Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Finalmente... Ricciardi!

 

Tantas vezes se falou...

José Maria Ricciardi apresentou a sua candidatura aos microfones da CMTV.

Tenho de referir que, na minha opinião, é sempre preferível vir a jogo, do que se esconder em palavras e intenções, demonstrando desta maneira uma coragem, absolutamente, louvável.

Não posso fazer uma avaliação correcta sem saber quem o acompanha, sem lhe dar o espaço para apresentar as suas ideias, caracterizando-as depois negativa ou positivamente.

Tenho duvidas quanto à força desta candidatura, quanto à capacidade de congregar junto do universo Leonino, mas caberá a Ricciardi convencer com os seus argumentos aqueles que desconfiados possam estar.

Devo confessar que gostei especialmente de uma parte desta entrevista...

A explicação sobre os croquetes.

Como croquete que sou...

Orgulhosamente croquete, gostei de ver alguém ter a decência de repor alguma verdade sobre a História deste clube.

"Os dois últimos Presidentes Campeões Nacionais foram croquetes."

"O fundador do Clube era indubitavelmente um croquete."

Estamos de acordo.

Quanto ao resto continuo onde sempre estive, ao lado de João Benedito, não deixando de saudar a corajosa chegada de Ricciardi.

Que venha para somar...

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

A Demissão De Ricardo Robles...

 

A demissão de Ricardo Robles foi o único caminho que sobrou à direcção do Bloco de Esquerda, assim como ao próprio, após as noticias veiculadas pela imprensa.

Esta situação é o culminar da imensa hipocrisia latente no discurso Bloquista e que entra em contradição com a prática verificada neste caso.

Volto a referir o que já aqui escrevi...

Percebo o investimento de Ricardo Robles e seus familiares, aceito e até o aconselharia, pois tratou-se de um excelente negócio, se tudo estiver legal, com uma margem de lucro absolutamente fantástica.

Quem rejeitaria um bom negócio?

Eu não.

O que aqui inquina tudo é a posição do seu Partido,  "Revolucionários Caviar", sempre carregada de um carácter moralista, julgando e atacando tudo e todos que possam ter uma visão empreendedora na sociedade.

Este lado populista, que é intrínseco ao Bloco, aniquilou a defesa de Ricardo Robles e deixou sem margem de manobra os dirigentes do partido.

Talvez aprendam, talvez não...

A Ricardo Robles valerá a certeza de que, pelo menos, se manterão os milhões resultantes de tão bela negociata.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Os Pecados Do Bloquista Ricardo Robles...

 

Quero lá saber o que o jovem Robles faz com o seu dinheiro...

Desde que seja de forma legal.

Quais os seu investimentos...

Desde que os faça de forma legal.

Digo mais:

Acho imoral a publicação dos seus investimentos, a devassa da vida privada, uma vez mais, exposta em alguns pasquins diários.

Se comprou por x e vendeu por outro tanto, se rentabilizou e lucrou, vezes sem conta, o seu investimento, pois numa sociedade livre e capitalista, isso não é mais do que um direito seu.

A única coisa que me encanita é a hipocrisia...

O que dirá o Bloco deste Senhorio "fascista"?

Desta conduta selvagem?

Este tipo de lucro não transferiria Ricardo Robles directamente para o CDS?

Não?

Esta espécie de discurso moralista de esquerda, detentores dos pobres e renegados, não entra em contradição com as praticas de alguns dos seus autores?

Incongruências próprias de populistas encartados, que sofrem neste momento em virtude da arrogância moral, por eles, imposta durante infindáveis tempos.

Estarei sempre do mesmo lado...

O lado da decência e da reserva da vida privada, desde que de forma correcta e legal, da presunção de inocência, da propriedade privada, da elevação de valores.

O que neste caso trama Ricardo Robles, é o facto de se apresentar aos eleitores como o defensor dos pobres contra os ricos, esses malfadados senhorios de Lisboa, capazes de lucrarem com a especulação imobiliária.

Foi assim que se apresentou ao eleitorado.

E depois...

Descobrimos que Ricardo Robles é um senhorio capaz de, tentar, lucrar com a especulação imobiliária.

No entanto, farei a sua defesa pois tudo isto é repugnante...

A sua vida, a da sua irmã, escarrapachada em miseráveis tablóides, simplesmente por exercerem o seu direito a investir.

Triste fado este, o de uma sociedade capaz de se alimentar da futriquice e vida alheia...

Futriquice essa alimentada, muitas vezes, pelo senhor vereador Ricardo Robles e seu Partido.

O que diria o BE se este caso tivesse como protagonista Rui Rio?

Pois é...

