Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

12
Mar18

Inexistente!

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Desalinhadamente escrevi;

Palavras soltas,

Tão soltas e impreparadas,

Que se escapam do papel...

 

Descrevendo;

O que indescritívelmente me amarrava,

Amarrando,

O que verdadeiramente desejo gritar...

 

Perdeu-se;

Sem nunca ter valido a pena,

Desvaneceu,

Sem nunca ter existido esperança,

Desapareceu,

Sem nunca ali ter estado...

 

Passo após passo;

Num constante caminhar,

Vai insistindo o coração,

Lutando bravamente...

 

Lutando por aquele amor,

Inexistente...

 

Loucamente inexistente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu caro, Notei com agrado a tua retratação relati...

  • Maria

    Há sempre um "tinhoso/a".É ignora-los. Porque há...

  • Filipe Vaz Correia

    Meu caro José...A mais pura verdade.Um abraço

  • Filipe Vaz Correia

    Minha querida Pingos de Chuva...Absolutamente verd...

  • cheia

    Uma erva daninha estraga uma seara.Um abraço

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D