Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

O Meu Tio...

Filipe Vaz Correia, 31.12.16

 

Procuro as palavras;

Escondidas nestas linhas,

Para poder descrever,

Essa imagem na minha mente,

De um amigo, de uma vida...

 

O tio que me viu menino,

E talvez ainda veja,

Neste tempo que teima em passar,

Sem esquecer ou calar;

Os momentos, as memórias,

As muitas histórias...

 

Recordações que guardo com carinho;

Num abraço que nunca me faltou,

Sempre forte, apertado,

Nessa amizade que ficou...

 

Onde aprendi e sorri;

Onde escutei e cresci,

Onde sempre me senti querido...

 

Assim por entre a tinta deste poema;

Escolho essa palavra,

Que o possa descrever,

Sem hesitação ou dilema,

Vou finalmente escrever...

 

Familia!