Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

05
Fev17

Eutanásia!

Filipe Vaz Correia

 

Esta é uma discussão para a qual, admito, tenho complexos e receios, preconceitos e anseios, dificuldades em desligar os dogmas incutidos na infância, e que bem ou mal fazem de mim o homem que hoje sou.

Sou cristão, católico, e por isso esta discussão reveste-se de uma imensa complexidade, no entanto, reconheço que tem de ser feita e debatida numa sociedade plural como aquela que temos, nestes meados do séc. XXI.

Não me julgo dono da verdade, não conheço esse tremendo sofrimento que muitos assistiram, através da dor prolongada de entes queridos, ou mesmo, esse desesperante sentimento de não se ser senhor, da nossa própria morte.

Para mim, admito, é algo em que evito pensar, não consigo lidar bem com essa ideia de que chegará um dia, espero bem longe, definitiva e arrebatadora.

Por não lidar bem com essa palavra, revestida de tamanha brutalidade, é que respeito imenso o tema e o seu debate,  apesar de ser contra esse direito concreto, de pôr um termo à vida, direito esse que acredito pertencer apenas a Deus, concordo que seja importante definir de uma vez por todas, qual o caminho que o país deve seguir.

A única coisa que me parece indiscutível, para mim, é a forma como este debate deve ser feito, deve de ser decidido...

Pelas pessoas.

Se querem levar por diante esta discussão, esta decisão, então julgo que esta deve ter o mesmo tratamento, que teve a discussão sobre o Aborto...

Ou seja referendo.

O Parlamento e os partidos, não devem legislar sobre uma medida desta natureza, desta complexidade, sem dar a voz aos seus cidadãos, deixando que estes possam expressamente demonstrar através do voto, qual a vontade sobre tão importante assunto.

E assim, feita a discussão, decidido o lado em que cada um se colocará, o país ficará mais esclarecido e certamente a decisão será mais consciente.

E depois, seguirão as dúvidas e continuarão as incertezas, pois num tema tão delicado e fracturante será sempre a fé ou a falta dela a definirem muito do nosso pensamento.

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

05
Fev17

Os Pecados de Jesus...

Filipe Vaz Correia

 

O Sporting perdeu ontem o clássico com o Porto, no estádio do Dragão, a contar para a Liga Nos...

Foi o fim dos objectivos que tinhamos para esta época, pois nem a entrada direta para a Champions League, me parece atingível.

No entanto, que ideias poderemos nós guardar da noite de ontem?

A formação é algo que se paga caro e a culpa é do Palhinha...

Mas que estupidez!

Estas duas ideias ditas e repetidas por Jorge Jesus no final da noite de ontem, revelam um desconhecimento completo do fenómeno em que está envolvido e no segundo caso uma gigantesca incapacidade para gerir um jovem que não pode ser atacado no espaço público, pelo ignorante do seu treinador.

Vejamos a formação:

Alguém dúvida da imensa qualidade dos meninos que completam este plantel e foram formados em Alvalade?

Não!

Os laterais do Sporting foram formados em Alvalade?

Não, foi o senhor treinador que os contratou...

E Bryan foi formado em Alvalade?

Também não me parece...

O problema não está no facto de se apostar na formação, mas sim nos complementos que se inserem nas equipas para ajudar essa formação a crescer e é por essa razão que nunca poderiamos ter adquirido dez jogadores...

Talvez três ou quatro mas de imensa qualidade, decisivos, para ajudar estes meninos a crescer.

Depois custa-me entender um treinador que durante sete meses vai falando maravilhas e dando tempo para crescer, a um jogador que custou 8 milhões de euros, se atire agora, consecutivamente a um menino que faz o seu terceiro jogo como sénior, segundo a titular, tentando dar a entender que havia sido ele o problema deste resultado...

Ora bem, se Palhinha tem culpas no primeiro golo?

Tem!

Tem Palhinha culpas no segundo golo?

Não, pois além de sofrer falta, é a deficiente recepção de R. Semedo que provoca e desiquilibra todo o meio campo leonino.

Além disto, importa referir que independentemente de quem Jesus escolha para aquela função, de seis no Sporting actual, esse jogador estará sempre em déficit, pois JJ jogando sistematicamente com dois extremos, na prática 4x2x4, não permite que o meio campo se consolide, desiquilibrando defensiva e ofensivamente a equipa.

Não é por acaso que a equipa sofre tantos golos em contra ataque, é mesmo por culpa da táctica elaborada pelo seu Mister.

Não gosto de cobardes, nunca na vida gostei de gente cínica, calculista, capaz de abandonar aqueles que temporariamente lhes parecem ser o elo mais fraco, para se pouparem a si mesmos...

Jesus ontem não me pareceu um líder, mas sim, um desses cobardes.

Quer falar de Palhinha nestes termos, fale com o miúdo, intra-muros, dentro de casa.

Assim parece apenas uma desculpa, um fraco disfarçar de culpas...

Mas para mim...

Para mim foi Jesus que perdeu, aprisionado aos seus pecados originais.

 

Filipe Vaz Correia

 

 

05
Fev17

Para Sempre e Sempre...

Filipe Vaz Correia

 

Para sempre e sempre;

Desejei sentir o teu cheiro,

Sentir o sabor dos teus lábios,

Sempre tu...

 

Para sempre e sempre;

Procurei esse amor,

Esse eterno sabor,

De te poder encontrar...

 

Para sempre e sempre;

Olhei para as estrelas presas ao céu,

Toquei-as,

Dei-lhes a mão,

Por ti, somente por ti...

 

Encontrei-te e jamais te irei perder;

Meu destino, meu lugar,

Meu viver, intenso amar,

Nesse destino, a partilhar...

 

Para sempre e sempre;

Quero-te a meu lado,

No bater desse sentimento,

Tão e muito desejado...

 

Para sempre e sempre;

Procurei o que hoje sinto,

Esse desejo presente,

De te ter à minha frente...

 

Para sempre e sempre;

E sem nunca olhar para trás,

Para sempre e sempre,

Encontrei-te!

 

Forever and Always...

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D