Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

18
Dez17

Mil Vezes...

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Por entre mil palavras;

Mil segredos,

E mais mil secretos enredos,

Descritos em cada noite de luar...

 

Por entre os sussurros da madrugada;

Do vento que teimava em correr;

Por entre sonoras caminhadas,

Desesperante grito a morrer...

 

Por entre as lágrimas que me escaparam;

Que amarraram o meu coração dorido,

Por entre as dores que me sobraram,

Sufocando este amor ferido...

 

E vai assim soletrando;

Cada letra escrevinhada,

Lentamente se soltando,

Da caneta envergonhada,

Mil vezes se eternizando,

Nesta poesia.

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

  • Anónimo

    Meu caro, Notei com agrado a tua retratação relati...

  • Maria

    Há sempre um "tinhoso/a".É ignora-los. Porque há...

  • Filipe Vaz Correia

    Meu caro José...A mais pura verdade.Um abraço

  • Filipe Vaz Correia

    Minha querida Pingos de Chuva...Absolutamente verd...

  • cheia

    Uma erva daninha estraga uma seara.Um abraço

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D