Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Regaço Perdido

Filipe Vaz Correia, 23.11.21

 

 

56084E64-1575-4987-B3AC-92CD4F2F9FFC.jpeg

 

 

 

 

Era uma vez um menino;

que não sabia chorar

era triste e franzino

com a tristeza no olhar...

 

Era uma vez uma história;

cheia de dor e sem fim

com lágrimas presas à memória

guardadas dentro de mim...

 

Era uma vez um adolescente;

que sozinho enfrentou o mundo

tinha um silêncio pela frente

e um desgosto profundo...

 

E por vezes ao deitar;

ao adormecer de cansaço

ouvia aquela canção a recordar

o embalar daquele regaço...

 

O regaço perdido;

da mãe que nunca encontrou!

 

 

 

 

Filho Do Meu Coração

Filipe Vaz Correia, 16.11.21

 

 

 

38A49F6F-C4C1-4B2A-99C1-ABDD05CFBA62.jpeg

 

 

 

Não nasceste do meu ventre;

mas da minha alma

não te esperei nove meses

mas uma vida inteira

não te reconheci ao nascer

mas na esperança desse encontro

não soube do teu sofrimento

até te encontrar...

 

Não descobri essa palavra;

até te conhecer

não senti a amargura

até ter medo de te perder

não entendi a ternura

até perceber

a desentendida procura

de te ter...

 

E assim;

encontrada com os meus desencontros

com os recantos de mim mesma

descubro em cada sorriso teu

parte desse destino

só nosso.

 

 

Pijamas Riscados

Filipe Vaz Correia, 12.11.21

 

 

 

19968068-4E4A-4639-8D15-F055ADE8F41B.jpeg

 

 

Sempre que via um comboio a partir;

imaginava esse mundo

descobrindo sem fugir

esse longínquo e profundo

desejo de sentir

o meu ausente destino...

 

Sempre que abriam os portões;

daquele campo maldito

imaginava os corações

daqueles interditos

olhares que me fugiam

dos que um dia imensamente amei...

 

Sempre que chegava o amanhecer;

desconfiado caminhava

querendo adormecer

na esperança que em mim habitava

de que poderia ser diferente...

 

Ia seguindo amordaçado;

amordaçando a alma já cansada

presa num corpo desanimado

àqueles pijamas riscados...

 

Assim, em cada partida;

a cada fuga perdida

em cada dia, ferida

ia se aproximando a minha vez...

 

E aí descobri que me haviam roubado tudo;

até a esventrada esperança

mas que apenas eu

era o dono da minha alma!

 

 

 

 

 

 

 

 

Aleppo

Filipe Vaz Correia, 10.11.21

 

 

02126440-04BC-4544-8303-2874AFC490E5.jpeg

 

 

 

Em cada casa devastada;

uma alma abandonada,

por cada bomba ali caída

uma esperança que foi traída,

em cada ruína ilustrada

uma lágrima derramada,

por cada rosto sofredor

uma recordação de tanta dor,

em cada pedaço desta história

choram-se balas na memória,

por cada filho desaparecido

um país quase perdido,

em cada pedra dessa estrada

uma mágoa bem trancada,

e por cada palavra esquecida

sobra essa tamanha ferida...

 

De seu nome,

Aleppo.

 

 

 

 

Bye Bye “Geringonça”! Até Nunca Mais…

Filipe Vaz Correia, 28.10.21

 

 

 

45A6B0AB-CA09-4864-8EA1-D386BC6D20A5.jpeg

 

 

A Geringonça foi-se...

Esclarecer a todos que ainda há pouco tempo escrevi aqui um texto onde explicava que este orçamento iria passar e que todo este drama, da aprovação ou rejeição, era apenas uma encenação de baixa qualidade.

Como facilmente compreenderão, percebo tanto de política como de pastelaria Francesa...

Com pena minha isto quer dizer que percebo zero de táctica e realidade política.

Sinceramente e apesar da minha reputação como analista político estar na rua da amargura arriscarei mesmo assim um ou outro desabafo:

O que se passou na mente dos partidos mais à esquerda da Assembleia da República?

Acreditarão, PCP e BE, que irão ter um resultado eleitoral melhor do que haviam obtido em 2019?

A minha previsão é a de que tanto PCP/BE irão ter uma derrota eleitoral absolutamente  Histórica.

Na Direita tudo dependerá das futuras lideranças...

PSD com Rangel poderá entrar no centro, rejeitando caminhar ao lado do Chega, como fez Moedas, possibilitará juntar independentes e gente disposta a lutar por uma alternativa Governativa.

Se for Rui Rio não acredito que exista o momentum necessário para ameaçar António Costa.

O CDS só tem uma hipótese com Chicão...

Uma coligação com o PSD, caso contrário desaparecerá do espectro político parlamentar.

Quanto ao Chega tenderá a crescer, não creio que muito, mas certamente esse crescimento será menor se Rangel vencer a liderança do PSD pois a sua posição facilitará o voto útil nos Sociais Democratas para quem quiser derrotar o PS.

Para terminar o PS e António Costa...

Apostam tudo na dramatização e acredito que correrão na direcção da tão desejada Maioria Absoluta.

O Povo dirá se a conseguirão.

Bye Bye Geringonça...

Até Nunca Mais.

 

 

Filipe Vaz Correia