Todos adivinhamos.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

O "Meu" Querido Pingo Doce...

 

"Meu" querido Pingo Doce...

Não sou de grandes patrocínios, no entanto, chegou a hora de abrir uma excepção...

Ontem, por entre o rebuliço de compras para uma almoçarada, acabei por me esquecer no "meu" Pingo Doce, do Campo Pequeno, do meu computador.

No final da noite, quando me preparava para escrever mais um dos meus textos, deparei-me com esse assustador facto...

Perdi o meu computador.

Felizmente a minha prodigiosa memória, percorreu todo o caminho, passo a passo...

Até àquele instante na caixa do Pingo Doce.

Eram 23h00.

Nada a fazer...

Uma noite de espera e interrogações, de ansiedade e arrependimentos, de questões e raiva.

Acordei bem cedo...

Corri de encontro ao local do famigerado esquecimento, com a esperança carregada na minha alma, a duvida impressa nos receios que me acompanhavam, a vontade maior de saber...

Escrevo este artigo no Caneca de Letras, do meu computador, religiosamente guardado pelas meninas do Pingo Doce, queridíssimas profissionais que sempre me receberam com total simpatia e carinho.

Como se isso não bastasse, esta imensa satisfação completando o sentido de ser vosso cliente.

Em nome de todas as profissionais, deixo aqui o meu obrigado, em forma de beijinho, na pessoa de queridíssima Susana Maceira, representando um pedaço de todas vós.

Obrigado!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Uma Palavra Para Descrever A Minha Experiência No Mundo Sapo...

 

Uma palavra para descrever o que significa, para mim, este mundo Sapo...

Esta espécie de reencontro da alma.

Talvez a melhor palavra para descrever esta aventura que tem sido ter um Blog no Sapo, seja...

Libertador!

Libertador da alma, da punção criativa que sinto, libertando o querer dessa timidez que aprisionava as palavras soltas, que sempre em mim habitaram.

Mundos e personagens, opiniões e sonhos, vontades e realidades...

Tanta coisa que se liberta aqui nesta Caneca de Letras "Sapiana".

Para mim esta aventura é definitivamente...

Libertadora.

E para vocês?

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

As Dívidas Da Juve Leo...

 

A Juventude Leonina deve um milhão de euros ao Sporting Clube Portugal...

Isto existem injustiças intoleráveis.

Então este grupo de meninos travessos, sempre dispostos a acompanhar o seu líder, gritando e vociferando as palavras de ordem escritas no gabinete Presidencial, qual guarda pretoriana de um ditador Romano...

"Perdão a todos os ditadores desse império que tanto marcou a História Mundial."

Então mesmo depois de perseguições em nome da Nação Bruniana, dos uivos permanentes louvando o "pequeno líder", mesmo depois das esperas a Rui Patrício na garagem do Estádio de Alvalade, das tochas contra o guarda-redes Leonino, no jogo com o Benfica no "nosso" Estádio, da invasão a Alcochete para um "Tau tau" aos jogadores...

Mesmo assim ninguém lhes perdoou essa singela quantia?

Um milhão de euros não davam para pagar uma perna do Alan Ruiz e as suas inquestionáveis comissões...

Que tamanha ingratidão.

Eu caso fosse um devoto membro da claque, sempre disposto a zurrar a plenos pulmões esse encantador mundo Brunista, olharia para esta atitude com imensa tristeza...

Mas fica a certeza:

As claques, na sua maioria, são braços armados daqueles que monopolizam o poder nos Clubes, desvirtuando o ideal para o qual foram constituídas.

Olhemos para o exemplo Inglês e sigamos o rumo...

Acabemos com as claques.

Sem mais...

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

Tragédia Grega...

 

Estes incêndios na Grécia trazem à memória a tragédia de Pedrogão Grande que em 2017 devastou toda a alma deste nosso povo.

Imagens turvas repletas de fumo, de dor, de ardor, de lágrimas salgadas misturadas com esse mar que banha aquelas ilhas Gregas.

Tristeza marcada em rostos de Pais que perderam Filhos, de Maridos que viram desaparecer suas Mulheres, gente que se perdeu de outros, com quem por um momento havia cruzado o seu olhar.

Descrições de desespero, sendo desespero uma palavra desesperadamente curta para precisar o que ninguém deverá conseguir imaginar.

Imagens de horror, silencioso vazio, após esse terror marcadamente laranja, sufocantemente abrasador numa destruição sem palavras.

Jovens e Velhos...

Olhares vazios, sem saberem contar o que não deveria ser contado, sem saberem explicar o que não tem explicação.

Nas ruas, nas estradas, nas suas casas, nas praias...

