques, na sua maioria, são braços armados daqueles que monopolizam o poder nos Clubes, desvirtuando o ideal para o qual foram constituídas.

Olhemos para o exemplo Inglês e sigamos o rumo...

Acabemos com as claques.

Sem mais...

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Tragédia Grega...

Filipe Vaz Correia, 25.07.18

 

Estes incêndios na Grécia trazem à memória a tragédia de Pedrogão Grande que em 2017 devastou toda a alma deste nosso povo.

Imagens turvas repletas de fumo, de dor, de ardor, de lágrimas salgadas misturadas com esse mar que banha aquelas ilhas Gregas.

Tristeza marcada em rostos de Pais que perderam Filhos, de Maridos que viram desaparecer suas Mulheres, gente que se perdeu de outros, com quem por um momento havia cruzado o seu olhar.

Descrições de desespero, sendo desespero uma palavra desesperadamente curta para precisar o que ninguém deverá conseguir imaginar.

Imagens de horror, silencioso vazio, após esse terror marcadamente laranja, sufocantemente abrasador numa destruição sem palavras.

Jovens e Velhos...

Olhares vazios, sem saberem contar o que não deveria ser contado, sem saberem explicar o que não tem explicação.

Nas ruas, nas estradas, nas suas casas, nas praias...

Em todos os lugares o fogo ceifou vidas, tiranamente passou roubando sorrisos e sonhos, amores e amizades, histórias eternamente perdidas que jamais se voltarão a ouvir...

Na Grécia ou em Pedrogão Grande, sobrou a noção do quão pequenos somos, em confronto com essa fúria da natureza que é capaz de num instante aprisionar tantos destinos num só pedaço de vento, de fogo, de morte.

No berço da história ocidental moderna ecoam os sinos do Olimpo, fazendo notar as lágrimas de todos esses impotentes Deuses que acompanham Zeus...

Num desesperante grito de tristeza.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Srº Ex-Ministro... Esteja Calado!

Filipe Vaz Correia, 25.07.18

 

Tenho de admitir que por vezes fico perplexo com algumas personagens que pululam pela televisão Portuguesa...

Ver o Ministro da Administração Interna do tempo de José Sócrates, o Srº Rui Pereira, criticar o sistema de combate aos fogos e o ordenamento de território Grego, é no mínimo obsceno.

A pouca vergonha, aliada a um topete sem fim, permite que este tipo de figuras subsistam nas nossas sociedades.

Até parece que este Srº Ex-Ministro não teve durante um certo tempo, anterior a Pedrogão Grande, importante recordar, responsabilidades políticas nesse sector, onde infelizmente não somos exemplo para ninguém.

Que tristeza.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

E Se Luís Figo...

Filipe Vaz Correia, 24.07.18

 

Luís Figo poderá estar a um passo de se candidatar à Presidência do Sporting Clube de Portugal.

Esta notícia ou rumor que está a ser avançada pela imprensa, depois das palavras em comunicado de Tomás Froes, agitam a campanha eleitoral Leonina, devido ao nome do antigo Bola de Ouro.

Muitos vêem em Figo a personalidade ideal para poder resgatar o Sporting de um limbo, onde infelizmente se encontra à demasiado tempo, talvez tantas as décadas como tenho de vida...

No entanto, logo se revoltaram os insatisfeitos de plantão, a brigada emocional que reivindica para si, o poder de verificar quem ama ou não o Sporting, sendo assim, os guardiões dessa alma Leonina que apenas eles sabem decifrar.

Se festejou ou não no banco do Inter...

Porque festejou...

Se deveria ou não ter terminado a carreira em Alvalade...

Se aos 17 anos era ou não para ter assinado pelo Benfica...

Quero lá saber!

O que me interessa é o projecto e a liderança, a capacidade das pessoas que o constituem para de uma vez por todas elevar o Sporting à dimensão que todos almejamos.

A projecção de Luís Figo fala por si mesma, trazendo para a campanha um mediatismo e uma relevância que sem ele jamais alcançaria...

E como precisamos deste tipo de mediatismo, pois os últimos tempos foram demasiadamente "negros" para esquecer, depois de um louco Presidente, imensamente Sportinguista, aos olhos de tantos que criticam Figo, tendo apenas esse "pequeno" senão,  de ser um perfeito aldrabão.

A palavra "aldrabão" é da inteira responsabilidade da ex-Presidente da comissão transitória da MAG, a Srª Dª Elsa Judas.

E não é que concordo, Neste Ponto, com a mesma.

Por tudo isto fico feliz se Luís Figo avançar e se com ele ganharmos um projecto que vá para além deste mundo pequenino de jovens e velhos interesses que vão muito para lá dos tão falados "croquetes"...

Um mundo de ressabianço disfarçado de amor clubista.

Assim...

Não negando que até este momento acredito ser João Benedito o melhor candidato, não posso deixar de esperançadamente aguardar pela candidatura de Tomás Froes e Luís Figo.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

O Maior Avião Do Mundo...

Filipe Vaz Correia, 24.07.18

 

O maior avião de passageiros do mundo aterrou no Aeroporto de Beja, numa aventura sem precedentes para aqueles lados...

Ainda diziam que José Sócrates não havia tido visão quando apostou neste Aeroporto em pleno Baixo Alentejo.

Tomem lá!

O facto de o avião ter aterrado vazio, sem passageiro algum, não pode ser visto como um ponto a desfavor desta noticia, antes pelo contrário...

Um Aeroporto habituado à pacatez Alentejana, onde praticamente não se encontra viva alma que ali aterre, não poderia agora ser invadido por centenas de pessoas num voo já de si absolutamente histórico.

Referir ainda que o Airbus A 380, aterrando em terras Alentejanas, logo sentiu a necessidade de se adaptar aos costumes do local e por essa razão ali permanecerá em tranquilidade até Quinta-feira...

Não existe nada como o bom ar do "meu" Alentejo.

Viva Beja...

Viva Portugal.

 

 

Filipe Vaz Correia