Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Silenciosamente!

Filipe Vaz Correia, 09.02.18

 

 

 

Nos silêncios se esconde a vontade;

Incessante forma de escrever,

Se escondem saudades,

Difíceis de esquecer...

 

Nos silêncios vivem memórias;

Desabitada consciência,

Velhas histórias,

Amargurada desistência...

 

Nos silêncios bem trancados;

Esmorecem as ilusões;

Desaparecerem desencantados,

Anteriores emoções...

 

Nos silêncios;

Na silenciosa folha de papel,

Vai escrevinhando a triste alma,

O que da triste alma se escapou...

 

Silenciosamente;

Sem voltar.