Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

11
Jun17

Como Posso?

Filipe Vaz Correia

 

 

 

Como posso amar o impossível;

Esse amor que não me quer,

Querendo, se torna invisível,

Desejando, malmequer,

Sentindo o indiscutível,

Bem querer...

 

Como posso continuar a amar;

A sentir esse pulsar,

Querendo gritar,

O aprisionado desejar,

Da minha alma...

 

Como posso insistir;

Num singelo sentimento,

Maior do que o sentir,

Do que o mar ou o vento,

Do que o ardor a ferir,

Esse meu amargurado sofrimento...

 

Como posso?

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D