Em todos os lugares o fogo ceifou vidas, tiranamente passou roubando sorrisos e sonhos, amores e amizades, histórias eternamente perdidas que jamais se voltarão a ouvir...

Na Grécia ou em Pedrogão Grande, sobrou a noção do quão pequenos somos, em confronto com essa fúria da natureza que é capaz de num instante aprisionar tantos destinos num só pedaço de vento, de fogo, de morte.

No berço da história ocidental moderna ecoam os sinos do Olimpo, fazendo notar as lágrimas de todos esses impotentes Deuses que acompanham Zeus...

Num desesperante grito de tristeza.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Srº Ex-Ministro... Esteja Calado!

 

Tenho de admitir que por vezes fico perplexo com algumas personagens que pululam pela televisão Portuguesa...

Ver o Ministro da Administração Interna do tempo de José Sócrates, o Srº Rui Pereira, criticar o sistema de combate aos fogos e o ordenamento de território Grego, é no mínimo obsceno.

A pouca vergonha, aliada a um topete sem fim, permite que este tipo de figuras subsistam nas nossas sociedades.

Até parece que este Srº Ex-Ministro não teve durante um certo tempo, anterior a Pedrogão Grande, importante recordar, responsabilidades políticas nesse sector, onde infelizmente não somos exemplo para ninguém.

Que tristeza.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

E Se Luís Figo...

 

Luís Figo poderá estar a um passo de se candidatar à Presidência do Sporting Clube de Portugal.

Esta notícia ou rumor que está a ser avançada pela imprensa, depois das palavras em comunicado de Tomás Froes, agitam a campanha eleitoral Leonina, devido ao nome do antigo Bola de Ouro.

Muitos vêem em Figo a personalidade ideal para poder resgatar o Sporting de um limbo, onde infelizmente se encontra à demasiado tempo, talvez tantas as décadas como tenho de vida...

No entanto, logo se revoltaram os insatisfeitos de plantão, a brigada emocional que reivindica para si, o poder de verificar quem ama ou não o Sporting, sendo assim, os guardiões dessa alma Leonina que apenas eles sabem decifrar.

Se festejou ou não no banco do Inter...

Porque festejou...

Se deveria ou não ter terminado a carreira em Alvalade...

Se aos 17 anos era ou não para ter assinado pelo Benfica...

Quero lá saber!

O que me interessa é o projecto e a liderança, a capacidade das pessoas que o constituem para de uma vez por todas elevar o Sporting à dimensão que todos almejamos.

A projecção de Luís Figo fala por si mesma, trazendo para a campanha um mediatismo e uma relevância que sem ele jamais alcançaria...

E como precisamos deste tipo de mediatismo, pois os últimos tempos foram demasiadamente "negros" para esquecer, depois de um louco Presidente, imensamente Sportinguista, aos olhos de tantos que criticam Figo, tendo apenas esse "pequeno" senão,  de ser um perfeito aldrabão.

A palavra "aldrabão" é da inteira responsabilidade da ex-Presidente da comissão transitória da MAG, a Srª Dª Elsa Judas.

E não é que concordo, Neste Ponto, com a mesma.

Por tudo isto fico feliz se Luís Figo avançar e se com ele ganharmos um projecto que vá para além deste mundo pequenino de jovens e velhos interesses que vão muito para lá dos tão falados "croquetes"...

Um mundo de ressabianço disfarçado de amor clubista.

Assim...

Não negando que até este momento acredito ser João Benedito o melhor candidato, não posso deixar de esperançadamente aguardar pela candidatura de Tomás Froes e Luís Figo.

Viva o Sporting

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

O Maior Avião Do Mundo...

 

O maior avião de passageiros do mundo aterrou no Aeroporto de Beja, numa aventura sem precedentes para aqueles lados...

Ainda diziam que José Sócrates não havia tido visão quando apostou neste Aeroporto em pleno Baixo Alentejo.

Tomem lá!

O facto de o avião ter aterrado vazio, sem passageiro algum, não pode ser visto como um ponto a desfavor desta noticia, antes pelo contrário...

Um Aeroporto habituado à pacatez Alentejana, onde praticamente não se encontra viva alma que ali aterre, não poderia agora ser invadido por centenas de pessoas num voo já de si absolutamente histórico.

Referir ainda que o Airbus A 380, aterrando em terras Alentejanas, logo sentiu a necessidade de se adaptar aos costumes do local e por essa razão ali permanecerá em tranquilidade até Quinta-feira...

Não existe nada como o bom ar do "meu" Alentejo.

Viva Beja...

Viva Portugal.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Pág. 1/4